OL Reign

Time de futebol feminino sediado em Tacoma, Washington

O OL Reign, anteriormente conhecido como Seattle Reign FC, é um clube profissional de futebol feminino com sede em Tacoma, Washington. A equipe compete na National Women's Soccer League (NWSL). Criado em 2012, o time é um dos oito clubes fundadores da NWSL e compete na liga desde sua primeira temporada em 2013. Liderado pela técnica inglesa Laura Harvey, o Reign ganhou dois NWSL Shield (quando o time termina em primeiro lugar na temporada regular) em 2014 e 2015 e foi vice-campeão da liga duas vezes, nesses mesmos anos. A equipe manda seus jogos no Cheney Stadium.

OL Reign
OL Reign.png
Nome OL Reign
Alcunhas Reign
Fundação 19 de dezembro de 2012 (8 anos)
Estádio Cheney Stadium
Capacidade 6,500
Localização Tacoma, Washington
Proprietário OL Groupe (89.5%)
Bill e Teresa Predmore (7.5%)
Tony Parker (3%)
Presidente Bill Predmore
Treinador Farid Benstiti
Competição National Women's Soccer League
Website «olreign.com» (em inglês) 
Temporada atual

Entre 2012 e 2019 era propriedade do Seattle Sounders Football Club. A partir de 2020 passa a ser propriedade do Olympique Lyonnais.

HistóriaEditar

Estabelecimento do timeEditar

Em novembro de 2012, foi confirmado que um time profisional de futebol feminino baseado em Seattle e pertencente à Bill Predmore, havia sido aceito na nova liga americana de futebol feminino profissional, depois batizada de National Women's Soccer League.[1][2] A ex-Diretora Geral do Seattle Sounders Women e Diretora dos Times de Base do Seattle Sounders FC, Amy Carnell foi escolhida para ser a primeira Diretora Geral do novo time.[3]

Temporada inauguralEditar

 
A goleira Hope Solo faz uma defesa durante uma partida contra o Chicago Red Stars em 25 de Julho de 2013 no Starfire Stadium in Tukwila, Washington.

Em 21 de dezembro de 2012, o clube anunciou Laura Harvey como a primeira treinadora do time. Harvey havia sido treinadora dos times femininos do Arsenal e do Birmingham, além de treinadora assistente das seleções femininas inglesas Sub-17, Sub-19 e Sub-23.[4]

Em 11 de janeiro de 2013, como parte do processo de alocação de jogadoras dentro da NWSL, as jogadoras americanas Megan Rapinoe, Amy Rodriguez e Hope Solo, as canadenses Kaylyn Kyle e Emily Zurrer e as mexicanas Teresa Noyola e Jenny Ruiz foram cedidas à equipe de Seattle.[5][6] Em 18 de janeiro, o clube escolheu Christine Nairn, Mallory Schaffer, Kristen Meier e Haley Kopmeyer no Draft Universitário daquele ano.[7][8] Em 4 de fevereiro, foi anunciado que o time havia assinado com mais quatro jogadoras: Kate Deines, Jess Fishlock, Tiffany Cameron, e Lindsay Taylor.[9] Em 7 de fevereiro, durante o Draft Suplementar, o time contratou mais seis jogadoras: Nikki Krzysik, Lauren Barnes, Laura Heyboer, Liz Bogus, Michelle Betos e Kaley Fountain.[10]

 
O time do Seattle Reign FC posa para uma foto antes do jogo contra o Chicago Red Stars em 25 de Julho de 2013

Durante a pré-temporada, ficou claro que o Reign ficaria sem todas as suas três jogadoras da seleção americana durante pelo menos metade da temporada. Amy Rodriguez anunciou que estava grávida de seu primeiro filho e que não iria jogar a temporada inaugural da liga.[11] A goleira Hope Solo ficaria fora da primeira parte da temporada, se recuperando de uma cirurgia no pulso[12] e Megan Rapinoe havia assinado com o time feminino do Lyon por seis meses e perderia ao menos 9 jogos da temporada.[13]

O primeiro jogo oficial do Reign foi em 14 de abril de 2013 contra o Chicago Red Stars e a novata Christine Nairn foi quem marcou o primeiro gol oficial do time, abrindo o placar do jogo. O Red Stars empatou a partida na sequência e o jogo terminou em 1-1.[14] Logo depois, o time perdeu nove partidas seguidas e esse ponto marcado em seu primeiro jogo foi o único ponto que a equipe conseguiu obter nos dez primeiros jogos da temporada. Sem as três jogadoras da seleção americana, o time tinha claras dificuldades para vencer suas partidas, apesar de não ter perdido nenhum jogo por uma grande margem de gols.

