Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Outubro de 2011). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Narses.
Narses I
Rei de reis de arianos e não-arianos
Efígie de Narses num dracma de seu reinado. Sobre sua coroa usa o penteado chamado corimbo
do Sacastão
Reinado ca. 262-270
Consorte de Saburductaces
Narseductes
Antecessor(a) Artaxes
Sucessor(a) Desconhecido
Rei da Armênia
Reinado 270-287
Predecessor Hormisda I
Sucessor Tirídates III (arsácida)
Xá do Império Sassânida
Reinado 293-302
Predecessor Vararanes II
Sucessor Hormisda II
 
Descendência Hormisda II
Ormisductaces
Dinastia sassânida
Morte 302
Pai Sapor I
Religião Zoroastrismo

Narses (? - 302) foi um rei do Império Sassânida (em persa: ساسانیان). Reinou de 293 até 302.

Foi antecedido por Vararanes III, reinou por dezoito anos e foi sucedido por Hormisda II.[1]

Em 294, Narses[Nota 1] atacou a Arménia e forçou Tirídates III a se refugiar no território romano; em seguida, Narses atacou a Mesopotâmia e a Síria.[2]

Em 301, Narses derrotou o césar romano [Nota 2] Galério Maximiano, que correu diante de Diocleciano usando a roupa púrpura.[3] Nesta batalha, Tirídates III, da Arménia, combateu do lado dos romanos, e só conseguiu escapar porque fugiu através do Rio Eufrates a nado, mesmo com o peso da armadura.[2]

No ano seguinte, Galério derrotou Narses, capturando suas esposas, filhos e irmãs, e foi recebido com honra por Diocleciano.[3] Narses foi obrigado a devolver à Arménia as cinco províncias (Arzanena, Moxoena, Zabdiena, Rimena e Gordiena) que Sapor havia tomado em 297.[2] Em 304, as esposas, filhos e irmãs de Narses desfilaram em Roma no triunfo celebrado pelos augustos Diocleciano e Maximiano.[3]

Notas e referências

Notas

  1. Chamado, no texto do historiador arménio Vahan M. Kurkjian (1863 - 1961), de sucessor de Sapor I
  2. Diocleciano reorganizou o império formando uma tetrarquia, com dois augustos e dois césares.

Referências

  1. «Chronographeion Syntomon, O novo reino dos persas» 🔗. Attalus.org 
  2. a b c «Vahan M. Kurkjian, History of Armenia» 🔗. Capítulo 18, Trdat III and St. Grigor (Gregory). Penelope.uchicago.edu 
  3. a b c Jerônimo de Estridão, Crônica