Mulher de Fases (canção)

"Mulher de Fases" é uma canção da banda brasileira de rock Raimundos. Foi lançada em 12 de abril de 1999 como o primeiro single do álbum Só no Forevis (1999).[2] Composta pelo vocalista Rodolfo Abrantes e o guitarrista Digão, a faixa fala sobre as nuances de um relacionamento com uma mulher de temperamento instável.[3]

"Mulher de Fases"
Single de Raimundos
do álbum Só no Forevis
Lado B Mulher de Fases (A Linda)
Lançamento 12 de abril de 1999[1]
Formato(s)
Gravação fevereiro e março de 1999, AR Studios, Rio de Janeiro
Gênero(s)
Duração 3:32
Gravadora(s) Warner Music Brasil
Composição
Produção
Cronologia de singles de Raimundos
"Reggae do Manêro" (1998)
"A Mais Pedida" (1999)
Capa do single da revista TRIP
Vídeo musical
"Mulher de Fases" no YouTube

É a música de maior sucesso do grupo, obtendo grande êxito comercial não só dentro do gênero mas também em rádios populares e entre o público em geral.[4][5] É considerada um clássico do rock nacional e essencial no repertório da banda, permanecendo popular até os dias de hoje.[6][7] Seu videoclipe também foi muito popular na MTV Brasil e venceu a categoria Escolha da Audiência do MTV Video Music Brasil 1999, consequentemente representando o país na categoria internacional do VMA do mesmo ano.[8][9]

Foi regravada e incorporada ao repertório de shows por diversos artistas nacionais e internacionais de diversos estilos diferentes como Capital Inicial, Los Pericos, Frank Aguiar, Pedro & Thiago entre outros.[10][11][12]

Origem e composiçãoEditar

"Mulher de Fases" descreve de forma leve um namoro conturbado com uma mulher de personalidade e humor instáveis.[2][13] O título da canção é uma referência às fases da Lua e a expressão popular "estar de lua".[14] A letra narra as situações complicadas de um relacionamento desse tipo, como uma discussão que termina em juras de amor no fim do dia, confundindo o locutor.[3] Em determinados versos ele pede conselho à Deus, que responde: "Meu filho aguenta / quem mandou você gostar / dessa mulher de fases?".[15] Questionado sobre quem era a musa inspiradora da canção, Rodolfo Abrantes afirmou que a história é fictícia e baseada em vivências, não em uma pessoa específica.[14] O baixista Canisso afirmou que partes da letra são inspiradas em sua esposa Adriana, sobretudo o trecho "Que mulher ruim / jogou minhas coisas fora".[16][17] Já o guitarrista Digão afirmou em entrevista que a letra é de cunho pessoal de Rodolfo e sobre uma namorada sua da época.[17] Alguns jornalistas consideraram que canção se refere a tensão pré-menstrual, lhe dando o apelido de "melô da TPM".[13][18][19] O trecho "Meu namoro é na folhinha" reforça essa interpretação.[20][21] Os versos "Até sem luz da pra enxergar o lençol / fazendo congo-blue" fazem alusão às Montanhas Azuis do Congo.

É a história de mulheres de fases, fases da lua. Aquela mulher que acorda de um jeito e vai dormir de outro. Te trata bem num dia e mal no outro (...) O cara na música é completamente apaixonado pela mulher. Ele sofre porque tem que conviver com isso, porque ele não quer se desfazer da mulher por ela ser de lua.

