Abrir menu principal

Mottama

cidade no distrito de Thaton do estado Mon, Myanmar
Mottama

မုတ္ထမ

Mottama está localizado em: Myanmar
Mottama
Localização em Myanmar
Coordenadas 16° 32' N 97° 36' E
País  Burma
Divisão Mon
Distrito Thaton
População
 - Etnicidade mon
birmanes
karens
 - Religião Teravada

Mottama, antigamente Martaban, (birmanês: မုတ္ထမမြို့, mon: မိုဟ် တၟံ) é uma pequena cidade no distrito de Thaton do estado Mon, Myanmar. Localizada na margem norte do rio Thanlwin, no lado oposto de Mawlamyine, Mottama foi a primeira capital do Reino de Hanthawaddy nos séculos XIII e XIV, e um entreposto de renome internacional até meados do século XVI.

Mottama era o término da rodovia e da ferrovia que partia de Yangon, onde o rio Thanlwin deságua no golfo de Martaban no mar de Andamão. Hoje, a ponte Thanlwin, estabelece uma ligação entre Mottama e Mawlamyine e com outra cidade ao sul, Ye.

HistóriaEditar

Inicialmente pertencente ao Reino de Thaton, do século IX ao XI, Mottama se tornou parte do Reino de Pagan em 1057. Depois que Pagan entrou em declínio em 1287, o rei Wareru fundou Ramanya (Terra dos Mons) com sede em Mottama. A cidade foi a capital de 1287 a 1324, e de 1348 a 1363. De 1369 em diante, os reis de Hanthawaddy governaram o reino a partir de Pegu (Bago).[1] De 1363 a 1388, Mottama esteve sob o domínio de um chefe rebelde, mas, em 1388/1389, o rei Razadarit reconquistou a cidade.[2] Apesar de já não ser a muito tempo a capital, a cidade permaneceu sendo um importante porto comercial do século XIV ao início do século XVI.[3] Em 1540, o rei Tabinshwehti de Taungoo capturou a cidade fortificada, e a destruiu totalmente, para sempre a relegando de volta a um remanso.[1]

Mottama foi tomada pelos britânicos na Primeira guerra anglo-birmanesa de 1824-1826, mas retornou à administração birmanesa depois da guerra. Porém, tornou-se uma cidade de fronteira, uma vez que toda a costa Tenasserim, desde Mawlamyine até o sul, tornou-se território britânico. A cidade se tornou parte da Baixa Birmânia britânica após a Segunda Guerra Anglo-Birmanesa de 1852.

GeografiaEditar

O rio Irauádi e o rio Salween correm em direção à baía de Martaban.

Notas

  1. a b Lt. Gen. Sir Arthur P. Phayre (1883). History of Burma 1967 ed. Londres: Susil Gupta. pp. 63–75 
  2. Jon Ferquest (Primavera de 2006). «Rajadhirat'S Mask of Command: Military Leadership in Burma (c. 1348-1421)». SBBR. 4 1 ed. pp. 7–8 
  3. Thant Myint-U (2006). The River of Lost Footsteps--Histories of Burma. [S.l.]: Farrar, Straus and Giroux. p. 67. isbn 978-0-374-16342-6, 0-374-16342-1