Mu Arae

estrela
μ Arae
Dados observacionais (J2000)
Constelação Ara
Asc. reta 17h 44m 08,7s[1]
Declinação -51° 50′ 02,6″[1]
Magnitude aparente 5,15[1]
Características
Tipo espectral G3IV–V[1]
Cor (U-B) +0,24[2]
Cor (B-V) +0,70[2]
Astrometria
Velocidade radial -9,0 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -16,85 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -190,60 mas/a[1]
Paralaxe 64,47 ± 0,31 mas[1]
Distância 50,6 ± 0,2 anos-luz
15,51 ± 0,07 pc
Magnitude absoluta 4,28
Detalhes
Massa 1,10 ± 0,01[3] M
Raio 1,36 ± 0,01[3] R
Gravidade superficial 4,215 ± 0,005 (log g)[3]
Luminosidade 1,90 ± 0,10[3] L
Temperatura 5 820 ± 40[3] K
Metalicidade [Fe/H] 0,30 ± 0,01[3]
Rotação 1,4 km/s[4]
Idade 6,34 ± 0,40 bilhões[3] de anos
Outras denominações
CD-51°11094, FK5 662, GC 24024, GJ 691, HD 160691, HIP 86796, HR 6585, SAO 244981
Mu Arae
Ara constellation map.png

Mu Arae (μ Ara, μ Arae), muitas vezes designada como HD 160691 e também chamada de Cervantes, é uma estrela na constelação de Ara. De acordo com medições feitas pelo satélite Hipparcos, apresenta uma paralaxe anual de 64,47 milissegundos de arco,[1] o que corresponde a uma distância de 50,6 anos-luz (15,51 parsecs) da Terra. Tem uma magnitude aparente de 5,15,[1] sendo visível a olho nu em boas condições de visualização.

Mu Arae tem um sistema planetário com quatro planetas conhecidos, três deles com massa comparável à de Júpiter. O planeta mais interno foi o primeiro Netuno quente a ser descoberto.

Propriedades físicasEditar

Mu Arae tem uma classificação estelar de G3IV–V,[1] o que significa que é uma estrela de classe G que está entrando no estágio de subgigante. É parecida com o Sol, que tem uma classificação de G2V. Sua massa é 10% maior que a massa do Sol e seu raio é 36% maior que o solar.[3] Irradia 1,90 vezes mais luminosidade que o Sol a uma temperatura efetiva de 5 820 K.[3] Com essa temperatura, tem a coloração amarelada típica de estrelas de classe G.[5] Tem uma idade de 6,340 bilhões de anos, sendo bem mais velha que o Sol. Seu conteúdo metálico é aproximadamente o dobro do solar.[3]

Sistema planetárioEditar

Em 2001, um planeta extrassolar orbitando Mu Arae foi anunciado pela equipe do Anglo-Australian Planet Search, junto com o planeta orbitando Epsilon Reticuli. Acreditava-se que o planeta, designado Mu Arae b, estava em uma órbita excêntrica com um período de cerca de 743 dias.[6] A descoberta foi feita a partir de análises na variação da velocidade radial da estrela (medida observando o efeito Doppler de suas linhas espectrais) como resultado de ser puxada pela gravidade do planeta. Outras observações revelaram a presença de um segundo corpo no sistema (atualmente designado Mu Arae e), cuja descoberta foi publicada em 2004. Na época, os parâmetros orbitais desse planeta eram mal compreendidos e acreditava-se que ele tinha um período de cerca de 8,2 anos e uma alta excentricidade.[7] Mais tarde em 2004, um pequeno planeta interno designado Mu Arae c foi anunciado com uma massa comparável à de Urano em uma órbita de 9 dias. Foi o primeiro planeta a ser descoberto da classe "Netuno quente". A descoberta foi feita com medições de velocidade radial altamenta precisas com o espectrógrafo High Accuracy Radial Velocity Planet Searcher (HARPS).[8]

Em 2006, duas equipes, uma liderada por Krzysztof Goździewski e outra por Francesco Pepe, anunciaram independentemente um modelo de quatro planetas com base em medições da velocidade radial da estrela, com um novo planeta (Mu Arae d) em uma órbita quase circular com um perído de 311 dias.[9][10] O novo modelo revisa os parâmetros dos planetas já conhecidos do sistema, com órbitas menos excêntricas que no modelo prévio e incluindo uma caracterização mais robusta da órbita de Mu Arae e. A descoberta do quarto planeta tornou Mu Arae o segundo sistema planetário com quatro planetas conhecidos, depois de 55 Cancri.