Rodolfo Abrantes falando sobre a música em entrevista à revista Trip[22]

A música foi classificada como uma "balada punk"[3] e um punk rock melódico[23] com "base country ultraveloz e modulações espertíssimas".[4] Embora simples e fazendo uso da escala pentatônica, o riff de abertura composto por Digão é o trecho mais marcante e reconhecível da canção, sendo descrito como "memorável" e "contagiante".[4] É a única faixa de estúdio da banda a possuir um arranjo de cordas, incluído por sugestão do produtor Tom Capone.[13][24] Digão afirmou que a ideia surgiu naturalmente pois a canção "chamava" por violinos. Segundo ele, os integrantes reproduziram com a boca as melodias para que o quarteto as executasse na gravação. Foi sua a ideia de repetir o refrão a capella somente com as cordas ao fundo no final da música.[17] Uma versão acústica com arranjo country gravada na casa de Tom Capone foi incluída no single e posteriormente no álbum Só No Forevis com o subtítulo "A Linda".[24] Esse era o título original da canção seguindo um hábito da banda de nomear suas canções com adjetivos (vide "Bonita" do álbum Lapadas do Povo e Bestinha do álbum Lavô Tá Novo).[24][25]

Na cultura popularEditar

Em 1999 "Mulher de Fases" foi incluída na trilha sonora do filme O Trapalhão e a Luz Azul, onde a banda também fez uma participação especial.[26] No mesmo ano a canção fez parte da trilha de Malhação, sendo utilizada nas chamadas do programa até 2001. Em 2002 apareceu nos cinemas nas trilhas sonoras dos filmes Surf Adventures - O Filme e Celeste e Estrela.[27][28] Ao longos dos anos foi utilizada em diversos programas de diferentes gêneros e emissoras.[29][30] Em 2011 o canal a cabo HBO Brasil lançou uma sitcom de mesmo nome inspirada na canção. O tema de abertura da série era uma nova versão da música interpretada pelo cantor Bruno Mag.[31]

A banda gravou uma paródia intitulada "Mulher de Gases" para um dos quadros das Organizações Tabajara do programa Casseta & Planeta, Urgente!. Uma versão completa da paródia foi excetuada ao vivo pela banda em um dos shows da campanha fictícia "Não Solte Pum no Elevador", lançada pelo programa em 2000.[32] Em 2012 o grupo de humor Castro Brothers publicou em seu canal no YouTube uma paródia intitulada "Passei de Fase" no quadro Um Joystick, Um Violão.[33]

Vídeo musicalEditar

O videoclipe da canção mostra uma mescla do rock com a cultura caipira. No inicio, Rodolfo aparece discutindo com uma mulher e depois se reunindo com a banda em um bar. Dali todos partem, vestidos à caráter, para uma espécie de festa junina em um parque de diversões e depois para uma arena de rodeio.[34] Ao longo do clipe são intercaladas cenas da banda tocando em um show e encenando uma peça teatral similar a Os Três Mosqueteiros, com referências à letra da música. Também aparecem anônimos cantando trechos da canção na Feira dos Importados, famoso centro de comércio popular em Brasília. No final, um peão de boiadeiro surge em meio a platéia do show dançando catira e praticando stage diving.[35]

As gravações ocorreram no início de maio de 1999 em Brasilia, juntamente com o videoclipe de A Mais Pedida.[35][36] Foi dirigido por José Eduardo Belmonte, parceiro de longa data da grupo e produzido pela Start Filmes, além de contar com a participação de membros do fã-clube oficial da banda.[35][37][38] Estreou no final daquele mês e semanas depois já figurava nas paradas da MTV Brasil.[39] Se tornou um dos clipes de maior sucesso da história do canal, chegando ao topo dos programas Disk MTV e Top 20 Brasil, superando fenômenos teen da época como o Backstreet Boys.[40][41] Também é um dos clipes mais premiados da carreira da banda, tendo vencido em 1999 o prêmio de Escolha da Audiência, principal categoria do MTV Video Music Brasil. Com a vitória, o grupo foi à Nova Iorque acompanhar o Video Music Awards como representante do Brasil entre os ganhadores na categoria International Viewer's Awards.[8][9][42]

Faixas e formatosEditar

Todas as letras escritas por Rodolfo Abrantes, todas as músicas compostas por Digão e Rodolfo.

