Nasi
Informação geral
Nome completo Marcos Valadão Ridolfi
Também conhecido(a) como Wolverine[1]
Nascimento 23 de janeiro de 1962 (57 anos)
Local de nascimento São Paulo, SP
Brasil
Gênero(s) Rock and roll, mod revival, pós-punk, blues, blues-rock, rock alternativo
Instrumento(s) Voz, baixo
Período em atividade 1977-presente
Gravadora(s) Arsenal Music, RDS, Tinitus, Abril Music, Paradoxx, WEA, Coqueiro Verde
Afiliação(ões) Ira!
Página oficial nasioficial.com.br

Marcos Valadão Ridolfi, mais conhecido como Nasi (São Paulo, 23 de janeiro de 1962), é um cantor, compositor, produtor musical, radialista, apresentador de televisão e ex-DJ brasileiro, vocalista da banda de rock Ira!.

Biografia

Nasceu em São Paulo, no bairro da Bela Vista, filho de Airton Valadão Rodolfo e Egya Scarlato Rodolfo e tem um irmão: Airton Valadão Ridolfo Júnior, ex-empresário do Ira!. Seu nome de batismo é Marcos Valadão Rodolfo, mas depois, assim como seu irmão, mudou a grafia do sobrenome para o original italiano Ridolfi em homenagem ao bisavô imigrante.[2] Filiado ao Partido Comunista do Brasil, o cantor cursou História na FFLCH da USP[3]. Nasi costuma dizer nas entrevistas, quando indagado do apelido, que era chamado de "Nazi" no colégio por seu estilo de vestir meio punk (mas, segundo o colega de Ira! Edgard Scandurra, o apelido vem do nariz avantajado[4]). Sua biografia atribui também a brigas causadas em meio à transmissão da minissérie Holocausto.[5] Começou a escrever seu apelido com S, "Nasi" ao invés de "Nazi", para não haver essa associação que sempre faziam com o nazismo. No final dos anos 80, foi namorado da cantora Marisa Monte e namorou a atriz Marisa Orth em 1990. Casado, pai de duas filhas, Nasi mora em São Paulo no bairro do Butantã. Em 2003, Nasi posou na seção Eu Queria Ser... da revista MTV como o X-Men Wolverine. Gostou do visual e resolveu adotá-lo, o que lhe rendeu o apelido "Wolverine Valadão" no campeonato Rockgol, além de posar como o personagem na capa do seu primeiro álbum solo, Onde os Anjos Não Ousam Pisar. No início de setembro de 2007, após brigas com o irmão/empresário Airton Valadão, Nasi retirou-se do Ira! que acabou logo em seguida.[6]

Nasi se tornou personagem de desenho animado e foi o protagonista da série "Rockstar Ghost", transmitida pela MTV Brasil. A série conta a história de um caçador de fantasmas, que trabalha na repartição pública AFFFE (Agência Federal de Fiscalização de Fenômenos Espectroplasmáticos), especializada em capturar celebridades musicais já mortas. Os mortos voltam à vida, quando um disco seu é tocado ao contrário. Apaixonado por futebol, o músico também é conhecido por ser torcedor fanático do São Paulo Futebol Clube e entre 2008 e 2014, apresentou o programa 90 Minutos na rádio Kiss FM. O programa falava sobre futebol e rock 'n' roll. É presença constante em programas de debate esportivo na televisão e no rádio. Atuou no filme Sem Fio, dirigido por Tiaraju Aronovich; no longa-metragem, ele vive o protagonista Castro, viciado em cocaína que é casado com Marisa, uma mulher insatisfeita e entediada com sua rotina de trabalho. Em 2009, participou do programa esportivo Bola na Rede, da RedeTV!, e fez a abertura do show do AC/DC em São Paulo, no Estádio do Morumbi, para aproximadamente 75.000 pessoas. Em 2010, lançou o álbum Vivo na Cena, auxiliado pelo produtor americano Roy Cicala e lançado pelo selo Coqueiro Verde. No final de 2012, lançou o álbum Perigoso, em parceria com as gravadoras Trama e Coqueiro Verde.

Em 2003, filiou-se ao PCdoB, partido que está até hoje. [7][8][9]

Desde maio de 2013, o cantor apresenta o programa Nasi Noite Adentro, exibido de quinta pra sexta-feira no Canal Brasil[10].Casado, desde 2015, avô e pai de duas filhas.

Curiosidades

Discografia

Solo

  • Onde Os Anjos Não Ousam Pisar (2006)
  • Vivo na Cena (2010)
  • Perigoso (2012)
  • Egbé (em CD e DVD[12]) (2015)

Ira!

Voluntários da Pátria

  • Voluntários da Pátria (1984)

Nasi & Os Irmãos do Blues

  • Uma Noite Com Nasi & Os Irmãos do Blues (1993)
  • Os Brutos Também Amam (1996)
  • O Rei da Cocada Preta (2000)
  • Nasi & Os Irmãos do Blues Ao Vivo (Official Bootleg) (2000)

Livros sobre Nasi

Referências

  1. Um Wolverine no rock brasileiro
  2. Nasi, do Ira, muda nome na Justiça: "Já foi homologado"
  3. 'Eu já fui estudioso, aplicado e primeiro da classe', diz Nasi
  4. Edgard Scandurra dá sua versão sobre o fim do Ira!
  5. Biografia do roqueiro mais irado dos anos 80
  6. Folha Online (11 de Setembro de 2007). «Agressão de empresário seria causa da saída de Nasi do Ira!». Consultado em 15 de Setembro de 2007 
  7. «"A indústria está esgotada", diz Nasi». Brasil de Fato. 10 de abril de 2014. Consultado em 12 de dezembro de 2019 
  8. «Folha Online - Brasil - Vocalista do Ira! anuncia hoje filiação ao PC do B - 13/10/2003». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 12 de dezembro de 2019 
  9. Beting, Mauro; Petillo, Alexandre (18 de outubro de 2012). A ira de Nasi. [S.l.]: Belas-Letras. ISBN 978-85-8174-013-3 
  10. Nasi: vocalista vai apresentar programa no Canal Brasil
  11. BETING; PETILLO, Mauro; Alexandre. A ira de Nasi. [S.l.]: Belas Letras. ISBN 9788581740089 
  12. «Nasi – EGBE | Deckdisc». deckdisc.com.br. 13 de julho de 2018. Consultado em 13 de julho de 2018 

Ligações externas

  Media relacionados com Nasi no Wikimedia Commons