Abrir menu principal


O Bebedor de absinto
Autor Édouard Manet
Data 1859
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 180.5  × 105.6 
Localização Ny Carlsberg Glyptotek, Copenhaga

O Bebedor de absinto (Le Buveur d'absinthe) é uma pintura do pintor francês Manet de 1859. É a primeira obra original do artista, ainda jovem na época. O estilo claramente realista e prosaico da tela representa simbolicamente uma verdadeira ruptura com a formação recebida por Manet do seu antigo mestre, Thomas Couture. Há também a influência muito forte da pintura espanhola, especialmente de Velasquez e do seu quadro Menipo.

O caracter audacioso deste trabalho permitiu convencer Baudelaire do talento de seu jovem amigo.

Apresentação da obra pelo MuseuEditar

Na página do museu Ny Carlsberg Glyptotek, a cujo acervo pertence esta obra de Manet, faz-se a seguinte apreciação da obra:[1]

"Retratos de corpo inteiro eram tradicionalmente reservados para membros da aristocracia e da realeza, mas Manet substituiu-os com algo tão duvidoso como um vagabundo bêbado. Ironicamente, este homem veste uma capa e uma cartola como se pertencesse aos escalões superiores da sociedade.

Manet foi de grande importância para o avanço moderno na arte figurativa com motivos tais como este e porque a sua técnica de pintura era radicalmente diferente dos ideais oficiais do tempo.

Em vários pontos a superfície da pintura não é lisa e as pinceladas individuais são visíveis, as sombras na parede não são consistentes com a figura e as pernas estão ligadas ao seu corpo de forma curiosa."

Referências

  1. Nota sobre a obra na página do Museu Ny Carlsberg Glyptotek[1] Arquivado em 20 de janeiro de 2013, no Wayback Machine.

Ver tambémEditar

NotasEditar