CD single
N.º Título Duração
1. "Mulher de Fases"   3:32
2. "Mulher de Fases (A Linda)"   2:56
CD single, TRIP#69, edição especial
N.º Título Duração
1. "História"   4:24
2. "Entrevista"   19:16
3. "El Paredon"   5:03
4. "Mulher de Fases"   3:32

Desempenho nas tabelas musicaisEditar

Tabelas de final de anoEditar

Tabela musical (1999) Posição
  Brasil (Crowley Broadcast Analysis)[43][44] 99

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Resultado
1999 MTV Video Music Brasil Escolha da Audiência[8] Venceu
Videoclipe de Rock[8] Venceu
MTV Video Music Awards International Viewer's Choice - Brazil[9] Venceu
Folhateen Hall of Fame 99 Música Brasileira[45] Venceu
Clipe Brasileiro[46] Indicado
15º Diretas na Música (Jornal do Brasil) Música Brasileira[47] Indicado
Clipe Brasileiro[47] Venceu
2000 Prêmio Multishow Melhor Música[48] Indicado
2001 Prêmio ABC de Cinematografia Direção de Fotografia[49] Indicado

Complicado Y Aturdido (versão de Los Pericos)Editar

"Complicado Y Aturdido"
Single de Los Pericos
do álbum Desde Cero
Lançamento 2003
Formato(s)
  • CD Single
  • Rádios
Gravação janeiro a abril de 2002, Robledo Sound Machine, Buenos Aires
Gênero(s) Reggae
Duração 03:48
Gravadora(s) Universal Music México
Composição
Produção Los Pericos

Em 2002 a banda argentina Los Pericos gravou uma adaptação de "Mulher de Fases" intitulada "Complicado Y Aturdido" em seu oitavo álbum de estúdio, Desde Cero.[50][51] Lançada como o primeiro single do álbum no ano seguinte, se tornou um dos maiores sucessos do grupo nas rádios da Argentina, sendo incluída em álbuns ao vivo e coletâneas e permanecendo no repertório dos shows até hoje.[52][53] Em 2010, já com Juanchi Baleirón no vocais, a banda gravou uma nova versão da canção com a participação da banda brasileira Cidade Negra no álbum Pericos & Friends.[54]

Vídeo musicalEditar

No videoclipe da canção a banda é vista tocando em uma casa enquanto um homem acorda. Ele vai a cozinha e encontra um suposto bilhete de despedida de sua mãe que diz, em espanhol: "Vou embora. Te deixo. Mamãe". O homem se desespera e passa a olhar fotos e recordar de momentos seus com sua mãe na infância. Após um ataque de raiva ele destrói toda a casa com uma marreta. No final, sua mãe chega e se espanta com o que vê. O bilhete, que estava coberto pela toalha de mesa, aparece no chão e é revelado que sua mensagem completa dizia: "Vou embora para a casa de tia. Te deixo comida. Mamãe". Foi dirigido por Mariano Mucci e estrelado pelo ator argentino Damián Dreyzik.[55][56] Foi um dos 10 videoclipes mais pedidos na MTV Latinoamerica em 2003.[57]

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Resultado
2003 Prêmios Gardel Produção do Ano[58] Indicado

Faixas e formatosEditar

N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Complicado Y Aturdido"  
  • Rodolfo
  • Digão
  • Adaptação: Fernando Hortal
3:48

Versão de Capital InicialEditar

"Mulher de Fases"
Single de Capital Inicial
do álbum Multishow ao Vivo: Capital Inicial
Lançamento 2009
Formato(s)
  • Rádios
  • download digital
Gravação 21 de abril de 2008, Esplanada dos Ministérios, Brasilia
Duração 3:02
Gravadora(s) Sony BMG
Composição
  • Rodolfo
  • Digão
Produção Marcelo Sussekind
Cronologia de singles de Capital Inicial
 
"Dançando com a Lua" (2008)
"Fogo" (2009)
 