Em junho de 2013, Laura Harvey começou a fazer algumas trocas no elenco e a contratar jogadoras internacionais. Com a chegada das novas contratadas e o retorno de Solo e Rapinoe, o time começou a entrar nos eixos e em 23 de junho conseguiu um empate por 1-1 contra o Western New York Flash. O primeiro ponto marcado pelo time em mais de dois meses.[15] A partida iria iniciar uma sequência de seis jogos sem derrotas, acumulando dois empates e quatro vitórias.[16] Após perder para os rivais Portland Thorns FC no último jogo da temporada regular, o Reign terminou sua participação na temporada inaugural da liga em sétimo lugar, com 5 vitórias, 14 derrotas e 3 empates.[17]

Temporada de 2014Editar

Durante a temporada de 2014, o Reign bateu o recorde da liga de mais partidas sem uma derrota, ao ficar 16 jogos sem ser derrotado uma vez sequer. A sequência só terminou na décima sétima rodada da temporada, quando em 12 de julho de 2014, o Reign perdeu por 1-0 para o Chicago Red Stars.[18] O time terminou a temporada regular em primeiro lugar com 54 pontos e ganhou o primeiro NWSL Shield de sua história. Depois de derrotar o Washington Spirit por 2-1 na semi-final o time acabou perdendo pelo mesmo placar para o FC Kansas City na grande final.[19] Devido à ótima campanha, ao final da temporada o time recebeu diversos dos prêmios da liga. Kim Little ganhou a "Chuteira de Ouro" e o prêmio de "Melhor Jogadora do Ano" (MVP).[20][21] Laura Harvey foi escolhida como "Melhor Técnica" do ano[22] e Kendall Fletcher, Jess Fishlock, Little and Nahomi Kawasumi foram incluídas na "Seleção do Ano" (NWSL Best XI), enquanto Hope Solo e as defensoras Lauren Barnes e Stephanie Cox foram escolhidas para a "Segunda Seleção do Ano" (NWSL Second XI).[23]

Temporada de 2015Editar

O Reign terminou a temporada regular de 2015 novamente em primeiro lugar, ganhando o segundo NWSL Shield de sua história.[24] Após derrotar novamente o Washington Spirit na semi-final por 3-0, o time foi outra vez derrotado na grande final pelo FC Kansas City, dessa vez pelo placar mínimo de 1-0. O time de Kansas se sagrou assim bi-campeão da liga.[25] Devido à performance destacada durante toda temporada o Reign abocanhou diversos dos prêmios da liga. Além das indicações de Kim Little, Jess Fishlock e Beverly Yanez para "Melhor Jogadora do Ano" e Lauren Barnes e Kendall Fletcher para "Melhor Defensora do Ano",[26] o clube efetivamente ganhou o prêmio de "Melhor Treinadora do Ano", dado à Laura Harvey pela segunda temporada consecutiva.[27] Além disso, Barnes, Little, Yanez e Fishlock foram incluídas na "Seleção do Ano" (NWSL Best XI team), enquanto Kendall Fletcher, Stephanie Cox, Megan Rapinoe e Keelin Winters foram incluídas na "Segunda Seleção do Ano" (Second XI team).[28]

Temporada de 2016Editar

O Reign terminou a temporada de 2016 em quinto lugar com 8 vitórias, 6 derrotas e 8 empates, não se classificando para os play-offs por apenas dois pontos.[29] A temporada foi complicada para o time devido ao fato de inúmeras jogadoras não estarem disponíveis para jogar principalmente durante o ínicio da temporada devido à contusões. As baixas incluíram Manon Melis, Jess Fishlock e Megan Rapinoe.[30][31][32] No ínicio de julho, Nahomi Kawasumi retornou ao clube marcando dois gols em sua partida de reestréia.[33] No mesmo mês, Rachel Corsie e Haley Kopmeyer sofreram contusões em um jogo contra o Western New York Flash que foi jogado em um campo de beisebol, o que gerou enorme controvérsia.[34][35] O time também sofreu com as mudanças no calendário promovidas pela liga.[36]

