Mulherzinhas

romance de Louisa May Alcott
Disambig grey.svg Nota: ""Little Women"" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Little Women (desambiguação).
Mulherzinhas
Mulherzinhas, 1868
Autor(es) Louisa May Alcott
Idioma Inglês
Linha temporal 1861
Localização espacial Massachusetts
Editora Roberts Brothers
Lançamento 1868 (Primeiro volume); 1869 (Segundo volume)
Edição portuguesa
Tradução Maria da Graça Moura Brás
Editora Portugália
Lançamento 1872
Edição brasileira
Tradução Eliana Martins (Primeira Edição);

Federico Carrotti (Segunda Edição) Maria Tereza Ornellas (Primeira Edição) Amazon.com

Editora Escala Educacional (Primeira Edição);

L&PM Pocket (Segunda Edição) Amazon.com (Primeira Edição - Formatos E-Book e Capa Comum)

Lançamento 2011 (Primeira Edição); 2017 (Segunda Edição)

2020 (Amazon.com)

Páginas 104 (Primeira Edição); 332(Segunda Edição)

Amazon.com 286

ISBN 9788537714553; 9788525433992; 9798602409215
Cronologia
Boas Esposas, Homenzinhos, Jo e os Rapazes (Amazon.com) Tradução de Maria Tereza Ornellas

Mulherzinhas[1][2][3] (Little Women no original) é um livro de inspiração autobiográfica de Louisa May Alcott publicado em 1868. Conta a história de quatro irmãs crescendo entre 1861 e 1865, durante a Guerra Civil Americana. Teve uma sequência chamada "Good Wives" em 1869. Duas outras sequências se seguiram: Little Man e Jo´s Boys, publicadas em 1871 e 1886, respectivamente.

Louisa May Alcott tinha dons preciosos. Com base em suas lembranças, ela criou uma narrativa coerente e convincente, retratando pessoas que conhecia, de diversos temperamentos, como se de fato fossem criações próprias. Tudo o que ela conta seus livros é verdadeiro, não romantizado. Sua obra revolucionou a literatura para moças adolescentes e seus livros se acham entre os mais admirados nessa categoria.[4]

Foi adaptado dezenas de vezes, desde filmes silenciosos, a uma ópera e um musical da Broadway. Uns dos exemplos são o filme de 1994 e o novo filme de 2019 onde a história é contada no mundo contemporâneo.

EnredoEditar

As quatro irmãs March são muito diferentes entre si. A já adulta Meg; Jo, a impulsiva; Beth, tímida e introvertida; e Amy, a orgulhosa. Mas com o pai longe de casa, na guerra, e a mãe trabalhando para sustentar a família, elas precisam de cooperar e de apoiar umas às outras. Encenando peças, fundando sociedades secretas, preparando os festejos de Natal, dão os primeiros passos na sociedade adulta e aprendendo o valor da amizade verdadeira.

PersonagensEditar

A família March é composta por:

  • Meg - filha mais obediente
  • Beth - filha pacificadora
  • Jo - filha com personalidade forte, escreve no sótão da casa. É inspirada na própria autora Louisa May Alcott.
  • Amy - filha vaidosa
  • Marmee - mãe, resignada.
  • Tia-avó March

Outras personagens:

  • Laurie - vizinho das irmãs e amigo de infância.
  • Professor Bhaer

CríticaEditar

Nos dias de hoje esta obra é criticada por apresentar conceitos morais datados da época, nomeadamente[5]:

  • Os pecados são sempre expiados e o sacrifício é sempre recompensado;
  • O casamento e a maternidade são o pináculo da vida de uma mulher.

Referências

  1. «Mulherzinhas - Col. Clássicos Para Sempre». Default Store View. Consultado em 9 de julho de 2018 
  2. «Mulherzinhas - Pocket». Default Store View. Consultado em 9 de julho de 2018 
  3. «Mulherzinhas». Default Store View. Consultado em 9 de julho de 2018 
  4. [5] Encyclopedia Britannica
  5. «Rereading Little Women in its 150th Anniversary Year | Literary Hub». lithub.com (em inglês). Consultado em 17 de maio de 2018 
  Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.