Abrir menu principal
Na Medida do Impossível
Álbum de estúdio de Fernanda Takai
Lançamento 18 de março de 2014
Gravação
  • 2013
  • 2014
Gênero(s) MPB
Formato(s)
Gravadora(s)
Produção John Ulhoa
Cronologia de Fernanda Takai
Fundamental
(2012)
Singles de Na Medida do Impossível
  1. "Seu Tipo"
    Lançamento: 27 de janeiro de 2014
  2. "Pra Curar Essa Dor (Heal The Pain)"
    Lançamento: 18 de fevereiro de 2014
  3. "Amar Como Jesus Amou"
    Lançamento: 07 de maio de 2014
  4. "Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme"
    Lançamento: 18 de novembro de 2014

Na Medida do Impossível é o quarto álbum de estúdio da carreira solo da cantora, compositora e escritora amapaense Fernanda Takai. O álbum foi lançado no dia 18 de março de 2014 no iTunes e em todas as outras plataformas de streaming digital,[1] e em CD pela Deckdisc. O álbum também foi lançado em LP pela gravadora Polysom em parceria com a Deck.[2] Em 2015, ganhou o 26º Prêmio da Música Brasileira na categoria Melhor Álbum de Canção Popular.[3]

Índice

O álbumEditar

Em 2012, Fernanda Takai gravou o álbum Fundamental, em parceria com Andy Summers. Em 2013, já começou a trabalhar para seu quarto álbum,[carece de fontes?] sendo este o primeiro álbum a ter suas composições. O disco é composto por 13 faixas, entre inéditas e regravações, além de boas surpresas e parcerias inusitadas. Entre elas, está a faixa "Seu Tipo", composta por Takai e Pitty. Marina Lima e Climério Ferreira na canção "Quase Desatento", e Marcelo Bonfá na canção "De um Jeito ou de Outro".[4]

Nas participações especiais, está Zélia Duncan, que canta com Takai a faixa "Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme" que é originalmente conhecida na voz de Reginaldo Rossi,[4] a canção ganhou um videoclipe, que foi publicado no canal da gravadora Deckdisc no Youtube.[carece de fontes?] Outras duas participações mais que especiais, está Samuel Rosa, da banda Skank, que faz parceria com Takai na faixa "Pra Curar Essa Dor", versão de John Ulhoa da música de George Michael "Heal the Pain". E Pe. Fábio de Melo na faixa "Amar como Jesus Amou", regravação de Padre Zezinho, que ganhou uma versão eletrônica moderna feita pelo produtor japonês Toshiyuki Yasuda.[4]

A faixa "Doce Companhia", é uma versão feita por ela para uma música de Julieta Venegas, além de mais outras duas regravações das canções "Como Dizia o Mestre", de Benito Di Paula, e "A Pobreza", de Renato Barros.[4]

FaixasEditar

Edição padrão
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Doce Companhia (Dulce Compañia)"  Julieta Venegas * Versão Fernanda Takai 03:42
2. "Como Dizia o Mestre"  Benito Di Paula 02:50
3. "De um Jeito ou de Outro"  Marcelo Bonfá * Fernanda Takai 05:09
4. "A Pobreza (Paixão Proibida)"  Renato Barros 03:07
5. "Seu Tipo"   03:42
6. "You and Me and The Bright Blue Sky"  Cholly 03:48
7. "Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme" (feat. Zélia Duncan)Cleide 03:14
8. "Quase Desatento"  
04:09
9. "Amar Como Jesus Amou" (feat. Pe. Fábio de Melo)Padre Zezinho 03:38
10. "Liz"  Robson * Cezar de Merces 03:14
11. "Partida"  Fernanda Takai 03:56
12. "Pra Curar Essa Dor (Heal the Pain)" (feat. Samuel Rosa)George Michael * Versão John Ulhoa 04:13
13. "Depois que o Sol Brilhar (Mary)"  Yann Tiersen * Versão Zélia Duncan 03:51

Referências

  1. «Na Medida do Impossível por Fernanda Takai». iTunes Store. Consultado em 12 de julho de 2015 
  2. «Fernanda Takai ‎– Na Medida Do Impossível». Discogs. Consultado em 12 de julho de 2015 
  3. «Veja os vencedores do 26º Prêmio da Música Brasileira». G1. Grupo Globo. 11 de Junho de 2015. Consultado em 15 de Junho de 2015 
  4. a b c d Deckdisc. «Na Medida do Impossível». Consultado em 11 de janeiro de 2015 

Ligações externasEditar