Abrir menu principal

Mytilus trossulus

espécie de molusco


Como ler uma infocaixa de taxonomiaMytilus trossulus
mexilhão-do-pacífico
Conchas de Mytilus trossulus.
Conchas de Mytilus trossulus.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Mollusca
Classe: Bivalvia
Subclasse: Pteriomorphia
Ordem: Mytiloida
Família: Mytilidae
Género: Mytilus
Espécie: Mytilus trossulus
Nome binomial
Mytilus trossulus
Gould, 1850

Mytilus trossulus é uma espécie de molusco bivalve marinho filtrador de média dimensão pertencente à família Mytilidae com distribuição natural nas costas das regiões temperadas e frias do norte do Oceano Pacífico, ocorrendo na zona entremarés até aos 60 m de profundidade.[1] Conhecido pelo nome comum de mexilhão (ou mexilhão-do-pacífico), é uma espécie comestível comercializada em várias regiões costeiras da América do Norte.[2] A espécie integra um complexo específico, designado por «complexo M. edulis», que inclui taxa presentes no Atlântico (incluindo o Mediterrâneo) e Pacífico.

DescriçãoEditar

Mytilus trossulus é uma das três espécies principais, filogeneticamente muito próximas, que constituem o conjunto de taxa que integra o complexo específico Mytilus edulis de mexilhões que colectivamente apresentam distribuição natural muito alargada nas regiões costeiras de clima temperado a subárctico do Hemisfério Norte. Os membros deste complexo específico são frequentemente as espécies dominantes nos habitats da zona entremarés e do infralitoral das regiões com fundos de substrato consolidado.

Mytilus trossulus é a principal espécie de mexilhão nas zonas entremarés das costas do Pacífico Norte, ocorrendo na América do Norte desde a Califórnia ao Alaska e nas costas da Ásia desde Hokkaido para o norte. Nos limites meridionais da sua região de ocorrência a espécie hibridiza com Mytilus galloprovincialis (o mexilhão-do-mediterrâneo), espécie que foi introduzida no Oceano pacífico por acção humana.[3]

No Atlântico Norte, M. trossulus ocorre na costa leste da América do Norte desde as costas do Maine até ao norte do Canadá,[3] bem como em populações isoladas espalhadas pelas costas do norte da Europa.[4] Nestas regiões coexiste frequentemente com populações de Mytilus edulis com as quais facilmente hibridiza. Todas as costas do Mar Báltico são habitadas por uma população peculiar de Mytilus trossulus, que mostra alguma introgressão genética de M. edulis e cujo DNA mitocondrial foi substituído por mtDNA de M. edulis.[4]

Nas costas do Oceano Árctico, Mytilus trossulus ocorre no noroeste da Gronelândia onde se encontram populações isoladas na zona entremarés desde os 71° N aos 77° N.[5]

Notas

  1. «Asturnatura» (em espanhol). Consultado em 2 de março de 2013 
  2. Paul Sterry (1997). Collins Complete Guide to British Wildlife. [S.l.]: HarperCollins. ISBN 978-0-00-723683-1 
  3. a b McDonald JH, Seed R, Koehn RK (1991) Allozyme and morphometric characters of three species of Mytilus in the northern and southern hemispheres. Marine Biology 111:323–335.
  4. a b Vainola R, Strelkov P (2011) Mytilus trossulus in Northern Europe Marine Biology 158: 817-833.
  5. Mathiesen, Sofie Smedegaard; Thyrring, Jakob; Hemmer-Hansen, Jakob; Berge, Jørgen; Sukhotin, Alexey; Leopold, Peter; Bekaert, Michaël; Sejr, Mikael Kristian; Nielsen, Einar Eg (agosto de 2016). «Genetic diversity and connectivity within spp. in the subarctic and Arctic». Evolutionary Applications. doi:10.1111/eva.12415 .

BibliografiaEditar

  • S. Peter Dance, Rudo von Cosel (Bearb. der deutschen Ausgabe): Das große Buch der Meeresmuscheln. 304 S., Verlag Eugen Ulmer, Stuttgart 1977, ISBN 3-8001-7000-0 (S. 227)
  • Rudolf Kilias: Lexikon Marine Muscheln und Schnecken. 2. Aufl., Verlag Eugen Ulmer, Stuttgart 1997, ISBN 3-8001-7332-8 (S. 191)
  • Fritz Nordsieck: Die europäischen Meeresmuscheln (Bivalvia). Vom Eismeer bis Kapverden, Mittelmeer und Schwarzes Meer. 256 S., Gustav Fischer Verlag, Stuttgart 1969 (S. 31)
  • Guido Poppe und Yoshihiro Goto: European Seashells Volume 2 (Scaphopoda, Bivalvia, Cephalopoda). 221 S., Verlag Christa Hemmen, Wiesbaden 1993 (2000 unv. Nachdruck), ISBN 3925919104 (S. 50)
  • Rainer Willmann: Muscheln und Schnecken der Nord- und Ostsee. 310 S., Neumann-Neudamm, Melsungen 1989, ISBN 3-7888-0555-2 (S. 104)

Ligações externasEditar