No final de julho, o Reign sofreu outra baixa. A goleira da seleção americana Hope Solo, anunciou que se ausentaria do resto da temporada depois de ser suspensa pela Federação de Futebol dos Estados Unidos.[37] Em setembro, a capitã do time, Keelin Winters, anunciou sua aposentadoria após o fim da temporada.[38] Em 17 de outubro, Kim Little anunciou deixaria o time e voltaria para o Arsenal. A treinadora, Laura Harvey disse que a jogadora havia recebido uma "oferta incrível" de um contrato de muitos anos com o Arsenal, mas não deu mais detalhes.[39]

Temporada de 2017Editar

O Reign terminou a temporada regular de 2017 em quinto lugar com 9 vitórias, 7 empates, 8 derrotas e 34 pontos. O time ficou quatro pontos atrás do Chicago Red Stars, último time a se classificar para os play-offs.[40] Em novembro de 2017, Laura Harvey deixou o cargo de treinadora do time.[41] Pouco tempo depois, Vlatko Andonovski foi anunciado como novo treinador da equipe.[42]

Nome, escudo e cores do timeEditar

Em 19 de dezembro de 2012, o nome e o escudo do time foram revelados. As cores do time foram anunciadas como sendo branco, platina, azul e preto. O nome do clube foi escolhido em parte como uma homenagem ao primeiro time esportivo profissional feminino a ser fundado em Seattle, o Seattle Reign, um time de basquete que existiu entre 1996 e 1998 e jogou na extinta American Basketball League. Esse time de basquete por sua vez, foi batizado em homenagem ao seu local de origem, o Condado de King em Washington e como um trocadilho fazendo alusão ao clima chuvoso de Seattle.[43][44]

PatrocinadorEditar

Em abril de 2013, Moda Health foi anunciada com patrocinadora do clube.[45] A companhia se manteve como patrocidora até o fim da temporada de 2015, quando o Reign assinou um acordo de patrocínio com a Microsoft. Como parte do acordo, a equipe também usa tecnologia da Microsoft dentro e fora do campo.[46]

Período Fabricante do uniforme Patrocinador
2013-2015   Nike Moda Health
2016-2018 Microsoft
2019- Zulily

Ano à anoEditar

Temporada Temporada regular da NWSL Posição Playoffs da NWSL Média de público Maior público Total de público
J V D E GA GC Pts
2013 22 5 14 3 22 36 18 Não se classificou 2,306 3,855 25,365 (11 partidas jogadas em casa)
2014 24 16 2 6 50 20 54 NWSL Shield Vice-campeão 3,632 5,957 43,581 (12 partidas jogadas em casa)
2015 20 13 3 4 41 21 43 NWSL Shield Vice-campeão 4,060 6,303 40,595 (10 partidas jogadas em casa)
2016 20 8 6 6 29 21 30 Não se classificou 4,602 5,888 46,018 (10 partidas jogadas em casa)
2017 24 9 8 7 43 37 34 Não se classificou 4,037 6,041 48,449 (12 partidas jogadas em casa)

EstádioEditar

 
Memorial Stadium, a "casa" do Seattle Reign

Durante a temporada inaugural da NWSL, o Reign mandou seus jogos no "Starfire Sports Stadium" em Tukwila, Washington. O estádio está localizado à cerca de 12Kms de distância do centro de Seattle e é usado como local de treino pelo Seattle Sounders FC, além de ser onde o time manda seus jogos da Lamar Hunt U.S. Open Cup. Com capacidade para 4,500 espectadores, o estádio possui sistema de som e cabines para imprensa.[47]

Em fevereiro de 2014, foi anunciado que para as temporadas de 2014 e 2015, o time estaria se mudando para o Memorial Stadium, que fica localizado no Seattle Center.[48] A equipe, no entanto, escolheu continuar jogando no local por mais do que duas temporadas apenas. O estádio utiliza grama artificial que foi instalada em 2013 e possui capacidade para 12,000 espectadores, contudo para a temporada de 2014, apenas 6,000 lugares foram postos à venda por jogo. O estádio já foi a casa do Seattle Sounders entre 1974 e 1975, quando o time jogava a North American Soccer League e em 1995 quando um nova versão do time jogou a A-League.[49]

