Abrir menu principal

Moto Esporte Clube, mais conhecido como Timão, é um clube brasileiro de futebol da cidade de Porto Velho, capital do estado de Rondônia. Suas cores são vermelho e branco.

Moto Clube
Moto Esporte Clube (RO).png
Nome Moto Esporte Clube
Alcunhas Timão
Moto
Torcedor/Adepto Motense
Mascote Tatu Bola (Alvi Rubro)
Fundação 13 de maio de 1952 (67 anos)
Mando de jogo em Aluizio Ferreira (7.000)
Capacidade (mando) 700[1]
Presidente Mazaropi
Treinador Marcos Sequetto
Patrocinador Rondobrás
Jns Grupo
Solimões
SAGA Veículos
Eucatur
Competição Campeonato Rondoniense (Licenciado)


Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
editar

O clube teve seu auge no futebol estadual durante a era amadora, anterior à 1991, quando conquistou o campeonato estadual em 10 oportunidades.

HistóriaEditar

A origemEditar

Criado para disputar um torneio de futebol em homenagem ao aniversário do deputado federal Aluízio Ferreira, em 1952, uma competição entre funcionários da administração do então Território Federal, o Moto Clube era constituído àquela altura apenas por motoristas, mecânicos e auxiliares da Garagem do Território, sob comando do mecânico Eduardo Lima e Silva, o "seu Dudu", técnico da seleção do Guaporé que disputava o Campeonato Brasileiro de Seleções e do atleta Pirralho.

O que era o "time da Garagem", logo o Moto entrou na disputa do campeonato da FDG - Federação de Desportos do Guaporé, e em 1954 foi campeão pela primeira vez.

EstruturaEditar

Sede CampestreEditar

O Moto Clube têm hoje um grande Patrimônio, sendo sua sede campestre com uma área de 48 ha (600m x 800m) localizada às margens da Rodovia BR-364, bem concorrida com parque aquático, restaurante, quadras de tênis e vôlei de areia, estacionamento, chalés, salão para eventos e campo de futebol com medidas oficiais.

Sede SocialEditar

Localizada em área nobre da cidade de Porto Velho, a sede social possui toda a infraestrutura para o bom atendimento dos sócios e também dispõe de academia de ginástica.

Torcidas organizadasEditar

  • Torcida Fiel do Timão
  • Torcida Terremoto
  • Torcida Sangue Alvirubro

RivalEditar

O principal rival do Moto Clube é o Ferroviário, clube com o qual disputou grandes jogos na época do amadorismo que ficaram na história e inclusive foi matéria do programa "Esporte Espetacular" da Rede Globo.

Os clubes se desencontraram ainda no inicio do profissionalismo quando o Ferroviário decidiu por não disputar mais o campeonato. Pouco depois o proprio Moto Clube acabou abandonando o Campeonato, voltando com regularidade no ano de 2009, tendo criando pequena rivalidade com o Genus, um dos poucos clubes de Porto Velho ainda disputando o torneio.

BrasãoEditar

O escudo do Moto Clube é vermelho e circular, no seu interior aparecem ainda varios circulos, com a inscrição "Moto Clube - Rondonia" e a sigla MC em um pequeno escudo central.

HinoEditar

O hino do Moto Clube foi composto por Hilton Valle e Onofre Mendes.


Curiosidades e feitosEditar

 
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.

CuriosidadesEditar

O Moto Clube foi o 1º clube da Amazônia Ocidental a jogar no Maracanã, a partida foi disputada em 21 de agosto de 1969 conta a Seleção da Petrobras, na preliminar de Brasil x Colômbia, o Timão foi convidado pela antiga CBD - Confederação Brasileira de Desportos, hoje CBF - Confederação Brasileira de Futebol e o resultado foi um empate em 3 a 3. Os gols do Moto Clube foram de Manoel, Bacu e Walter Santos.

FeitosEditar

O dia 17 de julho de 1977 jamais será esquecido pelo torcedor do Moto Clube de Porto Velho. Nesta data, o torcedor vibrou, chorou e comemorou juntamente com sua equipe a conquista do mais importante título da história do futebol rondoniense, o Torneio Integração da Amazônia, o popular Copão da Amazônia. O Moto Clube venceu o Rio Branco, do Acre, por um placar apertado e conquistou o título, que voltou a se repetir um ano depois no dia 13 de setembro de 1978, contra o mesmo adversário.

RivalidadesEditar

Timão e FerrimEditar

  • O maior rival do Timão é o Ferroviário, ou simplesmente Ferrim, com este o Timão protagoniza o grande clássico do futebol Rondoniense, que nos anos 1970-80 movimentou bastante a população Portovelhense,

O timão, como era conhecido o Moto Clube teve outros grandes rivais: Ypiranga, e Flamengo-RO. Os quatro clubes dividem a preferência dos torcedores devido aos vários títulos conquistados. Atualmente os maiores rivais do Moto são o Genus (o time mais tradicional e com maior torcida da capital na era profissional) e o Ji-Paraná (o maior campeão de Rondônia na era profissional).

Elenco atualEditar

LEGENDA

 : Atual Capitão

Goleiros
  G Dida
  G Caju
  G Guilherme Palma
Laterais
  LD Guarate
  LD Teseu
  LE Cafu
  LE Bruno Braúna
Zagueiros
  Z Anderson Caxito
  Z Alfredo  
  Z Del
  Z Valmir
  Z Anderson Magrão
Volantes
  V Vágner
  V Quel
  V Paulo Cézar
  V Quintino
  V Bruno Costa
Meio-campistas
  M Vitor Rádio
  M Pereira
  M Pipa
  M Ramon Requena
  M Ivon
Atacantes
  A André Merenda
  A Dinho
  A Robby
  A Alex Carioca
  A Jiuliano
  A Marcos Canhoto
Técnico
  Marcos Sequetto

MascoteEditar

  • O time do Moto Clube é tem o tatu-bola como o seu mascote; além de ser um animal da Amazônia, o tatu-bola é um animal muito resistente e astuto, pois quando se sente ameaçado fecha sua carapaça e sai rolando em velocidade.

TítulosEditar

Ligações externasEditar

   Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Site oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) (18 de janeiro de 2016). «Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (CNEF) - Página 82» (PDF). Consultado em 27 de dezembro de 2018