Mustai Karim

Mustái Karim (em bashkir: Мостай Кәрим, nome real Mustafá Sáfich Karímov em bashkir: Мостафа Сафа улы Кәримов, 20 de outubro de 1919 - 21 de setembro de 2005) foi um poeta, escritor e dramaturgo soviético pertencente a basquir. Foi nomeado poeta popular da República Autônoma Socialista Soviética da Baskiria (1963), Herói do Trabalho Socialista (1979) e vencedor do Prêmio Lenin (1984) e do Prêmio Estadual da URSS (1972).

Mustai Karim
Nascimento 20 de outubro de 1919
Klyashevo
Morte 21 de setembro de 2005 (85 anos)
Ufá (Rússia)
Sepultamento Mohammedan muslim Cemetery
Cidadania União Soviética, Rússia
Alma mater
  • Bashkir State Pedagogical University
Ocupação poeta, dramaturgo, prosista
Prêmios

PrémiosEditar

  • Herói do Trabalho Socialista (1979)
  • Ordem "Por serviços à Pátria» II grau (9 de novembro de 2004) - por sua excelente contribuição ao desenvolvimento da literatura russa e a muitos anos de atividade criativa [1]
  • Ordem "Para serviços ao país» III grau (28 de abril de 1995) - para serviços ao estado, os progressos realizados no trabalho, ciência, cultura, arte e uma grande contribuição para o fortalecimento da amizade e cooperação entre os povos [2]
  • Duas ordens de Lenin (1967, 1979)
  • Ordem do grau da Primeira Guerra Patriótica (1985) [3]
  • Ordem do grau da Segunda Guerra Patriótica (1945)
  • Ordem da Bandeira Vermelha do Trabalho (1955, 1962)
  • Ordem da Amizade dos Povos (1984)
  • Ordem da Estrela Vermelha (1944)
  • Ordem do Distintivo de Honra (1949)
  • Poeta nacional da RASS de Baskiria (1963)
  • Artista Homenageado do RSFS da Rússia (1982)
  • Acadêmico Honorário da Academia de Ciências do Bascortostão (1992)
  • Prêmio Lenin (1984) - pela tragédia, "Não deixe o fogo, Prometeu", e pelo romance "Long, Long Childhood"
  • Prêmio Estadual da URSS (1972) - pela coleção de poemas "Depois dos anos" (1971)
  • Prêmio Estadual Konstantin Stanislavski do RSFS da Rússia (1967) - para a peça "A noite do eclipse lunar", encenada no ADT Bashkir
  • Prêmio Republicano Salavat Yuláyev (1967) - para o primeiro volume de "Obras Selecionadas"
  • Prêmio Internacional Mikhail Sholojov em Literatura e Arte (1999)
  • Diploma de Honra, Prêmio Hans Christian Andersen (1978) - pelo livro "À espera de notícias"

MemoriaisEditar

O nome de Karim foi dado ao Teatro Nacional da Juventude da República do Bascortostão e a uma rua em Ufa. O número 158 do ensino médio também leva seu nome.[4] No prédio onde ele morava, uma placa comemorativa foi colocada em sua homenagem. Em Moscou, a fundição de um monumento a Karim em bronze foi concluída. Ele ficará localizado em Ufa, em frente à Câmara dos Sindicatos. Não é apenas um monumento, mas também inclui uma história com personagens das obras do escritor. A altura do monumento é de 6 metros de comprimento. Parte do monumento será rastreada separadamente, montada e soldada em Ufa.[5][6]

Referências

  1. Указ Президента Российской Федерации от 9 ноября 2004 г. № 1424
  2. Указ Президента РФ от 28 апреля 1995 г. № 420
  3. Mustái Karim. Encyclopedia Bashkir
  4. «Башкирская Гимназия № 158 имени Мустая Карима». archive.ph. 14 de setembro de 2012. Consultado em 20 de dezembro de 2019 
  5. «Грандиозный бронзовый монумент Мустаю Кариму будет установлен в Уфе | Башкирское спутниковое телевидение». tv-rb.ru. 7 de novembro de 2013. Consultado em 4 de maio de 2013  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)
  6. В Уфе установят памятник поэту Мустаю Кариму. regnum.ru. 12 de agosto de 2013

BibliografiaEditar

  • Бобров А. Золотой березовый листок. Башкирские заметки [Текст]/А.Бобров // Советская Россия. — 2009. — N 110 Окт.8. — С. 4-5
  • Болгарова Ю. Не учил жизни, а говорил о ней : к 90-летию со дня рождения Мустая Карима [Текст]/ Ю.Болгарова // Вечерняя Уфа. — 2009. — N 200 Окт.16. — С. 2
  • Валеев И. Мосты поэта [Текст]/ И.Валеев // Истоки. — 2008. — N 41. — С. 5 (окончание)
  • Валеев И. Большая дружба: Мустай Карим и Александр Филиппов : к 90-летию классика [Текст] / И.Валеев // Истоки. — 2009. — N 41 Окт.14. — С. 8.