Abrir menu principal

O Abismo Prateado

filme de 2011 dirigido por Karim Aïnouz
O Abismo Prateado
The Silver Cliff (USA)
Pôster promocional do filme no Brasil.
 Brasil
2013 •  cor •  83 min 
Direção Karim Aïnouz
Produção Rodrigo Teixeira
Luiz Affonso Otero
Pedro Paulo Magalhães
Roteiro Beatriz Bracher
Karim Aïnouz
Elenco Alessandra Negrini
Alice Borges
Camila Amado
Carla Ribas
Gabi Pereira
Milton Gonçalves
Otto Jr.[1]
Gênero drama
Música Tejo Damasceno, Rica Amabis, Dustan Gallas
Cinematografia Mauro Pinheiro Jr.
Direção de fotografia Mauro Pinheiro Jr., ABC
Figurino Kika Lopes
Edição Isabella Monteiro de Castro
Companhia(s) produtora(s) RT Features
Distribuição Vitrine Filmes
Lançamento 26 de abril de 2013
Idioma português
Orçamento R$ 3,5 milhões[2]
Página no IMDb (em inglês)

O Abismo Prateado é um filme brasileiro de drama dirigido por Karim Aïnouz e roteirizado por Beatriz Bracher.[1] O filme teve sua primeira estreia na mostra Quinzena dos Realizadores no Festival de Cinema de Cannes em 2011,[3] e Alessandra Negrini ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Havana pelo seu papel no mesmo ano.

SinopseEditar

Violeta (Alessandra Negrini) é uma dentista e tem um filho adolescente (João Vitor da Silva) com Djalma (Otto Jr.), com quem é casada há 14 anos. Ela havia acabado de se mudar para um apartamento em Copacabana, e após uma pausa na sua clínica ela encontra uma mensagem na secretária do celular de seu marido, dizendo que está lhe deixando e irá morar em Porto Alegre.

ElencoEditar

ProduçãoEditar

DesenvolvimentoEditar

Rodrigo Teixeira, produtor do filme, procurava fazer um filme baseado em uma das músicas do cantor de MPB Chico Buarque, e a escolhida foi "Olhos nos Olhos".[4] Sendo o quarto filme dirigido por Karim Aïnouz, ele diferencia dos outros filmes do diretor, em que se encontra no atualmente dos personagens, ao contrário de filmes anteriores.[4] Ele também disse que imaginou uma personagem contida na música, já que por autoria própria ele decidiu não perguntar o autor da música identificações desta pessoa.[2]

LançamentoEditar

O filme teve sua primeira estreia no Festival de Cinema de Cannes na mostra Quinzena dos Realizadores em 2011 e sua estreia comercialmente no Brasil em 26 de março de 2013.[5]

RecepçãoEditar

CríticaEditar

Francisco Russo do site AdoroCinema pontuou o filme com três estrelas e meia de cinco, dizendo que a canção tema do filme é dura e esperançosa e que a atuação de Alessandra Negrini foi corajosa, pois o personagem passa por uma troca rápida de reação.[6] David Rooney do The Hollywood Reporter comentou que o filme apesar das poucas palavras ele passa uma informação rica e bonita. Ele também acrescentou que na ida a procura de seu marido pelas ruas da cidade as luzes parecem "sacudi-la e acalmá-la de alguma forma."[7]

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref
2011 Festival de Havana Melhor Atriz Alessandra Negrini Venceu [8]
Melhor Trilha Sonora Waldir Xavier, Ricardo Cutz, Leandro Lima Venceu [8]
Melhor Cinematografia Mauro Pinheiro Jr. Venceu [8]
Segundo Prêmio Coral Karim Ainouz Venceu [9]
Festival do Rio Première Brazil Melhor Diretor
Karim Ainouz
Venceu [10][11]

Referências

  1. a b «O Abismo Prateado». Festival do Rio. Consultado em 26 de abril de 2013 [ligação inativa]
  2. a b Assis, Diego (17 de maio de 2011). «Karim Aïnouz e Alessandra Negrini lançam 'Abismo prateado' em Cannes». G1. Globo.com. Consultado em 26 de abril de 2013 
  3. «'Foi um filme difícil', diz Alessandra Negrini sobre 'O abismo prateado'». G1. Globo.com. 11 de abril de 2013. Consultado em 26 de abril de 2013 
  4. a b Barbosa, Neusa (25 de abril de 2013). «ESTREIA-Alessandra Negrini vive mulher em crise em "O Abismo Prateado"». CineWeb. Reuters. Consultado em 26 de abril de 2013 
  5. «O Abismo Prateado - Filme 2011». AdoroCinema. AlloCiné. Consultado em 26 de abril de 2013 
  6. Russo, Francisco. «O Abismo Prateado: Criticas». AdoroCinema. AlloCiné. Consultado em 26 de abril de 2013 
  7. Rooney, David (17 de maio de 2011). «The Silver Cliff: Cannes 2011 Review». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 26 de abril de 2013 
  8. a b c Seragusa, Fabiana (23 de abril de 2013). «Filme inspirado em canção de Chico Buarque é "quase de terror", diz diretor». Guia Folha. Folha de S. Paulo. Consultado em 26 de abril de 2013 
  9. «Cinema brasileiro domina premiação do Festival de Havana». Pipoca Moderna. R7. 12 de dezembro de 2011. Consultado em 26 de abril de 2013. Arquivado do original em 14 de setembro de 2013 
  10. Morisawa, Mariana (13 de outubro de 2011). «"O Abismo Prateado" é forte candidato a prêmios». Último Segundo. Internet Group. Consultado em 26 de abril de 2013 
  11. «Première Brasil: And the Winners for 2011 were…». Festival do Rio. 19 de outubro de 2011. Consultado em 26 de abril de 2013. Arquivado do original em 6 de julho de 2013 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.