Movimento de Resistência Africâner

Movimento de Resistência Africâner
Afrikaner Weerstandsbeweging
"God, Volk, Vaderland"
("Deus, Povo, Pátria")
Afrikaner Weerstandsbeweging.svg
Líder Steyn von Rönge
Fundação 1973
Sede África do Sul
Ideologia Boerestaat
Nacionalismo Africânder
Nacionalismo cristão
Anglofobia
Supremacia branca
Separatismo branco
Neonazismo
Fascismo
Espectro político Extrema-direita
http://www.awb.co.za/

O Movimento de Resistência Africâner (em africâner: Afrikaner Weerstandsbeweging), abreviado AWB, é uma organização política sul-africana, que foi liderada por Eugène Terre'Blanche até ao seu assassinato em 3 de abril de 2010. Buscam a formação de uma república bôer independente, Boerestaat, como havia no século XIX.

SimbologiaEditar

A bandeira do AWB é composta de três "setes" circundados por um círculo branco, com um fundo vermelho. Apesar de o símbolo ser muito similar à suástica usada pelos nazistas, e da histórica admiração pelo nazismo, Eugène Terre'Blanche afirma que o símbolo representa 777, número de Javé (Deus em hebraico), em oposição a 666, número da Besta. Segundo Terre'Blanche, o vermelho representa o sangue de Cristo, e o preto simboliza a bravura e a coragem.

Bandeiras usadas pelo AWBEditar

       
Movimento de Resistência Africâner União Sul-Africana Transvaal Estado Livre de Orange


  Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre a África do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.