Morro da Igreja

Morro da Igreja
Cume do Morro da Igreja.
Morro da Igreja está localizado em: Brasil
Morro da Igreja
Coordenadas 28° 7' 33" S 49° 28' 28" O
Altitude 1.822[1] m
Localização Entre Urubici, Bom Jardim da Serra e Orleans, Santa Catarina, Brasil
Cordilheira Serra Geral
Rota mais fácil De carro, pela estrada SC 370 (de terra, no começo). Depois, mais 18 km de asfalto até o topo.

O morro da Igreja é um morro pertencente ao Parque Nacional de São Joaquim, localizado na divisa entre os municípios catarinenses de Bom Jardim da Serra, Orleans e Urubici.

Com 1 822 m, seu cume é o segundo mais alto de Santa Catarina e o quarto da região Sul do Brasil, atrás do morro da Boa Vista, com 1 824 m,[2] em Santa Catarina, e dos picos Caratuva, com 1,860 m, e Paraná, com 1 877 m, do estado vizinho do Paraná.[1] O morro da Igreja é considerado o ponto habitado mais alto da Região Sul do Brasil.

As instalações do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA II) da Força Aérea Brasileira (FAB) ficam no topo do morro da Igreja. Dentre estas destaca-se a primeira Estação de Radar Meteorológico (ERM) de Santa Catarina, a uma altitude de 1 808,01 m, cuja missão é a vigilância constante das condições meteorológicas na área de cobertura do equipamento e divulgação das informações obtidas.[3][4]

ClimaEditar

O morro da Igreja é considerado um dos locais mais frios do Brasil, recebendo grande número de turistas especialmente durante o inverno, quando as temperaturas frequentemente ficam abaixo de zero e ocorre, ocasionalmente, a queda de neve. É o lugar no Brasil com maior propensão a este tipo de precipitação.[carece de fontes?]

Um registro de temperatura não oficial de -17,8 °C, realizado no local em 29 de junho de 1996,[5] foi manchete nacional como a temperatura mais baixa já registrada no Brasil.[6] Contudo, a menor temperatura registrada oficialmente em território brasileiro, -14 °C, ocorreu no município catarinense de Caçador, no alto vale do Rio do Peixe, em 11 de junho de 1952.[7]

Em 2007, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) instalou uma estação meteorológica automática no alto do Morro da Igreja, a cerca de 1.800 metros de altitude, entrando em operação a partir do dia 17 de junho. A partir do comportamento dos dados obtidos com esta estação, torna-se clara a invalidade do registro de -17,8 °C feito em 1996. Desde o início de operação da estação a menor temperatura registrada no local foi de -7,8 °C em 23 de julho de 2013, durante a passagem de uma forte onda de frio. No dia 21 de agosto de 2020, a temperatura mínima anteriormente citada foi superada por um novo registro de -8,6 °C. A máxima absoluta atingiu 26,7 °C em 4 de fevereiro de 2010.[8][9]

O maior acumulado de precipitação em 24 horas atingiu 161,2 mm em 4 de maio de 2008. Outros grandes acumulados iguais ou superiores a 100 mm foram 153,6 mm em 4 de dezembro de 2016, 129,2 mm em 4 de janeiro de 2009, 124,2 mm em 12 de maio de 2010, 122,8 mm em 22 de maio de 2010, 118,2 mm em 9 de agosto de 2011, 115,4 mm em 30 de agosto de 2011, 113,4 mm em 21 de setembro de 2013, 108,8 mm em 10 de agosto de 2013, 108,6 mm em 28 de setembro de 2009, 107,4 mm em 2 de fevereiro de 2011, 102,4 mm em 21 de janeiro de 2013 e 101,2 mm em 26 de agosto de 2013. A maior rajada de vento atingiu 44,3 m/s (159,5 km/h) em 14 de julho de 2015.[8][9]

Dados climatológicos para Morro da Igreja
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 26,2 26,7 25 23 20,9 18,9 20,9 23,5 24,3 25,9 26,3 26,1 26,7
Temperatura mínima recorde (°C) 4,2 4,8 -1,1 -3,6 -2,8 -5,7 -7,8 -8,6 -5,6 -1,2 -0,9 1,1 -8,6
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (recordes de temperatura: 17/06/2007-presente)[8][9]

Referências

  1. a b «Mapa Interativo de Santa Catarina». Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina. Consultado em 2 de fevereiro de 2012 
  2. Fraga, Angelo Martins; de França, Rovane Marcos; Cechin, Júlio Domingues (2012). «Determinação de novas Altitudes para dois dos Pontos culminantes do Estado de Santa Catarina» (PDF) 
  3. «Rede de Radares Meteorológicos». Rede de Meteorologia do Comando da Aeronáutica. Consultado em 2 de fevereiro de 2012 
  4. «CINDACTA II - Estações de Radares Meteorológicos». SEGUNDO CENTRO INTEGRADO DE DEFESA AÉREA E CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO. Consultado em 2 de fevereiro de 2012 
  5. «Urubici – Morro da Igreja, Pedra Furada e Cascata Véu de Noiva - Meus Roteiros de Viagem». Consultado em 19 de dezembro de 2014 
  6. «Sibéria brasileira no sul do Brasil». Fantástico. 18 de junho de 2006 
  7. EPAGRI/CIRAM. «Recordes de frio em SC». Consultado em 29 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 16 de maio de 2010 
  8. a b c Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). «Estação: BOM JARDIM DA SERRA - MORRO DA IGREJA (A845)». Consultado em 17 de julho de 2020 
  9. a b c INMET. «Gráficos diários de estações automáticas». Consultado em 17 de julho de 2020 

Ligações externasEditar