Museu dos Chineses na América

museu estadunidense

O Museu dos Chineses na América (MOCA) é um museu na cidade de Nova York que exibe a história sino-estadunidense. É uma instituição educacional e cultural sem fins lucrativos 501(c)(3), que apresenta a história viva, o legado, a cultura e as diversas experiências dos sino-estadunidenses por meio de exposições, serviços educacionais e programas públicos.

Museu dos Chineses na América
Museu dos Chineses na América
Tipo museu, organização sem fins lucrativos
Inauguração 1980 (44 anos)
Administração
Curador(a) Herb Tam
Página oficial (Website)
Geografia
Coordenadas 40° 43' 7.172" N 74° 0' 4.114" O
Mapa
Localização Manhattan - Estados Unidos

História

editar

Fundado em 1980 na Chinatown de Manhattan, o museu começou como o Projeto da História da Chinatown de Nova York pelo historiador John Kuo Wei Tchen e pelo residente e ativista da comunidade Charles Lai para promover a compreensão da experiência dos chineses nos Estados Unidos e abordar a preocupação que "as memórias e experiências das gerações mais velhas pereceriam sem história oral, documentação fotográfica, pesquisa e esforços de coleta".[1]

Em 2005, o museu recebeu parte de uma doação de 20 milhões de dólares da Carnegie Corporation, possibilitada por meio de uma doação do então prefeito de Nova York Michael Bloomberg.[2][3]

O museu mudou-se para um novo local na Center Street, 215, em 2009.[4] O espaço foi projetado pela arquiteta Maya Lin e era seis vezes maior que o antigo local.[5][6] A exposição permanente, With a Single Step, foi projetada pela Matter Practice.[7] Em maio de 2011, Herb Tam tornou-se curador e diretor de exposições.[8]

Em 2019, o museu relançou sua loja de presentes com um novo parceiro, a marca de varejo americana asiática Pearl River Mart. Chamada de MOCA Shop por Pearl River, a loja é uma "coleção com curadoria de itens que têm grande significado na cultura americana chinesa".[9]

Em 2020, um incêndio danificou o prédio na Mulberry Street, 70, onde a coleção do museu estava localizada, e cerca de 85.000 itens podem ter sido perdidos por danos causados pela água.[10][11][12]

Referências

Ligações externas

editar