Abrir menu principal

Designa-se gentry - do francês arcaíco genterie - a nobreza rural europeia que, embora desprovida de títulos nobiliárquicos, possuía os mesmos valores da restante aristocracia inglesa. É uma nobreza terratenente, que a partir do século XVI se começou a apropriar das terras comunais e de pequenas propriedades rurais de modo a cercá-las e assim proceder à criação de gado ovino - necessária para haver as manufaturas domésticas que faziam a produção de têxteis. Foram responsáveis pelo aumento subsequente da produção agrícola, ao introduzirem uma série de inovações agrícolas.[1][2]

Ver tambémEditar

Referências