Abrir menu principal
NRP António Enes, ancorada em Horta

O NRP António Enes (número de amura F471) é uma corveta da classe João Coutinho que entrou ao serviço na Marinha Portuguesa a 18 de Junho de 1971. Foi baptizada em homenagem a António José Enes (1848-1901), antigo comissário régio em Moçambique. O navio desempenhou várias missões em África nas ex-possessões portuguesas de Moçambique, Angola, Guiné e Cabo Verde. Após a Guerra Colonial Portuguesa foi progressivamente atribuída alternadamente a missões de vigilância, busca e salvamento e fiscalização das águas territóriais e ZEE.


HistóriaEditar

  • A 1971-06-18 o navio entrou ao serviço da Marinha portuguesa.[1]
  • A 1987-03-10, aquando da passagem do António Enes pela ilha do Faial nos Açores, ocorreu uma explosão na casa da máquina do leme, tendo provocado 6 mortos e 11 feridos.[2][3]
  • A 2013-08-09 foi anunciado que o estado português gastou 8,1 milhões de euros a reparar a NRP António Enes.[1]

ReferênciasEditar

  1. a b «Estado gasta 8,1 milhões de euros a reparar corveta da Marinha». TVI24. 9 de agosto de 2013. Consultado em 18 de agosto de 2014 
  2. Luciano Barcelos (10 de março de 2017). «Marinha recorda acidente na corveta António Enes à chegada ao Faial (Vídeo)». RTP. Consultado em 29 de outubro de 2017 
  3. «Cerimónia de Homenagem às vítimas do NRP "António Enes" na Horta». Clube Naval da Horta. 30 de Janeiro de 2017. Consultado em 29 de outubro de 2017 


Ligações externasEditar