Sistema planetário Mu Arae[10]
Planeta
a partir da estrela
Massa Semieixo maior
(UA)
Período orbital
(dias)
Excentricidade
c (Dulcinéia) >0,03321 MJ 0,09094 9,6386 ± 0,0015 0,172 ± 0,04
d (Rocinante) >0.5219 MJ 0,921 310,55 ± 0,83 0,0666 ± 0,0122
b (Quixote) >1.676 MJ 1,497 643,25 ± 0,90 0,128 ± 0,017
e (Sancho) >1,814 MJ 5,235 4205,8 ± 758,9 0,0985 ± 0,0627

Referências

  1. a b c d e f g h i j k «SIMBAD query result - LTT 7053». Simbad. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 5 de setembro de 2012 
  2. a b Feinstein, A. (1966), «Photoelectric observations of Southern late-type stars», The Information Bulletin for the Southern Hemisphere, 8: 30, Bibcode:1966IBSH....8...30F 
  3. a b c d e f g h i j Soriano, M.; Vauclair, S. (2009). «New seismic analysis of the exoplanet-host star Mu Arae». arXiv:0903.5475  [astro-ph] 
  4. Bruntt, H.; et al. (julho de 2010), «Accurate fundamental parameters for 23 bright solar-type stars», Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, 405 (3): 1907–1923, Bibcode:2010MNRAS.405.1907B, arXiv:1002.4268 , doi:10.1111/j.1365-2966.2010.16575.x 
  5. «The Colour of Stars», Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation, Australia Telescope, Outreach and Education, 21 de dezembro de 2004, consultado em 6 de setembro de 2012 
  6. Butler et al.; Tinney, C. G.; Marcy, Geoffrey W.; Jones, Hugh R. A.; Penny, Alan J.; Apps, Kevin (2001). «Two New Planets from the Anglo-Australian Planet Search». The Astrophysical Journal. 555 (1): 410–417. Bibcode:2001ApJ...555..410B. doi:10.1086/321467 
  7. McCarthy et al.; Butler, R. Paul; Tinney, C. G.; Jones, Hugh R. A.; Marcy, Geoffrey W.; Carter, Brad; Penny, Alan J.; Fischer, Debra A (2004). «Multiple Companions to HD 154857 and HD 160691». The Astrophysical Journal. 617 (1): 575–579. Bibcode:2004ApJ...617..575M. arXiv:astro-ph/0409335 . doi:10.1086/425214 [ligação inativa]
  8. Santos et al.; Bouchy, F.; Mayor, M.; Pepe, F.; Queloz, D.; Udry, S.; Lovis, C.; Bazot, M.; et al. (2004). «The HARPS survey for southern extra-solar planets II. A 14 Earth-masses exoplanet around μ Arae». Astronomy and Astrophysics. 426 (1): L19 – L23. Bibcode:2004A&A...426L..19S. arXiv:astro-ph/0408471 . doi:10.1051/0004-6361:200400076 
  9. Gozdziewski, K.; et al. (2006). «About the extrasolar multi-planet system around HD160691». arXiv:de agosto de 2006 astro-ph/060827914 de agosto de 2006  Verifique |arxiv= (ajuda) 
  10. a b Pepe, F.; et al. (2006). «The HARPS search for southern extra-solar planets. IX. μ Ara, a system with four planets». arXiv:de agosto de 2006 astro-ph/060839618 de agosto de 2006  Verifique |arxiv= (ajuda) 

Ligações externasEditar