Museu de Arte do Condado de Los Angeles

museu de arte em Los Angeles

O Museu de Arte do Condado de Los Angeles (em inglês: Los Angeles County Museum of Art, LACMA) localiza-se no Wilshire Boulevard, no distrito de Miracle Mile, na cidade estadunidense de Los Angeles. É o maior museu do oeste dos Estados Unidos.[1]

Museu de Arte do Condado de Los Angeles
Los Angeles County Museum of Art
Entrada ao museu, no Wilshire Boulevard.
Inauguração 1910
Diretor Michael Govan
Website lacma.org
Geografia
País Estados Unidos
Cidade Los Angeles
Coordenadas 0° N 0° E

O LACMA é um museu quase enciclopédico: entre outras seções, tem arqueologia assíria, egípcia, grega e romana, pintura europeia e uma das maiores coleções de arte latino-americana.

HistóriaEditar

O LACMA foi fundado em 1910 como uma parte do Museu de História, Ciência e Arte de Los Angeles. Não contava com uma coleção própria, pelo que no seu início exibiu obras emprestadas. Nas décadas de 1920 e 1930 o museu cresceu rapidamente, e entre 1945 e 1950 recebeu importantes doações do magnata William Randolph Hearst (que inspirou o filme Citizen Kane de Orson Welles). Em 2008, o museu dedicou-lhe uma exposição a Hearst, reunindo parte das obras que ele doou.

O crescimento das coleções levou à abertura de uma sede própria em 1961, que abriu ao público em 1965. Esta sede atualmente tem sete prédios em 8 hectares de terreno.

ColeçõesEditar

 
Giambattista Pittoni: Figuras de um banquete, 1720
 
Paul Gauguin: The Swineherd, 1888

Com mais de 100.000 obras de arte, o LACMA é o maior museu do oeste dos Estados Unidos.

Junto as extensas coleções arqueológicas, de têxteis, de arte islâmica e asiática, de arte americano desde a era pré-colombiana e outras, destacam as coleções de pintura e escultura européias. Entre as pinturas mais famosas destacam A ressurreição de Lázaro de Rembrandt, Alegoria da Salvação de Rosso Fiorentino, Retrato do cardeal Roberto Ubaldini de Guido Reni, Madeleine Terff de Georges de La Tour[2] e A bolha de sabão de Chardin. Outros pintores expostos no museu são Ticiano, Giambattista Pittoni, Paolo Veronese, Peter Paul Rubens, Giovanni Benedetto Castiglione, François Boucher, Jean-Honoré Fragonard, Giovanni Battista Tiepolo, e autores impressionistas e pós-impressionistas como Monet, Gauguin e Camille Pissarro.

O museu conta também com um centro especificamnete dedicado ao Expressionismo Alemão, o Robert Gore Rifkin Center, com uma coleção de aproximadamente 6.000 impressões e desenhos, e uma biblioteca com mais de 10.000 volumes.[3]

A coleção de arte moderna é composta por mais de 250 obras da Europa, Estados Unidos e México. Com exemplos de Picasso, Henri Matisse, Kurt Schwitters, René Magritte, František Kupka, Joan Miró, etc.

FotografiaEditar

O Departamento de Fotografia Wallenberg Annenberg foi inaugurado em 1984. Alberga colecões de mais de 15.000 imagens desde 1839, quando o daguerreótipo foi tornado público, até a atualidade, com obras de Andy Warhol, Edward Steichen, Ansel Adams, Eugène Atget, Imogen Cunningham, Man Ray, etc.

Em 2011, o LACMA e o J. Paul Getty Trust adquiriram conjuntamente a obra e arquivo de Robert Mapplethorpe, incluindo mais de 1.000 fotografias do artista.[4]

CinemaEditar

Em 2011 o LACMA e a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciaram um projeto conjunto de abrir um museu do cinema, localizado no May Company Building.

Referências

  1. «About LACMA» (em inglês). Building LACMA 
  2. «The Magdalen with the Smoking Flame». LACMA 
  3. «Rifkind Center» (em inglês). LACMA 
  4. «LACMA, Getty to share Robert Mapplethorpe artwork» (em inglês). Los Angeles Times 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Museu de Arte do Condado de Los Angeles