Abrir menu principal

Wikipédia β

Naruto: Clash of Ninja

Disambig grey.svg Nota: Para a série de jogos eletrônicos, veja Naruto: Clash of Ninja (série).

Naruto: Clash of Ninja (NARUTO -ナルト- 激闘忍者大戦!, Naruto: Gekitō Ninja Taisen?, lit. Naruto: Grande Batalha Ninja) é um jogo eletrônico de luta cel shading 3D desenvolvido pela Eighting e publicado pela D3 Publisher e Tomy.[1] O jogo é baseado no popular anime e mangá Naruto por Masashi Kishimoto, e é o primeiro jogo eletrônico da série Naruto: Clash of Ninja. No jogo, os jogadores colocam dois personagens de Naruto uns contra os outros, usando ataques básicos e técnicas especiais para derrotar seu oponente em um dos modos do jogo.[2]

Naruto: Clash of Ninja
Arte da capa norte-americana
Desenvolvedora(s) Eighting
Tomy
Publicadora(s) JP / AN Tomy
EU Nintendo
Distribuidora(s) AN: D3 Publisher
Plataforma(s) GameCube
Série Naruto: Clash of Ninja
Data(s) de lançamento
  • JP 11 de abril de 2003
  • EU 7 de março de 2006
Gênero(s) Luta
Modos de jogo Um jogador, multijogador

Clash of Ninja foi originalmente lançado no Japão em 11 de abril de 2003, e subsequentemente lançado na América do Norte em 7 de março de 2006, com a única diferença principal é que os personagens do jogo foram dublados pelos dubladores americanos do anime Naruto.[3] O jogo obteve opiniões críticas mistas, com muitos elogiando o sistema de combate simples e fácil de aprender,[4] e outros criticando o sistema de combate e a falta de conteúdo desbloqueável significativo.[2]

Índice

JogabilidadeEditar

Durante todo o jogo, o jogador controla um dos poucos personagens baseados diretamente em suas contrapartes no mangá e anime Naruto.[2] Clash of Ninja faz parte do gênero de jogo eletrônico de luta; onde o jogador coloca seu personagem contra outro personagem controlado pela IA do jogo ou por outro jogador, dependendo do modo em que o jogador está.[2] O objetivo é reduzir a saúde do oponente a zero usando ataques básicos e técnicas especiais exclusivas para cada personagem que são derivadas de técnicas que usadas em Naruto.[5] Por exemplo, o personagem Naruto Uzumaki é capaz de usar o seu famoso Jutsu dos Múltiplos Clones da Sombra, enquanto Rock Lee utiliza muitas variantes de sua técnica Punho Forte.[6] Para usar essas técnicas, os personagens têm disponível uma barra de chakra, que se esgota com a execução de uma técnica especial, e se regenera ao longo do tempo. Nos vários modos do jogo, o jogador pode escolher entre diferentes estilos de jogo. O Modo História de Clash of Ninja segue o enredo do anime e mangá, e um modo versus coloca dois jogadores uns contra os outros.[5]

DesenvolvimentoEditar

A versão japonesa original de Clash of Ninja, o primeiro jogo da série Clash of Ninja, foi desenvolvido pela Eighting e publicado pela D3 Publisher e Tomy, e lançado em 11 de abril de 2003.[1] Em 27 de outubro de 2005, ambos Clash of Ninja e sua sequência, Clash of Ninja 2, foram lançados em 2006 na América do Norte.[7] O jogo tem um total de dez personagens que são do arco do País das Ondas e o começo do arco do Exame Chunin da série.[3] Masato Toyoshima, um dos executivos da Eighting, afirmou que o jogo foi desenvolvido para atrair tanto os gamers casuais quanto os hardcores.[3] A única diferença significativa feita pela Eighting no desenvolvimento entre a variante em inglês e sua contraparte japonesa foi a dublagem, que foi realizada pelos dubladores americanos do anime Naruto.[3] Toyoshima afirmou que a equipe de desenvolvimento ficou especialmente orgulhosa por ter conseguido alcançar um estilo gráfico cel shading que se aproxima das cenas de Naruto.[3]

RecepçãoEditar

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
1UP B+[8]
GamePro      [9]
GameSpy      [10]
GamesRadar      [11]
GameZone 6.9 de 10[12]
IGN 7.8 de 10[4]
Nintendo Power 7 de 10[13]
Nintendo World Report 7 de 10[14]
X-Play      [10]
Pontuação global
Publicação Nota média
GameRankings 67.35%[15]
Metacritic 72 de 100[16]

Clash of Ninja recebeu críticas mistas de várias publicações da crítica especializada. O portal agregador de notas GameRankings deu-lhe uma pontuação de 67,35%,[15] enquanto Metacritic deu 72 de 100.[16] No Japão, Famitsu deu ao jogo uma pontuação 31 de 40.[17] O jogo vendeu bem na América do Norte, tornando-se parte do conjunto da Nintendo de jogos Player's Choice, que reduz o preço do jogo em varejos para 20 dólares quando esse vende pelo menos 250 000 cópias.[18]

