Abrir menu principal

Morgan: A Suitable Case for Treatment

filme de 1966 dirigido por Karel Reisz
(Redirecionado de Morgan!)
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Morgan: A Suitable Case for Treatment
Morgan - Um Caso para Tratamento[1] (PRT)
Deliciosas Loucuras de Amor[2] (BRA)
 Reino Unido
1966 •  pb •  97 min 
Direção Karel Reisz
Produção Leon Clore
Roteiro David Mercer
Elenco David Warner
Vanessa Redgrave
Robert Stephens
Gênero comédia cinematográfica
Música John Dankworth
Direção de fotografia Larry Pizer
Direção de arte Philip Harrison
Figurino Jocelyn Rickards
Edição Tom Priestley
Victor Procter
Companhia(s) produtora(s) British Lion Film Corp.
Lançamento Reino Unido janeiro de 1966Estados Unidos 4 de abril de 1966
Idioma língua inglesa

Morgan: A Suitable Case for Treatment (bra: Deliciosas Loucuras de Amor; prt: Morgan - Um Caso para Tratamento) é um filme britânico de 1966, do gênero comédia, dirigido por Karel Reisz e estrelado por David Warner e Vanessa Redgrave.

O filme foi premiado no Festival de Cannes e no de Locarno, entre outras honrarias. Vanessa Redgrave, em seu filme de estreia como protagonista, concorreu ao Oscar de Melhor Atriz, a primeira das seis indicações que recebeu ao longo da carreira. Segundo Ken Wlaschin, este é o primeiro de seus dez melhores filmes.[3]

Trata-se de um clássico cult da New Wave Britânica,[4] movimento que teve seu auge na década de 1960.

Seu ritmo acelerado, fotografia "estourada" e interposição de cenas de velhas aventuras de Tarzan denotam a influência da Nouvelle Vague francesa.[5] Ao lado de Night Must Fall e Isadora, forma um grupo em que, apesar do recorrente (na obra do diretor) interesse na observação do contexto social, os personagens centrais passam a dominar a narrativa, mostrando um comportamento mais extravagante e fora das convenções.[5]

SinopseEditar

Avoado, irresponsável e de esquerda, Morgan é um artista que frequentemente se refugia no mundo da fantasia para fugir dos problemas que teimam em atormentá-lo. Leonie, sua esposa, está um degrau acima dele na escala social. Morgan sai de órbita quando ela, cansada de seu comportamento lunático, pede o divórcio para se casar com Charles, um comerciante de arte sofisticado. Morgan, então, faz de tudo -- tudo mesmo -- para ter Leonie de volta, até ser preso e enviado para um asilo. Lá, ele se torna ardente comunista, exatamente como sua mãe que toca uma peixaria em um mercado nos subúrbios de Londres, e na cena final corta o jardim que está a cuidar no formato da foice e do martelo.[6]

Principais premiaçõesEditar

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Atriz (Vanessa Redgrave)
Melhor Figurino (preto e branco)
Indicado
Indicado
Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood Golden Globe Melhor Filme Estrangeiro Falado em Inglês
Melhor Atriz - Comédia ou Musical (Vanessa Redgrave)
Indicado
Indicado
British Academy of Film and Television Arts BAFTA Award Melhor Filme Britânico
Melhor Filme de Qualquer Origem
Melhor Ator Britânico (David Warner)
Melhor Atriz Britânica (Vanessa Redgrave)
Melhor Roteiro Britânico
Melhor Edição - Filme Britânico
Indicado
Indicado
Indicado
Indicado
Vencedor
Vencedor
Festival de Cannes Palma de Ouro
Prêmio de Interpretação Feminina
Melhor Filme
Melhor Atriz (Vanessa Redgrave)
Selecionado
Vencedor
  • O filme também recebeu um Prêmio Especial no Festival Internacional de Cinema de Locarno.

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
David Warner Morgan Delt
Vanessa Redgrave Leonie Delt
Robert Stephens Charles Napier
Irene Handl Senhora Delt
Bernard Bresslaw Policial
Arthur Mullard Wally
Newton Blick Senhor Henderson
Nan Munro Senhora Henderson
Peter Collingwood Geoffrey
Graham Crowden Advogado
John Garrie Tipstatt
John Rae Juiz
Angus MacKay Padrinho de casamento
Marvis Edwards Empregada
Peter Cellier Advogado

Referências

  1. «Ciclo "O Que Eu Quero Ver"». Cinemateca Portuguesa: programação. 28 de abril de 2017. Consultado em 25 de agosto de 2018 
  2. Deliciosas Loucuras de Amor no CinePlayers (Brasil)
  3. WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)
  4. Karl Williams. «Morgan!». AllMovie. Consultado em 25 de setembro de 2014 
  5. a b LOVELL, Alan, The Chequered Career of Karel Reisz, in Movies of the Sixties, editado por Ann Lloyd, Londres: Orbis, 1984 (em inglês)
  6. The Movie Guide. Col: Perigee Books (em inglês). Estados Unidos da América: Putnam Publisshing Group. 1992. p. 585. ISBN 0-399-51780-4. Consultado em 3 de julho de 2019  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  Este artigo sobre um filme britânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.