A banda brasileira Capital Inicial incluiu de surpresa a canção na gravação do show que originou o álbum Multishow Ao Vivo: Capital Inicial (2008).[59] O baixista Fê Lemos afirmou que a escolha se deu pois, além dos integrantes gostarem muito da música, seria um forma de homenagear homenagear Brasilia (onde foi gravado o show) no dia do aniversário da cidade.[60] No ano seguinte a canção foi lançada com um dos singles do álbum, também em versão acústica registrada em estúdio.[61]

Faixas e formatosEditar

Download digital
N.º Título Duração
1. "Mulher de Fases (Acústico)"   3:02

Versão de Make U SweatEditar

"Mulher de Fases"
Single de Make U Sweat & Raimundos
Lançamento 25 de janeiro de 2019
Formato(s)
  • Download digital
  • streaming
Gênero(s) EDM
Duração 3:05
Gravadora(s) Alphabeat Records
Composição
  • Rodolfo
  • Digão
Produção Make U Sweat
Cronologia de singles de Make U Sweat & Raimundos
 
"Tig Tig" (2019)
"Planes" (2019)
 

O trio brasileiro de música eletrônica Make U Sweat lançou um remix da canção em 25 de janeiro de 2019. Essa nova versão contou com a participação de Digão nos vocais.[62] Já conhecido por fazer remixes de outros artistas consagrados da música nacional como Lulu Santos e Tim Maia, o trio afirmou que: "Nós carregamos uma veia muito forte do rock e tentamos trazer sempre essas referências para nossas composições. Então, foi muito natural fazer a releitura de uma música que amamos, de um ritmo musical que nos inspira ao lado de nosso ídolo e grande amigo Digão que topou na hora a nova produção".[63] Foi incluída na coletânea Carnaval Alphabeat Selections 2019.[64]

Vídeo MusicalEditar

O videoclipe da faixa foi gravado em São Paulo com direção de Thiago Tsung e produção da Flashbang. Segundo o diretor, a ideia do clipe é "exaltar as mulheres, mostrando diferentes personalidades, corpos, cores e a beleza que cada uma carrega". 34 mulheres diferentes participaram da produção cantando e dançando a música. Entre elas estão alguns rostos conhecidos, como os das gêmeas Bia e Branca Feres.[65]

Faixas e formatosEditar

Download digital, streaming
N.º Título Duração
1. "Mulher de Fases"   3:05
Streaming
N.º Título Duração
1. "Make U Sweat & Raimundos - Mulher de Fases (Extended Mix)"   4:07

