Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura o teatro ao ar livre em Pernambuco, veja Nova Jerusalém (teatro).

Nova Jerusalém é o nome dado, no livro do Apocalipse, à cidade que Deus fará para os fiéis[1]. João compara a cidade a uma noiva arrumada para seu marido[2].

Escatologia cristã
Diferenças escatológicas
Apocalypse vasnetsov.jpg
Portal do cristianismo
A Cidade Celeste com o Rio da Felicidade por John Martin, 1841.

A cidade é descrita como um quadrado de face igual a doze mil estádios[3], iluminada de forma excepcional[4], com um grande muro de cento e quarenta e quatro côvados[5] com doze portas, cada uma correspondendo a uma das tribos de Israel[6].

A cidade não necessita de templo[7], nem do Sol e da Lua[8]. No meio da cidade há uma praça com a Árvore da Vida[9].

E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, por que o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo sempre[10].

LiteraturaEditar

  • Bernet, Claus: The Heavenly Jerusalem as a Central Belief in Radical Pietism in the Eighteenth Century, in: The Covenant Quarterly, 63, 4, 2005, p. 3-19.
  • La Cité de Dieu, ed. by Martin Hengel, Tübingen 2000.
  • La Gerusalemme celeste, ed. by Maria Luisa Gatti Perer, Milano 1983.
  • Kühnel, Bianca: From the Earthly to the Heavenly Jerusalem. Representations of the Holy City in Christian Art of the First Millennium, Rom 1987.
  • W. Tabbernee/Peter Lampe, Pepouza and Tymion: The Discovery and Archaeological Exploration of a Lost Ancient City and an Imperial Estate (deGruyter: Berlin/New York, 2008) ISBN 978-3-11-019455-5 und ISBN 978-3-11-020859-7

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nova Jerusalém