NDTV Chapecó

emissora de televisão brasileira de Chapecó, SC

NDTV Chapecó é uma emissora de televisão brasileira sediada em Chapecó, cidade do estado de Santa Catarina. Opera no canal 10 (30 UHF digital), e é afiliada à RecordTV. Integra a NDTV, rede de televisão pertencente ao Grupo ND.

NDTV Chapecó
TV O Estado Ltda.
Chapecó, Santa Catarina
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 30 UHF
Virtual: 10 PSIP
Outros canais 11 / 511 HD (Claro TV)
516 (Vivo TV)
ver mais
Analógico:
10 VHF (1987-2022)
Sede Bandeira de chapeco.svg Chapecó, SC
Slogan Noite e dia com você
Rede NDTV (RecordTV)
Rede(s) anterior(es) Rede Manchete (1987-1989)
SBT (1989-2008)
Fundador(es) Mário Petrelli
Pertence a Grupo ND
Proprietário(s) Marcelo Corrêa Petrelli
Antigo(s) proprietário(s) Mário Petrelli (1987-2014)
Presidente Marcelo Corrêa Petrelli
Fundação março de 1987 (35 anos)
Prefixo ZYB 769
Nome(s) anterior(es) TV O Estado (1987-2000)
Rede SC Chapecó (2000-2008)
RIC TV Chapecó (2008-2019)
Cobertura Cobertura da NDTV Chapecó.svg
Coord. do transmissor 27° 5' 29.5" S 52° 35' 54.1" O
Potência 2 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial ndmais.com.br/ndtv

HistóriaEditar

Em 24 de janeiro de 1985, Mário Petrelli forma uma sociedade para concorrer a um segundo canal de televisão em Chapecó,[1] outorgado em 21 de março de 1986 pelo presidente José Sarney.[2] A TV O Estado entra no ar em 1987, inicialmente afiliada à Rede Manchete e fazendo parte do Sistema Sul de Comunicação, encabeçado pela TV Independência de Curitiba, Paraná.[3] Posteriormente, após conquistar uma outorga na capital catarinense, acaba compondo em 1989 o Sistema Catarinense de Comunicações, juntamente com a TV O Estado de Florianópolis e a TV Planalto de Lages (esta última pertencente ao empresário Roberto Amaral), todas afiliadas ao SBT.

Em 1997, Petrelli desfaz a parceria com Amaral, e tanto a TV O Estado de Chapecó quanto a de Florianópolis passam a operar de forma separada da TV Planalto, iniciando sua própria rede regional. Em 1.º de dezembro de 2000, é criada a Rede SC, e com isso, a TV O Estado passa a se chamar Rede SC Chapecó.

A Rede SC permaneceu até outubro de 2007, quando o Grupo Petrelli de Comunicação rompeu a afiliação com o SBT e se afiliou à Rede Record de São Paulo. Em fevereiro de 2008, o grupo empresarial de comunicação da família Petrelli passa a se chamar RIC TV, transmitindo a programação da rede de Edir Macedo.

Em 3 de dezembro de 2019, com o desmembramento do Grupo RIC em Santa Catarina e com a criação da NDTV[4][5], passou a se chamar NDTV Chapecó.

Em 12 de março de 2021, Fabiana Nascimento deixou a apresentação do Ver Mais e a NDTV Chapecó para seguir outros projetos. Com a sua saída, o programa foi assumido por Tata Fromholz.[6]

Sinal digitalEditar

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
10.1 30 UHF 1080i Principal programação da NDTV Chapecó / RecordTV

A emissora iniciou suas transmissões digitais em 9 de novembro de 2015, através do canal 30 UHF para Chapecó e áreas próximas.[7]

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a NDTV Chapecó cessou suas transmissões pelo canal 10 VHF em 4 de março de 2022.

ProgramasEditar

Além de retransmitir a programação nacional da RecordTV, atualmente a NDTV Chapecó produz e exibe os seguintes programas:

Retransmitidos da NDTV Florianópolis
  • SC no Ar: Telejornal, com Márcia Dutra;
  • A Hora da Venenosa: Quadro do Balanço Geral SC, com Raphael Polito e Marta Gomes;
  • Cidade Alerta Santa Catarina: Jornalístico policial, com Henrique Zanotto;
  • ND Notícias: Telejornal, com Ildiane Silva;
  • Clube da Bola: Jornalístico esportivo, com Marcelo Mancha;
  • ND Agro: Jornalístico sobre agronegócio, com Oswaldo Sagaz

RetransmissorasEditar

Lista de retransmissoras
Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital
Abelardo Luz 10 - Água Doce 07 - Anchieta 13 -
Anita Garibaldi 10 - Arroio Trinta 12 - Caçador 13 30
Caibi 03 - Campos Novos 10 - Caxambu do Sul 05 -
Celso Ramos 13 - Concórdia 27 30 Coronel Freitas 08 -
Cunha Porã 47 31* Curitibanos - 09 (30) Descanso 13 -
Dionísio Cerqueira 06 31 Erval Velho 05 - Faxinal dos Guedes 06 -
Fraiburgo 07 - Galvão 13 - Guaraciaba 13 -
Guarujá do Sul 07 - Herval d'Oeste 44 21 (27) Ibicaré 07 -
Ipumirim 07 - Itá 07 - Itapiranga 07 -
Jaborá 09 - Joaçaba - 26 (30) Lacerdópolis 10 -
Maravilha - 10 (30) Matos Costa 09 - Modelo 06 -
Mondaí 09 - Monte Carlo 13 - Palma Sola 06 -
Peritiba 04 - Pinhalzinho 08 - Pinheiro Preto 11 -
Piratuba 04 - Quilombo 10 - Romelândia 13 -
Salto Veloso 11 - São José do Cedro 13 - São Lourenço do Oeste 06 30
São Miguel do Oeste - 15 (30) Saudades 08 - Treze Tílias 02 -
Vargeão 05 - Vargem Bonita 42 - Videira - 13 (30)
Xanxerê** 10 (30) Xavantina 05 - Xaxim 09 -
* - Em implantação
** - Cidade também coberta pela ND Criciúma

Referências

  1. «36 anos de NDTV: A TV O Estado foi fundada em 1985 e mantém o regionalismo até hoje». ND+. 25 de janeiro de 2021. Consultado em 25 de maio de 2021 
  2. «Decreto nº 92.484, de 21 de março de 1986». Planalto. 21 de março de 1986. Consultado em 26 de maio de 2021 
  3. http://memoria.bn.br/DocReader/004120/245322
  4. «Grupo RIC muda para crescer e atender melhor ao seu público». ANJ (Associação Nacional de Jornais). 3 de dezembro de 2019. Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  5. Levin, Teresa (4 de dezembro de 2019). «Grupo RIC separa operações do Paraná e Santa Catarina». Meio e Mensagem. Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  6. «Fabiana Nascimento se despede do Ver Mais e do Grupo ND após quase três anos». ND+. 12 de março de 2021. Consultado em 1 de abril de 2021 
  7. Michaltchuk, Nadia (9 de novembro de 2015). «RICTV Record lança sistema digital em Chapecó». ND+. Consultado em 9 de novembro de 2015 

Ligações externasEditar