Abrir menu principal

Wikipédia β

Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Disambig grey.svg Nota: Para a banda angolana, veja Neblina (banda).
A Ponte Golden Gate, em São Francisco, Estados Unidos, envolta por névoa.

Neblina, névoa ou bruma é uma nuvem em contato ou próxima do solo. É formada quando há a condensação da água evaporada.

Índice

FormaçãoEditar

A neblina é a condensação que ocorre junto à superfície, causada pelo resfriamento do ar quente e úmido quando entra em contato com um solo frio ou superfície líquida. O ar quente perde calor para o solo frio ou para a água e se esfria, fazendo com que o vapor de água se condense. Ao contrário da fumaça, a neblina não é tóxica.

Em regiões muito úmidas e frias, quando a água evaporada choca-se com o frio pode condensar-se, isto é, formar pequenas gotículas. Mas nem todo esse ar condensa-se, grande parte transforma-se em nuvens logo quando evaporam. Essa grande parte de nuvem acumula-se e aumenta, formando a neblina, que ocorre mais em lugares com maior altitude, locais onde as nuvens predominam, como La Paz, Quito e outras. Geralmente, a neblina deixa a umidade ao redor de 100%, devido às gotículas das nuvens, que condensam.

Em PortugalEditar

Nas áreas baixas, quentes e secas de Portugal, a formação de neblina é pouco frequente, excepto no Inverno. Em algumas áreas do Norte e Centro do país e nas ilhas dos Açores sobretudo onde as montanhas são predominantes, é comum neblinas fortes aparecerem.

No BrasilEditar

Quando se formaEditar

São Paulo e regiãoEditar

Geralmente acontece no inverno, devido ao menor índice pluviométrico, as águas evaporadas não resistem ao frio e se transformam em nuvens, nas estradas diminuem a visibilidade e podem causar acidentes. Durante o inverno, frequentemente as neblinas são bem densas, variando a visibilidade entre 2,5km e 1,5km, nos piores casos alcançando 600m de visibilidade.

Curitiba e regiãoEditar

 
Neblina ao amanhecer no Jardim Botânico de Curitiba, Paraná.

Na capital mais fria do país este fenômeno se forma com mais intensidade, deixando as ruas de Curitiba com menos de 1 km de visibilidade. Os acidentes de trânsito ocorrem principalmente na Serra do Mar, próximo de São José dos Pinhais. Acontece com mais intensidade no inverno e no outono, raramente na primavera.

São Joaquim e regiãoEditar

Na cidade mais fria do Brasil ocorrem neblinas que ocasionam visibilidade menor do que as que ocorrem em Curitiba, mas com menor frequência. A neve ajuda na formação de neblina, mas as nuvens se formam mais altas e as neblinas são menores. Esporadicamente, quando a temperatura está negativa, as nuvens condensam logo que formadas, deixando a visibilidade com menos de 300m. As formações acontecem também no outono, porém com menos intensidade e raramente formam-se na primavera.

Gramado e regiãoEditar

As neblinas se formam em quase todo o inverno, com visibilidade de 2 km, no outono também se forma com grande intensidade, chegando a atingir menos de 1 km de visibilidade e na primavera, chegando a 4 km de visibilidade. Já no verão, por incrível que pareça, pode acontecer, chegando a 3 km de visibilidade, as neblinas no verão são raras, mas a massa de ar quente traz nuvens muito baixas(principalmente a noite).

TeresinaEditar

Entre os meses de janeiro a maio (período chuvoso em Teresina) é comum ocorrer formação de neblina nas manhãs da capital piauiense, o que faz com que o aeroporto da cidade se mantenha fechado para pousos e decolagens.

Região serrana do Rio de JaneiroEditar

Nas cidades da região serrana do estado do Rio de Janeiro costuma acontecer diariamente, no inverno, durante o entardecer. Na cidade de Teresópolis a neblina desce pesada da montanha e nos bairros próximos a visibilidade é muito baixa, chegando a menos de 50 metros.

Em outras cidades do mundoEditar

LondresEditar

No inverno as temperaturas são baixas e o clima é úmido, sendo assim, a formação de neblinas na região é comum no inverno, trazendo uma visibilidade inferior a 2 km. No outono e na primavera já é mais difícil de acontecer fortes neblinas. Mas há alguns casos.

QuitoEditar

Em uma altitude muito elevada(aproximadamente 2850m), as nuvens chegam com mais facilidade nas montanhas, pode acontecer em qualquer estação do ano, já que Quito não é quente e nem frio. As neblinas de Quito te permite uma visibilidade de no máximo 3 km.

San FranciscoEditar

Apesar de se localizar no nível do mar e não ser tão húmido, San Francisco apresenta uma das mais fortes neblinas do mundo, principalmente no verão, pois o calor do solo californiano e o frio do Oceano Pacífico, causam a neblina, a visibilidade é inferior a 150 m, e a cidade fica completamente encoberta. Nas pontes, a visibilidade é menor ainda, devido ao espaço em que as nuvens tem para se locomover. Às vezes, a cidade precisa paralisar o trânsito devido a neblina.

Tipos de neblinaEditar

As neblinas podem se formar de formas diferentes, algumas mais fortes e outras mais fracas. Os exemplos mais predominantes são:

  • Neblina noturna máxima;
  • Neblina noturna média;
  • Neblina diurna com visibilidade ao céu;
  • Neblina média diurna sem visibilidade ao céu;
  • Neblina máxima diurna sem visibilidade ao céu;
  • Neblina grossa.

Ver tambémEditar

  • Deserto de névoa - tipo de deserto que consegue manter a biodiversidade pela umidade trazida pela névoa e pelos fenômenos correlatos
  • Engavetamento - fenômeno que pode ocorrer sob condições severas de neblina
  • Nevoeiro - a única diferença entre nevoeiro e neblina (também chamada de cerração ou névoa) é a visibilidade. O fenômeno é chamado neblina (ou névoa) se a visibilidade for superior a um quilômetro, e nevoeiro, se a visibilidade for inferior a um quilômetro.[1][2]


Referências

  1. Glossário, INMET - Página visitada em 20 de junho de 2011.
  2. (em inglês) Mist and fog.
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Neblina
  Portal da
meteorologia


  Este artigo sobre Meteorologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.