Notas e referências

  1. «Os novos do Raimundos e Charlie Brown». Folha de S.Paulo. 19 de abril de 1999. Consultado em 15 de abril de 2019 
  2. a b «pré-lançamento - Os novos do Raimundos e Charlie Brown». Folha de S. Paulo. 19 de abril de 1999. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  3. a b c Gurfinkel, Cláudia (22 de maio de 1999). «DISCO LANÇAMENTO - Raimundos satirizam pagodeiros». Folha de S. Paulo. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  4. a b c «Por que o rock brasileiro não produz mais grandes hits?». Estadão. 7 de setembro de 2013. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  5. «Franca recebe Raimundos na Expoagro». Folha de S. Paulo. 18 de maio de 2000. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  6. Alexandre, Ricardo (2003). Cheguei bem a tempo de ver o palco desabar: 50 causos e memórias do rock brasileiro (1993-2008). Porto Alegre: Arquipélago. p. 2 
  7. «PILHA - Tributo». Folha de Londrina. 11 de abril de 2013. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  8. a b c d Sanches, Pedro Alexandro (21 de agosto de 1999). «Audiência ainda escolhe rock na nova MTV». Folha de S. Paulo. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  9. a b c «MTV Video Music Award - 1999 | Winners & Nominees». awardsandwinners.com. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  10. «Mulher de Fases». Site oficial da banda Capital Inicial. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  11. «Complicado Y Aturdido / Mulher De Fases». Napster. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  12. «Mulher de Fases». Napster. 16 de dezembro de 2020 
  13. a b c Boni, Leonardo. «Raimundos: a melhor banda de rock do Brasil (2)». Correio da Cidadania. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  14. a b «Entrevista, "El Paredon", faixa 2 do CD single que acompanhou a Revista Trip #69, Abril de 1999.». Revista Trip número 69. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  15. «Raimundos - Mulher de Fases Lyrics». Genius. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  16. «Drika muda as regras e confisca biscoitos e fast food na casa: "Vamos jogar tudo fora"». R7. 7 de maio de 2020. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  17. a b c «Gugacast Letra & Música - Canissão e Digão, Raimundos - S04E19». Gugacast. 15 de maio de 2019. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  18. Ragazzi, Ana Paula (12 de agosto de 1999). «Raimundos tocam CD novo em SP». Folha de S. Paulo. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  19. Gigliotti, Fátima (24 de maio de 1999). «Mulher de Fases, entenda a TPM». Folha de S. Paulo. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  20. Timóteo, Mariana (28 de abril de 2012). «Como o homem deve lidar com a TPM feminina?». O Globo. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  21. Struzani, Roberta. «FASES DA LUA TÊM RELAÇÃO COM CICLO MENSTRUAL». Personare. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  22. «Raimundos - [1999] Entrevista Revista Trip». CD Single Trip #69. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  23. Tavares, Tatiana. «Raimundos: menos baixaria e ênfase no punk melódico». Tribuna da Imprensa. Tribuna da Imprensa, Caderno Tribuna BIS: 2. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  24. a b c Capone, Tom. «Press Release do álbum "Só no Forevis", 1999». Antigo site oficial da banda - Raimundos.org. Consultado em 17 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 9 de março de 2001 
  25. Bragatto, Marcos (11 de junho de 2008). «Fazendo história: Raimundos - Dez anos de hardcore e zoação». Rock em Geral. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  26. Cardoso, Rodrigo. «Feio de cara e bom de banda». IstoÉ Gente. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  27. «FILMOGRAFIA - SURF ADVENTURES : O FILME». bases.cinemateca.gov.br. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  28. «FILMOGRAFIA - CELESTE E ESTRELA». bases.cinemateca.gov.br. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  29. Malhação 2014 | A Galera da Ribalta A canta 'Mulher de Fases' | Globoplay, consultado em 30 de dezembro de 2020 
  30. Malhação 2014 | Turma da Ribalta interpreta ‘Mulher de fases’ | Globoplay, consultado em 30 de dezembro de 2020 
  31. «Uma verdadeira mulher de fases». Estadão. 9 de abril de 2011. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  32. «Raimundos no Casseta e Planeta». O Globo. 3 de julho de 2019. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  33. «Um Joystick, Um Violão - 08». Castro Brothers, YouTube. 7 de fevereiro de 2012. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  34. «Secção de noticias do antigo site oficial da banda na época». Raimundos WFC. 26 de abril de 1999. Consultado em 20 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 13 de outubro de 1999 
