Abrir menu principal

Nazaré (Portugal)

município e vila de Portugal

A Nazaré é uma vila portuguesa, do distrito de Leiria, sede do concelho homónimo com cerca de 10 300 habitantes. Situada na província da Estremadura integrando a Comunidade Intermunicipal do Oeste na região do Centro.

Nazaré
Brasão de Nazaré Bandeira de Nazaré

La grande plage de Nazaré - panoramio (20).jpg
O casario e a praia da vila de Nazaré vistos do Sítio da Nazaré
Localização de Nazaré
Gentílico Nazareno; Nazarense
Área 82,43 km²
População 15 158 hab. (2011)
Densidade populacional 183,9  hab./km²
N.º de freguesias 3
Presidente da
câmara municipal
Walter Chicharro (PS)
Fundação do município
(ou foral)
1514 (Foral de Pederneira)
Região (NUTS II) Centro
Sub-região (NUTS III) Oeste
Distrito Leiria
Província Estremadura
Orago Nossa Senhora das Areias
Feriado municipal 8 de Setembro (Natividade da Virgem - Nossa Senhora das Areias)
Código postal 2450
Sítio oficial www.cm-nazare.pt
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

A vila é sede de um pequeno município com 82,43 km² de área[1] e 15 158 habitantes (2011),[2][3] subdividido em 3 freguesias.[4] O município é rodeado a norte, leste e sul pelo concelho de Alcobaça e a oeste confina com Oceano Atlântico.

O actual espaço urbano da vila aglutina três antigos povoados, Pederneira, Sítio da Nazaré e Praia da Nazaré e novos bairros da segunda metade do século XX, como a Urbisol ou o Rio Novo, surgidos em consequência da expansão natural dos três núcleos primitivos. (P.D.M., 1997).


Índice

PopulaçãoEditar

Número de habitantes [5]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
5 579 6 512 7 583 8 393 10 341 10 323 10 406 11 614 13 248 13 511 12 976 15 436 15 313 15 060 15 158

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram.)

Número de habitantes por Grupo Etário [6]
1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
0-14 Anos 2 929 3 585 3 477 3 356 3 516 3 799 3 741 3 390 3 905 3 099 2 278 2 106
15-24 Anos 1 426 1 929 1 975 1 979 2 020 2 301 2 191 2 145 2 337 2 417 2 175 1 580
25-64 Anos 3 412 4 074 4 179 4 517 5 131 6 115 6 513 6 365 7 395 7 707 8 093 8 419
= ou > 65 Anos 541 536 604 677 789 891 1 066 1 360 1 799 2 090 2 514 3 053
> Id. desconh 28 24 35 10 69

(Obs: De 1900 a 1950 os dados referem-se à população "de facto", ou seja, que estava presente no concelho à data em que os censos se realizaram. Daí que se registem algumas diferenças relativamente à designada população residente)

FreguesiasEditar

 
Freguesias do concelho da Nazaré.

O concelho da Nazaré está dividido em 3 freguesias:

HistóriaEditar

O município, e a freguesia designaram-se Pederneira até 1912, ano em que, por lei, o topónimo foi alterado para Nazaré . O antigo concelho da Pederneira teve foral, em 1514, dado por D. Manuel I, e esteve integrado nos coutos de Alcobaça.

A Pederneira, actualmente um dos bairros da vila da Nazaré, mantém ainda o edifício dos antigos Paços do Concelho, o pelourinho, a igreja Matriz de nossa Senhora das Areias e a igreja da Misericórdia, como testemunhos da sua antiga condição de vila sede de concelho.

O topónimo Nazaré está intrinsecamente ligado à Lenda de Nossa Senhora da Nazaré.

Ao longo do século XX, a Nazaré evoluiu progressivamente de uma vila piscatória para uma vila dedicada ao turismo, tendo sido um dos primeiros pontos de interesse turístico internacional em Portugal. A indústria do turismo é hoje um dos principais empregadoras da vila.

 
Uma mulher da Nazaré com as tradicionais sete saias.

Faz parte da tradição nazarena o uso de sete saias pelas suas mulheres. A explicação não é consensual, mas está intimamente ligada à faina: as nazarenas tinham o hábito de esperar os maridos e filhos, da volta da pesca, na praia, sentadas no areal, passando aí horas em vigília. Usavam as várias saias para se cobrirem, as de cima para proteger a cabeça e ombros da maresia e as restantes para tapar as pernas[7].

