No No Song

Canção de Hoyt Axton

No No Song é uma canção composta pelo cantor e compositor de música country e ator de televisão estadunidense Hoyt Axton e pelo saxofonista inglês David Jackson. Gravada em 1974, a canção foi lançada no álbum de estúdio de Hoyt Axton, Southbound, em 1975 e, posteriormente, como lado B do compacto de Lion in the Winter, no mesmo ano. A canção foi tornada conhecida quando foi gravada e lançada em um compacto pelo ex-Beatle Ringo Starr, em 27 de janeiro de 1975. Assim, embora gravada primeiro pelo seu compositor, ela foi lançada antes por Ringo.[1][2]

"No No Song"
Single de Hoyt Axton
do álbum Southbound
Lado A Lion in the Winter
Lado B No No Song
Lançamento 1975 (1975)
Formato(s) Disco de vinil de 7 polegadas
Gravação 1974
Gênero(s) Rock, soft rock, pop
Duração 03:20 (Lado A)
02:30 (Lado B)
Gravadora(s) A&M Records
Composição Hoyt Axton / David Jackson
Produção Hoyt Axton e Henry Lewy
Cronologia de singles de Hoyt Axton
Southbound / Southbound
(1975)
Flash Of Fire / Paid In Advance
(1976)

Versão de Ringo StarrEditar

"No No Song"
Single de Ringo Starr
do álbum Goodnight Vienna
Lado A No No Song
Lado B Snookeroo
Lançamento 27 de janeiro de 1975 (1975-01-27)
Formato(s) Disco de vinil de 7 polegadas
Gravação Agosto de 1974
Gênero(s) Rock, soft rock, pop rock
Duração 02:30 (Lado A)
03:27 (Lado B)
Gravadora(s) Apple Records
Composição Hoyt Axton / David Jackson
Produção Richard Perry
Cronologia de singles de Ringo Starr
 
Only You (And You Alone)
(1974)
(It's All Down to) Goodnight Vienna / Oo-Wee
(1975)
 

Ringo Starr incluiu um cover de No No Song em seu álbum Goodnight Vienna, lançado em 15 de novembro de 1974. No início do ano seguinte, ele lançou-a como um compacto de muito sucesso, atingindo a 3ª posição na parada americana[3] e o topo da parada canadense.[4]

Versão de Raul SeixasEditar

"Não Quero mais Andar na Contramão (No No Song)"
Single de Raul Seixas
do álbum A Pedra do Gênesis
Lado A Não Quero mais Andar na Contramão (No No Song)
Lado B A Lei
Lançamento agosto de 1988 (1988-08)
Formato(s) Disco de vinil de 7 polegadas
Gravação Entre 24 de fevereiro de 1986 e agosto de 1988
Gênero(s) Rock and roll
Duração 02:28 (Lado A)
03:17 (Lado B)
Gravadora(s) Copacabana
Composição Hoyt Axton / David Jackson
Produção Raul Seixas
Cronologia de singles de Raul Seixas
 
Muita Estrela, Pouca Constelação / Muita Estrela, Pouca Constelação (com o Camisa de Vênus)
(1987)
Carpinteiro do Universo
(1989)
 

Não Quero mais Andar na Contramão (No No Song) é um compacto lançado pelo cantor e compositor brasileiro Raul Seixas, em agosto de 1988, pela gravadora Copacabana, e gravado entre 24 de fevereiro de 1986 e agosto de 1988 no estúdio independente São Paulo, em São Paulo, e nos estúdios da gravadora Copacabana, em São Bernardo do Campo. A canção está presente no último álbum solo do cantor baiano, A Pedra do Gênesis, lançado em 22 de agosto de 1988, pela gravadora Copacabana, e é o único compacto lançado deste disco.

A canção não teve boa execução nas rádios do país, em face da péssima divulgação fruto de poucos investimentos da gravadora e dos problemas de saúde (pancreatite crônica), com álcool e drogas que impediam Raul de realizar uma turnê pelo país. O músico baiano voltaria aos palcos menos de 1 mês após o lançamento do álbum, em 18 de setembro de 1988, acompanhado pelo seu amigo e vocalista do Camisa de Vênus, Marcelo Nova, para uma turnê de retorno - batizada de Anestesia - que não traria a canção em seu repertório.

Gravação e produçãoEditar

A canção havia sido gravada nas sessões de gravação para o álbum Uah-Bap-Lu-Bap-Lah-Béin-Bum!, iniciadas em 24 de fevereiro de 1986,[5] mas foi censurada pela Polícia Federal - juntamente com "Check-up" e "Fazendo o Que o Diabo Gosta".[6] Raul conseguiu a liberação apenas para o lançamento no disco seguinte, com a intervenção do então diretor-geral da Polícia Federal, Romeu Tuma.[7]

Lançamento, resenha e recepçãoEditar

O compacto foi lançado em agosto de 1988 e teve baixas execuções nas rádios, devido a uma divulgação apenas mediana por parte da gravadora[8] e aos problemas de saúde (pancreatite crônica), com álcool e drogas que impediam Raul de realizar uma turnê pelo país.[9] A volta por cima viria somente com a turnê de volta aos palcos - Anestesia - ao lado do amigo e cantor do Camisa de Vênus, Marcelo Nova, em 18 de setembro de 1988, menos de 1 mês após o lançamento do disco.[10] Segundo Raul, a canção é apenas uma brincadeira, sem nenhuma história pessoal ou propaganda.[7]

Referências

  1. «Hoyt Axton - No No Song at Discogs». Discogs. N.d. Consultado em 6 de dezembro de 2017 
  2. «Ringo Starr - No No Song at Discogs». Discogs. N.d. Consultado em 6 de dezembro de 2017 
  3. Bill Harry, The Ringo Starr Encyclopedia, Virgin Books, p. 183.
  4. «Item Display - RPM» (em inglês). Library and Archives Canada. N.d. Consultado em 6 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 31 de dezembro de 2013 
  5. Seixas no estúdio. Folha de S. Paulo, Ilustrada, 23 de fevereiro de 1986.
  6. Três músicas de Raul Seixas são vetadas. Folha de S.Paulo, Ilustrada, 13 de fevereiro de 1987, p. 42.
  7. a b Pestana, 1988.
  8. Almeida, 1988.
  9. Souza, 2011, pp. 208-209.
  10. Forastieri, 1988.