No final de 2017, o futuro do time em Seattle depois de 2018 foi visto como incerto devido à problemas com o Memorial Stadium. O local não cumpre as regras da liga quanto ao tipo de campo de jogo que entrarão em vigor em 2019. Além disso, o estádio pertence ao Distrito Escolar de Seattle e a organização anunciou planos para construir uma nova escola naquela área da cidade com o estádio sendo o local mais provável da obra. Além disso, o Reign parece não ter nenhuma opção viável para substituir o Memorial Stadium.[50] A equipe acabaria se mudando para o Cheney Stadium em Tacoma, a partir da temporada de 2019. [51]

TorcidaEditar

O primeiro grupo de torcedores organizados formado em apoio ao Seattle Reign foi o "Royal Guard". Fundado por Matt Banks e Kiana Coleman em abril de 2013, eles se tornaram o primeiro grupo de torcedores profissionais de um time feminino na história do estado de Washington.[52][53] As outras torcidas organizadas do time são: Fortune's Favourites e Queen Anne Collective.[54]

RivalidadesEditar

Assim como o Seattle Sounders FC e sua rivalidade com o Portland Timbers, o Reign também cultiva uma longa rivalidade regional com o Portland Thorns FC.[55][56] Em maio de 2015, uma partida entre os dois times em Portland estabeleceu o novo recorde de público da liga, com 21,144 torcedores comparecendo ao estádio.[57]

Depois de perderem duas finais seguidas para o FC Kansas City em 2014 e 2015, após terem terminado a temporada regular em primeiro lugar, o Reign também considerava o time de Kansas como seu rival.[58][59] Contudo, a equipe deixou de existir depois da temporada de 2017 e o ex-técnico do FC Kansas City, Vlatko Andonovski, agora é técnico do Reign.

Donos e diretores do timeEditar

O Seattle Reign pertence à Bill e Teresa Predmore.[60] Bill Predmore é o CEO da POP, uma agência de marketing digital baseada em Seattle.[61] Sua esposa Teresa, jogou futebol feminino pela Universidade Estadual do Oregon e o esporte é uma de suas grandes paixões.[62]

Antes da temporada inaugural da NWSL, Amy Carnell foi contratada como Diretora Geral do clube. Após a primeira semana da temporada regular, Carnell pediu demissão do cargo, citando "razões pessoais" e a treinadora Laura Harvey assumiu a posição, permanecendo como técnica e Diretora Geral da equipe, assim como tinha feito em sua passagem pelo time feminino do Arsenal da Inglaterra.[63]

Após a temporada de 2017, Harvey pediu demissão de ambos os cargos que ocupava e Vlatko Andonovski assumiu o cargo de treinador da equipe.[64] Harvey e Andonovski são os dois treinadores mais bem sucedidos da história da liga, acumulando juntos três troféus de melhor técnico do ano e quatro troféus da liga. Além disso, Andonovski foi o único que recebeu o endosso de Harvey para substituí-la como técnico do Reign.[65]

A partir da temporada de 2018, a empresa Force 10 Sports Management, LLC passou a gerenciar a venda de ingressos e serviços para o time. A companhia também é dona e opera o Seattle Storm, um time de basquete profissional feminino que joga na WNBA.[66]

Transmissão dos jogosEditar

Entre 2013 e 2016, as partidas do Seattle Reign eram transmitidas por streaming pelo Bootstrapper Studios via Youtube. Os jogos eram narrados pelo Diretor de Esportes da KOMO News Radio, Tom Glasgow, com comentários de Lesle Gallimore, técnica de futebol feminino da Universidade de Washington.[69] Durante a temporada de 2013, um número seleto de jogos foram transmitidos pela Fox Sports.[70] Durante a temporada de 2014, várias partidas do time foram transmitidas pela ESPN.[71]