As sete saias das mulheres e a camisa de flanela e barrete preto dos homens atraíram, durante os anos 50 e 60, do século passado, nomes como Lino António, Jorge Barradas, Stanley Kubrick ou Cartier-Bresson, que documentaram, em pintura e fotografia, o dia-a-dia do povo nazareno[8].

As ondas gigantes da Nazaré (na Praia do Norte) ganharam fama mundial e já estão inscritas no Livro do Guinness pelo surf.

É hoje impossível falar da Nazaré sem referir o recorde mundial da maior onda já surfada, de 30 metros, estabelecido por Garrett McNamara, na Praia do Norte, em Novembro de 2011[9].

Devido à projeção mundial que têm as ondas gigantes da Nazaré, a vila tornou-se na anfitriã dos maiores campeonatos internacionais de surf e recebe muitos desportistas dessa modalidade, assim como milhares de curiosos e de turistas que vêm apreciar as suas corajosas demonstrações.

PolíticaEditar

Eleições autárquicasEditar

Data % V % V % V % V % V % V % V
PS PPD/PSD CDS-PP APU/CDU AD PRD IND
1976 41,30 3 16,40 1 15,97 1 13,11 -
1979 43,27 3 AD AD 15,49 1 33,56 3
1982 47,06 4 17,09 1 31,15 2
1985 43,07 3 34,81 3 7,47 - 11,04 1
1989 50,18 4 20,06 1 10,34 1 5,44 - 10,29 1
1993 43,30 3 44,49 4 1,52 - 8,02 -
1997 39,03 3 53,60 4 4,60 -
2001 37,98 3 47,56 4 3,34 - 6,39 -
2005 21,67 2 42,44 3 4,64 - 23,88 2
2009 35,77 3 48,03 4 2,42 - 5,36 - 2,35 -
2013 36,59 4 22,60 2 2,65 - 6,18 - 9,85 1
8,03 -
2017 56,61 5 25,19 2 2,50 - 7,09 -

Eleições legislativasEditar

Data %
PS PSD CDS PCP UDP AD APU/CDU FRS PRD PSN BE PAN PàF
1976 51,01 15,02 12,72 6,96 3,92
1979 45,70 AD AD APU 4,23 32,15 11,76
1980 FRS 2,90 35,04 11,12 44,07
1983 53,59 20,27 8,18 1,51 11,79
1985 32,60 26,40 5,91 1,86 11,52 16,53
1987 37,43 41,56 3,18 CDU 1,39 8,18 3,44
1991 36,77 48,38 2,56 6,11 0,53 1,37
1995 50,81 31,57 6,87 0,81 6,34
1999 50,42 29,84 5,21 8,04 0,22 2,79
2002 43,99 36,78 6,53 6,27 3,50
2005 50,48 26,60 4,46 6,21 8,05
2009 38,02 26,04 8,32 7,59 13,86
2011 28,33 38,08 9,42 8,24 7,76 1,24
2015 38,31 PàF PàF 7,84 12,48 0,93 30,88

PatrimónioEditar

CulturaEditar

  • Museu Dr. Joaquim Manso - Museu da Nazaré, na Rua D. Fuas Roupinho - Sítio
  • Casa-Museu do Pescador
  • Cine-Teatro da Nazaré

Cidades irmanadasEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. Instituto Geográfico Português (2013). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013» (XLS-ZIP). Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013. Direção-Geral do Território. Consultado em 28 de novembro de 2013. 
  2. INE (2012). Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Centro. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística. p. 118. ISBN 978-989-25-0184-0. ISSN 0872-6493. Consultado em 27 de julho de 2013. 
  3. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_CENTRO". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27 de julho de 2013. 
  4. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  5. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  6. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros
  7. «Tradição das sete saias da Nazaré já não é o que era». Jornal de Leiria. 18 de agosto de 2011 
  8. «Veneza vê fotos da Nazaré feitas por Kubrick em 1948». DN Artes. 1 de setembro de 2010 
  9. «McNamara embarca numa "surf trip" para promover Portugal». Visit Portugal. 17 de outubro de 2014 

Ligações externasEditar