Noite Sangrenta (minissérie)

(Redirecionado de Noite Sangrenta (série))

Noite Sangrenta é uma minissérie de televisão portuguesa, transmitida pela RTP1 de 23 a 24 de outubro de 2010.[1]

Noite Sangrenta
Informação geral
Formato minissérie
Duração ± 50
Elenco Isabel Abreu
Gonçalo Waddington
Nuno Lopes
País de origem Portugal Portugal
Idioma original português
Temporadas 1
Episódios 2
Produção
Diretor(es) Tiago Guedes
Frederico Serra
Produtor(es) Fernando Vendrell
Luís Alvarães
Exibição
Emissora original RTP1
Transmissão original 23 a 24 de outubro de 2010

Obra da produtora David & Golias, relata os acontecimentos trágicos da noite de 19 de outubro de 1921, episódio da história da Primeira República Portuguesa que ficou conhecido como a Noite Sangrenta. A série realizada por Tiago Guedes e Frederico Serra, foi produzida por Fernando Vendrell e Luís Alvarães.[2]

Sinopse

editar

A Primeira República ficou marcada por uma grande convulsão política e social. Nos seus 16 anos de duração assistiu a oito presidentes da República e a 45 governos.

Na sequência da deposição de mais um governo, um grupo de marinheiros e guardas-republicanos, chefiados pelo cabo Abel Olímpio, percorre as ruas de Lisboa num veículo que ficaria conhecido como a "Camioneta Fantasma", assassinando várias figuras políticas e militares, incluindo o primeiro-ministro demissionário António Granjo, bem como os heróis da implantação da República Portuguesa Machado Santos e José Carlos da Maia. Os soldados da milícia são presos, julgados e condenados, mas os mandatários dos crimes nunca foram publicamente incriminados.[3]

Para além dos acontecimentos da Noite Sangrenta, a série relata os passos da demanda de Berta da Maia, viúva de Carlos da Maia, ao longo de vários anos na tentativa de reabrir o processo e incriminar os verdadeiros culpados do massacre. Para tal, decide investigar e confrontar Abel Olímpio, entretanto preso na penitenciária de Coimbra. Obcecada pelo mistério, recusando o papel de vítima e o preconceito social, Berta da Maia logra obter uma confissão de Abel Olímpio, ganhando-lhe a confiança em sucessivas visitas à penitenciária.

Porém, o processo nunca é reaberto. As provas trazidas à luz por Berta da Maia nunca passam o crivo das instituições públicas. Perante isso, Berta decide escrever um livro para memória futura. As minhas entrevistas com Abel Olímpio, o Dente d'Oiro acaba por ser publicado na véspera do golpe que dá origem ao Estado Novo em 1926.[4]

Elenco

editar
Ator/Atriz Personagem
Isabel Abreu Berta da Maia
Gonçalo Waddington Abel Olímpio
Ricardo Aibéo José Carlos da Maia
Nuno Lopes Heitor
Miguel Guilherme Óscar Carmona
Diogo Infante Machado Santos
Francisco Nascimento Rogério
Miguel Borges Luís Ribeiro
Álvaro Correia Virgílio Mota
Tiago Rodrigues Fernando da Maia
António Durães Padre Lima
Catarina Lacerda Lucinda
Jorge Mota Botelho Vasconcelos
Fernanda Montemor Criada velha

Referências

  1. Diário de Notícias. «RTP acaba com ignorância sobre Noite Sangrenta». 23 de outubro de 2010. Consultado em 28 de dezembro de 2010 [ligação inativa]
  2. «Ficção Histórica na RTP». RTP. Consultado em 10 de novembro de 2010. Arquivado do original em 6 de janeiro de 2011 
  3. «RTP acaba com ignorância sobre Noite Sangrenta». Diário de Noticias. Consultado em 10 de novembro de 2010 [ligação inativa]
  4. «República pelo lado feminino». Jornal de Noticias. Consultado em 10 de novembro de 2010 

Ligações externas

editar
  Este artigo sobre séries de televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.