Em março de 2015, o time se tornou uma das primeiras equipes esportivas profissionais a usar a recém lançada app Periscope, para transmitir um amistoso da pré-temporada contra o time da Universidade de Portland.[72] Em 2015, seis jogos da temporada regular da equipe e os jogos dos play-offs foram transmitidos pela Fox Soccer.[73] A partida final da temporada entre o Reign e o FC Kansas City, bateu o recorde de audiência da liga até aquele momento, com uma média de 167,000 telespectadores assistindo ao jogo que foi transmitido pela Fox Sports 1, um aumento de 7% em comparação com a final de 2014, transmitida pela ESPN2.[74] O recorde permaneceu até a final de 2016, quando uma média de 180,000 telespectadores assistiu a partida entre Western New York Flash e Washington Spirit.[75]

A partir de abril de 2017, todos os jogos do Thorns são transmitidos com exclusividade para o público americano via streaming pelo Go90 e para o público internacional através do site da NWSL.[76] Como parte do acordo de três anos entre a NWSL e a A&E Networks, o canal Lifetime transmite um jogo da liga por semana aos sábados à tarde, em um programa chamado "Jogo da Semana da NWSL".[77][78] Na temporada de 2017, quatro partidas do Reign foram transmitidas nacionalmente no "Jogo da Semana" em 27 de maio, 8 de julho, 26 de agosto e 9 de setembro de 2017. Na temporada de 2018, pelo menos três partidas do clube serão transmitidas nacionalmente no "Jogo da Semana" em 5 de maio, 21 de julho, 11 de agosto de 2018.[79]

Jogadoras e comissão técnicaEditar

Elenco atualEditar

  • Elenco atualizado em 16 de Julho de 2018.[80]
Goleiras
1   Lydia Williams
18   Michelle Betos
Defensoras
2   Yael Averbuch
3   Lauren Barnes
4   Megan Oyster
7   Steph Catley
8   Theresa Nielsen
19   Kristen McNabb
21   Christen Westphal
24   Alyssa Kleiner
Meio-campistas
6   Allie Long
10   Jess Fishlock
11   Elizabeth Addo
12   Morgan Andrews
20   Rumi Utsugi
Atacantes
5   Kiersten Dallstream
9   Nahomi Kawasumi
13   Adriana Leon
14   Jodie Taylor
15   Megan Rapinoe
16   Jaycie Johnson
17   Beverly Yanez
22   Jasmyne Spencer
Técnico
  Farid Benstiti

Comissão TécnicaEditar

Vlatko Andonovski é o atual treinador da equipe.[81]

Nome Função
* Vlatko Andonovski Treinador
* Sam Laity Auxiliar técnico
* Milan Ivanovic Auxiliar técnico
* Nick Leman Diretor de alta performance
* David Beauchene Treinador Físico Chefe


Estátisticas e recordes das jogadorasEditar

Essas estátisticas incluem apenas jogos da temporada regular da NWSL. Jogadoras em negrito ainda jogam pelo clube. Números atualizados em 8 de novembro de 2017.[82]

CapitãesEditar

Anos como capitã Jogadora Período Apps. Gols
2013–2016   Keelin Winters 2013–2016 83 6
2017–   Jess Fishlock 2013– 98 24
2017–   Lauren Barnes 2013– 107 2