  35. a b c «Últimas Noticias - 16/05/99». Site oficial fã clube Raimundos. 16 de maio de 1999. Consultado em 20 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 13 de outubro de 1999 
  36. «Raimundos lançam CD modelo mainstream 99 e conversam com leitores». Folha de S. Paulo. 24 de maio de 1999. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  37. «Agentes - Start Filmes produtora». Mapa da Cultura, Ministério da Cultura do Brasil. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  38. «Eu Não Sei - Diretor». Cor Filmes. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  39. «Últimas Noticias 10/06/99». Raimundos WFC. 10 de junho de 1999. Consultado em 20 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 13 de outubro de 1999 
  40. Sarubo, Leandro (16 de agosto de 2017). «'N Sync liderava Disk MTV em agosto de 1999». Teleguiado. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  41. Sarubo, Leandro (20 de outubro de 2020). «30 clipes que fizeram história no Disk MTV». Teleguiado. Consultado em 20 de dezembro de 2020 
  42. «Últimas Notícias - 09/09». Antigo site do fã clube oficial da banda, Raimundos WFC. 5 de setembro de 1999. Consultado em 20 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 13 de outubro de 1999 
  43. «As 100 canções mais tocadas do ano». Portal Sucesso! da Revista Espetáculo. Dados da Crowley. Consultado em 17 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 21 de março de 2007 
  44. «As Mais Tocadas nas Rádios em 1999». Música. Rio Grande do Sul: Pioneiro. Pioneiro (7523): 3. 22 de janeiro de 2000. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  45. «MÚSICA BRASILEIRA». www1.folha.uol.com.br. Folha de S. Paulo. 27 de dezembro de 1999. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  46. «CLIPE BRASILEIRO». www1.folha.uol.com.br. Folha de S. Paulo. 27 de dezembro de 1999. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  47. a b «Diretas na Música» (PDF). Jornal do Brasil. Revista Domingo (1.223): 37, 39. 19 de dezembro de 1999. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  48. «Multishow premia Djavan, Raimundos e Los Hermanos». Folha Online. 16 de maio de 2000. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  49. «Prêmio ABC divulga concorrentes ao prêmio de fotografia». Estadão. 16 de abril de 2001. Consultado em 11 de dezembro de 2020 
  50. «Juanchi Baleirón: Mi vida en 20 canciones». La Nacion. 23 de fevereiro de 2017. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  51. «Desde Cero». Site oficial Los Pericos. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  52. «ARGENTINA – Radio FM88 Top 100 de 2003». Charts Around the World. 31 de março de 2003. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  53. «Los Pericos presentan "3.000 Vivos", CD + DVD del show grabado en México, festejando sus 30 años.». CMTV. 23 de outubro de 2017. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  54. Magalhães, Marina (5 de dezembro de 2010). «Banda Los Pericos grava cd com participação dos Paralamas». Jornal da Paraíba. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  55. Mucci, Mariano. «Los Pericos/Complicado y aturdido». Youtube. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  56. «Morón – Show gratis de Damián Dreizik». Anticípios - Area Digital. 31 de janeiro de 2020. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  57. «MTV Sur – Los 100 + Pedidos De 2003». Charts Around the World. 31 de dezembro de 2003. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  58. «Hoy se entregan los Premios Gardel». Infobae. 16 de março de 2003. Consultado em 21 de dezembro de 2020 
  59. Fontinele, Daniela (28 de abril de 2008). «Capital na capital». Folha de S. Paulo. Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  60. Soares, Fernanda (8 de novembro de 2008). «Capital tentará repetir festa que reuniu um milhão». Brasiília. Jornal do Brasil. Jornal do Brasil (214). Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  61. «Mulher de Fases (Acústico) [Ao Vivo] - Single». Music Apple. 30 de março de 2010. Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  62. Pedro Henrique, Pinheiro (28 de janeiro de 2019). «Raimundos: "Mulher de Fases" ganha versão eletrônica e vocais de Digão». Tenho Mais Discos que Amigos. Consultado em 23 de dezembro de 2020 
  63. Santos, Davi (29 de janeiro de 2019). «Trio de DJs Make U Sweat se junta a Digão (Raimundos) e relançam "Mulher de Fases" com nova roupagem». Portal Pop Online. Consultado em 15 de setembro de 2021 
  64. «Carnaval Alphabeat Selections 2019». Napster. Consultado em 25 de dezembro de 2020 
  65. «APÓS 20 ANOS DE SEU LANÇAMENTO, "MULHER DE FASES" GANHA NOVA VERSÃO E CLIPE COM MAKE U SWEAT». Portal Yoba!. 27 de janeiro de 2019. Consultado em 23 de dezembro de 2020