Abrir menu principal

Wikipédia β

O Êxtase de Santa Teresa

O Êxtase de Santa Teresa
Autor Gian Lorenzo Bernini
Data 1647-1652 (366 anos)
Técnica Escultura em Mármore
Localização Igreja de Santa Maria della Vittoria, Roma

O Êxtase de Santa Teresa ou a Transverberação de Santa Teresa (1647–1652) é uma escultura de Gian Lorenzo Bernini, um dos maiores escultores do século XVII, representando a experiência mística de Santa Teresa de Ávila trespassada por uma seta de amor divino por um anjo, realizada para a capela do cardeal Federico Cornaro. A madre Teresa de Jesus, nascida Teresa de Cepeda y Ahumada morreu em Alba de Tormes em 4 de Outubro de 1582.

Esculpida durante o período de 1645-1652, seguindo as tendências do estilo barroco, ela se encontra em um nicho em mármore e bronze dourado na Capela Cornaro, Igreja de Santa Maria della Vittoria, Roma. É considerada uma das maiores obras-primas do Barroco. A beleza da obra se deve ao uso da iluminação e da fidelidade da escultura, que conferem à obra sensibilidade, pois o escultor aplicava em suas esculturas o uso de corpos alongados, gestos expressivos, expressões mais simples porém mais emocionadas.

Bernini seguia as determinações da Igreja Católica Romana, que diziam que a arte religiosa deveria ser inteligível e realista, e servir, acima de tudo, como um estímulo emocional à religiosidade. Bernini serviu a Cidade do Vaticano durante muito tempo, criando esculturas feitas por pedido.

Índice

ComissãoEditar

Todo o conjunto foi supervisionado e completado por um Bernini maduro durante o papado de Inocêncio X. Quando Inocêncio aderiu ao trono papal, ele evitou os serviços artísticos de Bernini; o escultor foi o artista favorito do anterior e libertino Papa Barberini. Sem o patrocínio papal, os serviços do ateliê de Bernini estavam, portanto, à disposição de um patrono como o cardeal veneziano Federico Cornaro (1579-1653).

Cornaro escolheu a igreja das Carmelitas Descalças, que até então era pouco notável, para sua capela funerária. O local escolhido para a capela foi o transepto esquerdo, que anteriormente tinha uma imagem de 'São Paulo em Êxtase', que foi substituída pela dramatização de Bernini de uma experiência religiosa sofrida e relatada pela primeira santa carmelita descalça, que havia sido canonizada não muito tempo antes, em 1622. [2] Foi completada em 1652 pela então principesca soma de 12.000 escudos.[1]

O grupo escultórico e sua ambientaçãoEditar

As duas figuras escultóricas centrais, a da freira desmaiada e o anjo com a lança, derivam de um episódio descrito por Teresa de Ávila, uma mística reformadora e freira carmelita descalça de clausura. Em sua autobiografia, "A Vida de Teresa de Jesus" (1515-1582), sua experiência de êxtase religioso em seu encontro com o anjo é descrita da seguinte maneira:

Eu vi em sua mão uma longa lança de ouro e, na ponta, o que parecia ser uma pequena chama. Ele parecia para mim estar lançando-a por vezes no meu coração e perfurando minhas entranhas; quando ele a puxava de volta, parecia levá-las junto também, deixando-me em chamas com o grande amor de Deus. A dor era tão grande que me fazia gemer; e, apesar de ser tão avassaladora a doçura desta dor excessiva, não conseguia desejar que ela acabasse. A alma está satisfeita agora, com nada menos que Deus. A dor não é corporal, mas espiritual; embora o corpo tenha sua parte nela. É uma carícia de amor tão doce que agora acontece entre a alma e Deus, eu oro a Deus por Sua bondade para fazê-lo experimentar naqueles que podem pensar que estou mentindo.
 
Santa Teresa de Ávila.

O grupo é iluminado por luz natural filtrada através de uma janela escondida na cúpula da edícula circundante, e é ressaltada por raios de estuque dourado. Teresa é mostrada deitada em uma nuvem, indicando que esta é uma aparição divina que estamos testemunhando. Outras testemunhas aparecem nas paredes laterais; retratos em alto relevo e tamanho real de membros masculinos da família Cornaro. O cardeal Federico Cornaro e o Doge Giovanni I Cornaro estão presentes e discutem o evento em "camarotes", como se estivessem no teatro. Embora as figuras sejam executadas em mármore branco, a edícula, os painéis de parede e os camarotes de teatro são feitos de mármores coloridos. Acima, a abóbada da Capela é pintada em afresco, com um céu ilusionista cheio de querubins com a luz do Espírito Santo alegorizada como uma pomba.