Referências

  1. Mayers, Joshua. «Seattle will have team in new women's professional league owned by Bill Predmore». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  2. Mayers, Joshua. «A stop and chat with Bill Predmore, owner of the new women's pro team in Seattle». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  3. «Sounders Women hire Carnell as General Manager». Seattle Sounders FC. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  4. Mayers, Joshua. «Reign FC hires Laura Harvey of the Arsenal Ladies as its first head coach». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  5. «Player distribution sees NWSL take shape». FIFA.com. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  6. Bell, Jack. «Goal Goal The New York Times Soccer Blog New Women's League Allocates Players». The New York Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  7. Tannenwald, Jonathan. «Penn State women's soccer star Christine Nairn drafted by National Women's Soccer League's Seattle Reign». The Inquirer. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  8. Oshan, Jeremiah. «NWSL College Draft, results: Red Stars pick Zakiya Bywaters No. 1». SB Nation. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  9. Oshan, Jeremiah. «Seattle Reign sign four free agents: Kate Deines, Jess Fishlock, Tiffany Cameron, Lindsay Taylor». Sounder at Heart. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  10. «Results: Ochs taken first in NWSL Supplemental Draft». The Equalizer. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  11. «Amy Rodriguez to Miss 2013 Reign Season to Have a Child». Sounder at Heart. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  12. Oshan, Jeremiah. «Seattle Reign's Hope Solo will miss 3-4 months after wrist surgery». Sounder at Heart. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  13. Borden, Sam. «A U.S. Soccer Star's Declaration of Independence». The New York Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  14. «RED STARS TIE REIGN FC 1-1 IN HOME OPENER». NWSL. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  15. «Seattle Reign FC sign australian WNT co-captain Emily Van Egmond». NWSL News. Consultado em 20 de Julho de 2018. Arquivado do original em 4 de fevereiro de 2014 
  16. Mayers, Joshua. «Reign FC's unbeaten streak ends at six following 2-0 loss to FC Kansas City». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  17. Mayers, Joshua. «Reign FC closes first NWSL season with loss to Portland, finishes with 5-14-3 record». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  18. «Seattle Reign FC sees unbeaten streak end at 16». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  19. Bird, Liviu. «FC Kansas City beats Seattle Reign to win NWSL championship». Sports Illustrated. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  20. Kirkpatrick, Sarah. «Reign FC midfielder Kim Little awarded NWSL Golden Boot». Seattle PI. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  21. Pentz, Matt. «Reign's Kim Little is named league MVP». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  22. Pentz, Matt. «Seattle's Laura Harvey named NWSL coach of the year». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  23. «NWSL ANNOUNCES 2014 BEST XI». NWSL. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  24. «Seattle Reign win NWSL Shield for 2nd straight season». Espn. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  25. Goldberg, Jamie. «NWSL Championship Game: FC Kansas City 1, Seattle Reign 0 - Live chat and updates recap». The Oregonian. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  26. Rantz, Susie. «Seattle Reign represented heavily in NWSL Awards». Sounder at Heart. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  27. Pentz, Matt. «Reign FC's Laura Harvey named NWSL Coach of the Year for second straight season». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  28. Rantz, Susie. «Four Seattle Reign players make NWSL Best XI squad». Sounder at Heart. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  29. «NWSL 2016». Soccer Way. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  30. Rantz, Susie. «Seattle Reign's Manon Melis suffers tibia fracture». Sounder at Heart. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  31. Rantz, Susie. «Jess Fishlock out 4-6 weeks with tibia fracture». Sounder at Heart. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  32. «One day at a time». Megan Rapinoe. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  33. Gowdy, Kristen. «Nahomi Kawasumi scores two goals in return as Seattle Reign beats Boston Breakers, 2-0». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  34. «Narrowing the field: NWSL game played on 58-yard wide pitch». ESPN. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  35. Cristobal, Jacob. «Seattle Reign Players Sound Off On Playing On 'Unacceptable' Field». Sounder at Heart. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  36. «NWSL reveals 2016 schedule with slight imbalance». The Equalizer. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  37. «Hope Solo takes leave of absence from Seattle Reign in wake of U.S. Soccer suspension». Los Angeles Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  38. Pentz, Matt. «Seattle Reign captain Keelin Winters to retire at the end of this NWSL season». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  39. Pentz, Matt. «Kim Little transfers from Seattle Reign to Arsenal Ladies». The Seattle Times. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  40. «Reign FC Complete Comeback to Close 2017 Season». The Bold. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  41. «Laura Harvey: Former Arsenal Ladies boss resigns as head coach of Seattle Reign». BBC. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  42. «Vlatko Andonovski Welcomes New Challenge». The Bold. Consultado em 20 de Julho de 2018 
