Nicolaes Tulp

Nicolaes Tulp (nascido como Claes Pieterszoon; Amsterdã, 9 de outubro de 1593 — Amsterdã, 12 de setembro de 1674) foi um médico e político neerlandês, sendo o primeiro a descrever clinicamente o beribéri em 1652.[1]

Nicolaes Tulp
'
Nascimento 9 de outubro de 1593
Amesterdão
Morte 12 de setembro de 1674 (80 anos)
Amesterdão
Cidadania República das Sete Províncias Unidas dos Países Baixos
Cônjuge Margaretha de Vlaming van Oudtshoorn
Filho(s) Margaretha Tulp, Dirck Tulp
Alma mater
Ocupação médico, político, escritor, anatomista, professor universitário, cirurgião, anatomical pathologist,
Empregador Collegium Chirurgicum Amstelaedamense, Collegium Chirurgicum Amstelaedamense

Sua aula de anatomia de 31 de janeiro de 1632 é o tema da obra "A Lição de Anatomia do Dr. Tulp", pintada por Rembrandt e considerada uma de suas obras-primas.[2]

Em 1641, Tulp publicou sua obra Observationes Medicae, na qual descreveu detalhadamente 231 casos de doenças e de óbitos.

Tulp foi presidente da guilda dos cirurgiões de Amsterdã e por quatro vezes prefeito de Amsterdã.

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Nicolaes Tulp
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.