Motel

estabelecimento de hospedagem para relações sexuais
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Motel (desambiguação).

Motel é um estabelecimento de hospedagem que se diferencia dos demais porque as pessoas geralmente vão até ele com o objetivo de manter relações sexuais.[1] O primeiro motel a abrir em Portugal foi o Príncipe Encantado, na Mealhada no início dos anos 90.[2]

No Brasil, motel é um meio de hospedagem exclusivo para adultos com foco no entretenimento. Normalmente, as suítes dispõem de áreas de lazer privativas com piscina, hidro e sauna, e em muitos casos também oferecem a parte de Gastronomia 24 horas.[3]

Os primeiros motéis no Brasil surgiram na década de 1960 na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Na época essa era uma região afastada, característica comum dos motéis na época[4]. No Brasil existem cerca de 5.500 motéis que movimentam cerca de 4 bilhões de reais anualmente e são frequentados por cerca de 100 milhões de clientes todos os anos.[5][6]

Com o novo contexto de mundo, em que a sexualidade é cada vez mais natural e o novo perfil de consumidor busca vivenciar experiências, isso vem proporcionando um crescimento aos motéis atualmente. Os motéis no Brasil são em sua maioria frequentados por casais com relacionamento estável.[7][8]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Aulete 2019.
  2. Notícias Magazine 2018.
  3. «Motéis trocam espelho no teto por design de luxo para ampliar clientela - 28/03/2016 - Mercado». Folha de S.Paulo. Consultado em 4 de julho de 2020 
  4. Guimaraens, Dinah, (2007). Arquitetura de motéis cariocas : espaço e organização social Edição revista e ampliada ed. São Paulo: Paz e Terra. OCLC 123943647 
  5. Strazzabosco Roveda, Vinicius (2019). Como os motéis se tornaram um negócio bilionário no Brasil: descubra como aproveitar essa oportunidade. Santa Maria/RS: Zeax. p. 32 
  6. Redação (25 de julho de 2019). «1º livro sobre motel como negócio no Brasil será lançado nesta terça-feira (30), em São Paulo (SP)». Hotelnews. Consultado em 4 de julho de 2020 
  7. «Apesar do mito da infidelidade, pesquisa aponta maioria de clientes de motéis em relações estáveis». O Globo. 15 de fevereiro de 2020. Consultado em 4 de julho de 2020 
  8. «Apesar do mito da infidelidade, pesquisa aponta maioria de clientes de motéis em relações estáveis». Jornal O Sul. 15 de fevereiro de 2020. Consultado em 4 de julho de 2020 

BibliografiaEditar