Muné Tsenpo

Muné Tsenpo (em tibetano: མུ་ ནེ་ བཙན་ པོ, Wylie: Mu-ne btsan-po, 742 – 797 ), foi imperador do Império Tibetano aproximadamente entre 797 e 799. Este período da história tibetana, próximo ao fim e após o reinado de Trisong Detsen, é muito obscuro e as fontes fornecem histórias e datas conflitantes.

Muné Tsenpo
མུ་ ནེ་ བཙན་ པོ
Tibetan snow leopard.svg
6º Monarca do Império Tibetano
39º Tsanpo de Bod
Reinado C. 797 - 799
Antecessor(a) Trisong Detsen
Sucessor(a) Tride Songtsen
Esposas Phoyongsa
Nascimento 762
Morte 799 (37 anos)
Enterro Qonggyai
Pai Trisong Detsen
Mãe Magyal Dongkar

VidaEditar

Muné Tsenpo é um nome Zhangzhung que significa Namkha Tsenpo ou Rei do Céu. [1]

Trisong Detsen teve quatro filhos. O mais velho, Mutri Tsenpo, aparentemente morreu jovem. Quando Trisong se aposentou (c. 797) para fixar residência no Palácio Nyugmakhar (sMyug ma mkar) em Zungkhar (Zung mkhar), entregou o trono ao seu filho sobrevivente mais velho, Muné Tsenpo. [2]

A maioria das fontes dizem que o reinado de Muné durou apenas cerca de um ano e meio, enquanto muitos estudiosos ocidentais acreditam que isso teria sido muito curto e alguns sugeriram que ele reinou de 797 a 804. O Deb-ston, no entanto, registra um reinado de 17 anos, mas isso foi atribuído a uma leitura incorreta dos relatos chineses. [3]

O Testamento de Ba (dBa 'bzhed) afirma que Muné Tsenpo insistiu que o funeral de seu pai fosse realizado de acordo com os ritos budistas ao invés do tradicionalista Bön. [4]

Fontes tibetanas dizem que ele tentou três vezes, sem sucesso, garantir a distribuição equitativa de terras e propriedades; mas cada vez os ricos ficavam mais ricos e os pobres ficavam mais pobres. [5]

Após um curto reinado, Muné Tsenpo, supostamente foi envenenado por ordem de sua mãe, Magyal Dongkar, que tinha ciúmes de sua bela jovem esposa, a Rainha Phoyongsa (pho-yong-bza' rgyal-mo-btsun). [6] Após sua morte, Mutik Tsenpo era o próximo na linha de sucessão ao trono, no entanto foi banido para Lhodak Kharchu (lHo-brag ou Lhodrag) perto da fronteira com o Butão por assassinar um ministro sênior, [7] embora algumas pessoas acreditem que ele governou por um período indeterminado. Seja como for, o irmão mais novo, Tride Songtsen (também conhecido como Sadnalegs), estava definitivamente governando em 804.[8] [9]

Precedido por
Trisong Detsen
  39º Tsanpo do Tibete
755 – 794
Sucedido por
Tride Songtsen


Referências

  1. Norbu, Namkhai (1981). The Necklace of Gzi:. A Cultural History of Tibet (em inglês). [S.l.]: Information Office of His Holiness the Dalai Lama, p. 28 
  2. Kazi, Jigme N. (2020). Sons of Sikkim:. The Rise and Fall of the Namgyal Dynasty of Sikkim (em inglês). [S.l.]: Notion Press, p. 36 
  3. Macedo, Emiliano Unzer (2017). História do Tibete. [S.l.]: Amazon Independent, p. 35 
  4. «dBa' bzhed». Scribd. Consultado em 4 de novembro de 2020 
  5. Phuntsho, Karma (15 de agosto de 2014). The History of Bhutan (em inglês). [S.l.]: Haus Publishing, p. 98 
  6. Shakabpa, Tsepon Wangchuk Deden (2010). One Hundred Thousand Moons:. An Advanced Political History of Tibet (em inglês). [S.l.]: BRILL, p. 144 
  7. Shakabpa (2010). One Hundred Thousand Moons: (em inglês). [S.l.]: , p. 145 
  8. Macedo, Emiliano Unzer (2017). História do Tibete. [S.l.]: Amazon Independent, p. 24 
  9. Kazi, Jigme N. (2020). Sons of Sikkim: The Rise and Fall of the Namgyal Dynasty of Sikkim (em inglês). [S.l.]: Notion Press, pp. 36-37