A jogabilidade presente no jogo foi sujeito às opiniões diferenciadas entre os críticos. O portal IGN elogiou o sistema de batalha do jogo, classificando-o como "muito equilibrado, incrivelmente rápido e ainda muito divertido".[4] A GameSpot forneceu uma crítica mais negativa, julgando os modos diferentes do jogo como "incrivelmente chatos e previsíveis",[2] criticando também a falta de diferenças significativas no estilo de jogo dos personagens.[2] A GameSpot também comentou que a dublagem do título era como ouvir "um dos piores exemplos de estereótipos no mundo da dublagem",[2] e notou a falta de itens desbloqueáveis ​​e outros incentivos para continuar jogando.[2] O programa de televisão X-Play do canal G4 TV deu a Clash of Ninja duas de cinco estrelas, criticando o motor de combate como "um dos motores mais preguiçosos e super simplificados já vistos em um jogo 3D de luta",[10] e "ridiculamente básico".[10] A X-Play também criticou a falta de um enredo significativo no Modo História e da falta de uso de cenas ou itens desbloqueáveis.[10] GameSpy comentando sobre isso, observou que "considerando o charme do material de origem, [o jogo] é realmente uma decepção".[19]

O gráfico cel shading junto com o áudio do jogo receberam críticas positivas por parte dos críticos, com a GameSpot elogiando-o como "suave, e com animações poderosas",[2] e exaltando os efeitos sonoros como "poderosos e com uma trilha sonora impulsiva".[2] GameSpy observou que "[o jogo] conseguiu deslumbrar na parte de design visual"[19] e comentou que os detalhes gráficos variados eram "fluidos e precisos".[19] X-Play, no entanto, considerou os gráficos "pouco impressionantes",[10] e criticou a falta de uso significativo da animação e cenas cinematográficas, e observou que os gráficos "seguem um mesmo estilo durante todo o jogo".[10]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «Naruto: Clash of Ninja - GameCube» (em inglês). IGN. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  2. a b c d e f g h i j Davis, Ryan (21 de março de 2006). «Naruto: Clash of Ninja Review (mislabeled as "Naruto: Clash of Ninja 2 Review")» (em inglês). GameSpot. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  3. a b c d e Casamassina, Matt (15 de fevereiro de 2006). «Naruto: Clash of Ninja Interview» (em inglês). IGN. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  4. a b c Bozon, Mark (8 de março de 2006). «Naruto: Clash of Ninja» (em inglês). IGN. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  5. a b Torres, Ricardo (24 de fevereiro de 2006). «Naruto: Clash of Ninja Updated Hands-On» (em inglês). GameSpot. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  6. Bozon, Mark (25 de fevereiro de 2006). «Naruto: Clash of Ninja (Preview)» (em inglês). IGN. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  7. Sinclair, Brendan (23 de julho de 2005). «More Naruto coming to North America» (em inglês). GameSpot. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  8. «Naruto: Clash of Ninja» (em inglês). 1UP. 3 de março de 2006. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  9. Slo Mo. «Naruto: Clash of Ninja Review for GameCube on GamePro.com». GamePro (em inglês). 31 páginas. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  10. a b c d e f g Leeper, Justin (28 de março de 2006). «Naruto: Clash of the Ninja Review» (em inglês). X-Play. Consultado em 11 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 7 de abril de 2006 
  11. Elston, Brett (4 de abril de 2006). «Naruto: Clash of Ninja review» (em inglês). GamesRadar. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  12. Knutson, Michael (30 de março de 2006). «NARUTO: Clash of Ninja - GC - Review» (em inglês). GameZone. Consultado em 13 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 6 de fevereiro de 2009 
  13. «Naruto: Clash of Ninja». Nintendo Power (em inglês). 203. 91 páginas. Maio de 2006 
  14. Castaneda, Karl (27 de março de 2006). «Naruto: Clash of Ninja» (em inglês). Nintendo World Report. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  15. a b «Naruto: Clash of Ninja for GameCube» (em inglês). GameRankings. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  16. a b «Naruto: Clash of Ninja for GameCube Reviews» (em inglês). Metacritic. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  17. «NARUTO -ナルト- 激闘忍者大戦!» (em japonês). Famitsu. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  18. Surette, Tim (1 de setembro de 2006). «Narutos katana-slash prices» (em inglês). GameSpot. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  19. a b c Vasconcellos, Eduardo (7 de março de 2006). «GameSpy: Naruto: Clash of Ninja» (em inglês). GameSpy. Consultado em 11 de dezembro de 2016 

Ligações externasEditar