Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O Cobrador
Autor(es) Rubem Fonseca
Idioma Português
País  Brasil
Arte de capa Victor Burton
Editora Editora Nova Fronteira
Lançamento 1979
Páginas 182

O Cobrador é um livro de contos do escritor brasileiro Rubem Fonseca publicado pela primeira vez em 1979.[1]


Suas obras dentro deste formato costumam ser mais valorizadas pela crítica do que seus romances.

Estão presentes no livro os textos Almoço na Serra no Domingo de Carnaval, O Jogo do Morto e HMS Cormorant em Paranaguá.

O escritor usa uma narrativa agressiva, com forte realismo, para retratar o submundo do crime e da violência sexual no Rio de Janeiro da década de 1970.

SinopseEditar

Os contos reunidos neste livro expressam as virtudes que consagraram Rubem Fonseca como um mestre da narrativa curta. À excepção de "O jogo morto", é o personagem principal que relata cada uma das histórias, seja o advogado culto e sofisticado do Rio de Janeiro contemporâneo (em "Mandrake"), ou o soldado que chafurda no sangue e na lama, combatendo na região do Chaco (em "A caminho de Assunção"), ou ainda o bandido com perfil revolucionário que sai pelo mundo cobrando uma impagável dívida social (em "O cobrador"). Em todas essas e nas outras histórias, o estilo de Rubem Fonseca, ao dar voz aos personagens narradores, cria situações que podem conter desde uma insuportável amargura até um lirismo comovente.[2]

Referências

  1. Portal Vermelho (25 de setembro de 2015). «Rubem Fonseca: O Cobrador». Consultado em 29 de junho de 2019 
  2. Sinopse do livro pela Editora, [1]
  Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.