  43. Mayers, Joshua. «Seattle's professional women's soccer team will be called Reign FC». The Seattle Times. Consultado em 24 de Julho de 2017 
  44. Oshan, Jeremiah. «Seattle's NWSL team will be named Seattle Reign FC». Sounder at Heart. Consultado em 24 de Julho de 2017 
  45. Oshan, Jeremiah. «Reign announce shirt sponsor, admit ticket sales not as brisk as hoped». Sounder at Heart. Consultado em 24 de Julho de 2017 
  46. Soper, Taylor. «Microsoft inks deal with Seattle Reign soccer team for jersey sponsorship». Geekwire. Consultado em 24 de Julho de 2017 
  47. Bird, Liviu. «Seattle Reign FC announces Starfire Stadium as home venue». The Equalizer. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  48. Oshan, Jeremiah. «Reign will play home games at Memorial Stadium in 2014 and beyond». Sounder at Heart. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  49. Mayers, Joshua. «Reign FC confirms its new home will be Seattle Memorial Stadium». The Seattle Times. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  50. Farley, Richard. «Will Reign FC thrive, or just survive? The NWSL's cloudy future in Seattle». FourFourTwo. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  51. Predmore, Bill; Predmore, Teresa (30 de Janeiro de 2019). «An Open Letter to the Fans and Supporters of Seattle Reign FC from the owners». Sounder at Heart. Consultado em 31 de Janeiro de 2019 
  52. «Royal Guard's first decree: supporting Seattle Reign FC». Goal WA. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  53. «North American Supporters Group Archive: NWSL». MLS. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  54. Rantz, Susie. «7 reasons you should attend a Seattle Reign match». Sounder at Heart. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  55. Dubov, Alex. «Thorns-Reign: A rivalry by any other name». Portland Thorns FC. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  56. Blue, Molly. «Tobin Heath out, Christine Sinclair in for Portland Thorns vs. Seattle Reign». The Oregonian. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  57. «Reign-Thorns draws NWSL-record crowd of 21,144». ESPN. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  58. Murray, Caitlin. «NWSL final: Seattle Reign hope ruthlessness can kill off FC Kansas City». The Guardian. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  59. Ridgway, Martha. «Seattle Reign FC and FC Kansas City Team up for Athlete Ally's EveryFan Campaign». Athlete Ally. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  60. Solo, Hope. «Back Home». HopeSolo.com. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  61. Cook, John. «Advance Publications buys Seattle digital agency POP». Geekwire. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  62. Brodeur, Nicole. «Bill Predmore: 'My goal is to build the best women's club in the world'». The Seattle Times. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  63. a b c Oshan, Jeremiah. «Amy Carnell out as Seattle Reign GM, Laura Harvey assumes role». Sounder at Heart. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  64. «Laura Harvey Steps Down as Head Coach and GM; Vlatko Andonovski Named Head Coach of Reign FC». The Bold. Consultado em 25 de Julho de 2018 [ligação inativa]
  65. «Laura Harvey and Vlatko Andonovski Discuss the Future of Reign FC». The Bold. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  66. «Seattle Reign FC Partners with Force 10 Sports Management to Manage Ticket Sales and Service». The Bold. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  67. Apenas jogos da temporada regular
  68. «Laura Harvey Leaves Legacy with Reign FC». The Bold. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  69. «Reign FC Home Opener Tonight». Our Sports Central. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  70. «NWSL and FSMG Announce National Television Rights Agreement». Fox Sports. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  71. Inacio, Cassie. «NWSL AND ESPN ANNOUNCE NATIONAL BROADCAST AGREEMENT». World Sports Show. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  72. Pramuk, Jacob. «What Meerkat, Periscope mean for sports broadcasts». CNBC. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  73. «NWSL and FOX Sports announce national broadcast dea». Timbers.com. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  74. Kennedy, Paul. «TV Report: NWSL viewers up for final, down for season». Soccer America. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  75. Werner, Collin. «Viewing numbers for soccer games on US TV for week of Sept. 9-11, 2016». Sports Media Watch. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  76. Anderson, Jason. «NWSL, go90 announce exclusive streaming partnership». Black & Red United. Consultado em 29 de Junho de 2018 
  77. Schwindt, Oriana. «A+E Networks, National Women's Soccer League Ink Major Deal». Variety. Consultado em 29 de Junho de 2018 
  78. Hipes, Patrick. «Lifetime To Air National Women's Soccer League Games As A+E Networks Kicks In For Equity Stake». DeadLine. Consultado em 29 de Junho de 2018 
  79. «2018 NWSL Game of the Week Broadcast Schedule». Lifetime. Consultado em 25 de Julho de 2018 
  80. «Seattle Reign FC (roster)». Seattle Reign FC. Consultado em 18 de Julho de 2018 
  81. «Seattle Reign FC Announce Preseason Roster». The Bold. Consultado em 18 de Julho de 2018 
  82. «NWSL Statistics». NWSL. Consultado em 25 de Julho de 2018 

Ligações externasEditar