O historiador de arte Rudolf Wittkower escreveu:

Apesar do caráter pictórico do desenho como um todo, Bernini diferenciou entre vários graus de realidade, e os membros da Capela Cornaro parecem estar vivos como nós. Eles pertencem ao nosso espaço e ao nosso mundo. O evento sobrenatural da visão de Teresa é elevado a uma esfera própria, removida da visão do observador principalmente em virtude do dossel isolante e da luz celestial.[2]

InterpretaçõesEditar

Os efeitos são teatrais,[3] a família Cornaro parece observar a cena de seus camarotes,[4] e a capela ilustra um momento em que a divindade entra em um corpo terreno. Caroline Babcock fala da fusão de prazer sensual e espiritual de Bernini no agrupamento "orgiástico" como intencional e influente em artistas e escritores da época.[5] Irving Lavin disse que "a transverberação se torna um ponto de contato entre a terra e o céu, entre matéria e espírito".[6] Como ressalta Franco Mormando, biógrafo de Bernini, embora o ponto de partida de Bernini para descrever a experiência mística de Teresa fosse sua própria descrição, havia muitos detalhes sobre a experiência que ela nunca especificou (por exemplo, a posição de seu corpo) e que Bernini simplesmente criou de sua própria imaginação artística, tudo com o objetivo de aumentar a carga quase transgressivamente sensual do episódio: "Certamente nenhum outro artista, ao interpretar a cena, antes ou depois de Bernini, ousou tanto em transformar a aparência da santa".[7]

Trabalhos similares de BerniniEditar

InfluênciasEditar

  • Escultura de Stefano Maderno de Santa Cecília, na igreja homônima (1600).
  • Santa Rosa de Lima, de Melchiorre Caffà (1665) e sua Assunção de Santa Catarina.
  • Francisco Aprile e Sant'Anastasia de Ercole Ferrata em sua igreja homônima em Roma.
  • O grupo underground tcheco de maior sucesso internacional, o Êxtase de Santa Teresa, nomeou-se depois da escultura.
  • Angels & Demons, o romance de Dan Brown, que lista a escultura como o terceiro "Altar of Science" dos Illuminati da ficção.
  • A escultura é o tema da música "The Lie" do álbum de Peter Hammill, The Silent Corner e Empty Stage.[8]
  • Em Infinite Jest, de David Foster Wallace, a escultura desempenha um papel na filmografia de James O. Incandenza, Jr. Wallace também alude a ela em três cenas adicionais envolvendo Joelle.[9]
  • O artista de rua Banksy usou a imagem de Santa Teresa em uma de suas obras, embora tenha removido a figura angélica e adicionado uma refeição de fast food.[10]
  • A escultura e a sua imagem são frequentemente referidas no romance Cutting For Stone de Abraham Verghese.

GaleriaEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre O Êxtase de Santa Teresa

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

  • Hibbard, Howard. Bernini. [S.l.: s.n.] 
  • Robert Harbison (2000). «The Case for Disruption». Reflections on Baroque. [S.l.]: The University of Chicago Press. pp. 1–32 
  • Bruce Boucher (1998). Thames & Hudson, World of Art, ed. Italian Baroque Sculpture. [S.l.: s.n.] pp. 134–143 
  • Bernini biography (click on "Ecstasy of St Teresa")
  1. Corresponding to c. $120,000 Italian Baroque Sculpture : Books : Thames & Hudson
  2. Wittkower, Rudolf. Art and Architecture in Italy 1600–1750, Pelican History of Art, 1980, p. 160
  3. Thomas H. Greer, Gavin Lewis. A Brief History of the Western World. Thompson 2005 p 392
  4. «Bernini, Ecstasy of Saint Teresa». Khan Academy 
  5. caroline babcock. «Caroline Babcock». academia.edu 
  6. Boucher, B. p138.
  7. Franco Mormando, 'Bernini: His Life and His Rome' (Chicago: University of Chicago Press, 2011), 164.
  8. «Archived copy». Consultado em 20 de outubro de 2011.. Arquivado do original em 25 de abril de 2012 
  9. «A Field Guide to Occurrences of Bernini's Ecstasy of St. Teresa in Infinite Jest - Infinite Detox». Infinite Detox 
  10. «Banksy». banksy.co.uk