O Jogo da Imitação

filme de 2014 dirigido por Morten Tyldum
O Jogo da Imitação
The Imitation Game
Cartaz para divulgação do filme no Brasil
 Estados Unidos[1][2]
 Reino Unido[2][1]
2014 •  cor •  114[3] min 
Direção Morten Tyldum
Produção Nora Grossman
Ido Ostrowsky
Teddy Schwarzman
Roteiro Graham Moore
Baseado em Alan Turing: The Enigma
de Andrew Hodges
Elenco Benedict Cumberbatch
Keira Knightley
Matthew Goode
Charles Dance
Rory Kinear
Mark Strong
Gênero
Música Alexandre Desplat
Cinematografia Óscar Faura
Edição William Goldenberg
Companhia(s) produtora(s) Black Bear Pictures
Bristol Automotive
Distribuição Reino Unido StudioCanal
Estados Unidos The Weinstein Company
Lançamento Reino Unido 14 de novembro de 2014
Estados Unidos 28 de novembro de 2014
Portugal 15 de janeiro de 2015
Brasil 5 de fevereiro de 2015
Idioma inglês
alemão
Orçamento US$ 15 milhões[4]
Receita US$ 227 774 226[5]
Site oficial

The Imitation Game (bra/prt: O Jogo da Imitação)[4][2][6][1] é um filme britano-estadunidense de 2014, dos gêneros suspense e drama histórico-biográfico, dirigido por Morten Tyldum, com roteiro de Graham Moore baseado no livro biográfico Alan Turing: The Enigma, de Andrew Hodges, por sua vez inspirado na vida do criptoanalista britânico Alan Turing.[7]

Depois de uma licitação disputada por seis estúdios, os direitos de distribuição de O Jogo da Imitação foram adquiridos pela The Weinstein Company por 7 milhões de dólares em fevereiro de 2014, o valor mais alto já pago por direitos de distribuição dos Estados Unidos na Europeu Film Market.[8] O longa teve sua estreia mundial no 41º Telluride Film Festival, em agosto de 2014. Ele também lançado na 39ª Toronto International Film Festival, em setembro, onde ganhou o "Prêmio Escolha Popular de Melhor Filme",[9] o maior prêmio do festival.

Prêmios e indicaçõesEditar

Prêmio Categoria Recipiente Resultado
Oscar 2015 Melhor roteiro adaptado Graham Moore Venceu[10]
Melhor filme Indicado[10]
Melhor direção Morten Tyldum Indicado[10]
Melhor ator Benedict Cumberbatch Indicado[10]
Melhor atriz coadjuvante Keira Knightley Indicado[10]
Melhor edição Indicado[10]
Melhor design de produção Indicado[10]
Melhor trilha sonora Alexandre Desplat Indicado[10]
Globo de Ouro 2015 Melhor ator - drama Benedict Cumberbatch Indicado[11]
Melhor filme - drama Indicado[11]
Melhor ator coadjuvante Keira Knightley Indicado[11]
Melhor roteiro Graham Moore Indicado[11]
Melhor trilha sonora Alexandre Desplat Indicado[11]

ElencoEditar

SinopseEditar

Governo do Reino Unido arregimenta, durante a Segunda Guerra Mundial, uma turma de cientistas para decifrar o código Enigma, usado pelos oficiais alemães para enviar mensagens aos submarinos. Entre os cientistas está o matemático Alan Turing, que não consegue se relacionar com os colegas, porém em pouco tempo está liderando a turma na construção de uma uma máquina que analise todas as variações do Enigma a tempo de os britânicos se anteciparem.[4]

ProduçãoEditar

Antes de Cumberbatch aderir ao projeto, a Warner Bros comprou os direitos do filme por supostos sete dígitos, valor justificado pois Leonardo DiCaprio teria demonstrado interesse em interpretar Alan Turing. No final, DiCaprio não veio a se juntar ao projeto e os direitos do roteiro foram revertidos para o roteirista e em seguida foram adquiridos pela Black Bear Pictures. Vários diretores foram considerados durante o desenvolvimento, incluindo Ron Howard e David Yates. Em dezembro de 2012, foi anunciado que o norueguês Morten Tyldum iria dirigir o longa, sendo sua estreia na direção de um filme em língua inglesa.[18]

A The Weinstein Company adquiriu o filme por 7 milhões de dólares em fevereiro de 2014, o valor mais alto já pago por direitos de distribuição dos Estados Unidos no European Film Markethttps:.[19] O filme também faz parte do Tribeca Film Festival's Sloan Filmmaker,[20] que concede à cineastas financiamento e orientação com relação a filmes inovadores que estão preocupados com a ciência, matemática e tecnologia.

O título do filme refere-se ao teste proposto por Turing com o mesmo nome, que ele discutiu com seu papel na inteligência artificial em 1950, intitulado "Computing Machinery and Intelligence".[21] O documento abre-se:. "Eu proponho considerar a questão: máquinas podem pensar? 'Isso deve começar com definições do significado dos termos 'máquina' e 'pensar' ".

Precisão históricaEditar

O diretor Morten Tyldum e o roteirista Graham Moore defenderam que O Jogo da Imitação não buscava ser um relato preciso da história de Turing e a quebra do Enigma, apenas ser uma versão que retratasse a história de forma emocionante e cinematográfica.[22] Assim, o filme torna Turing um sujeito solitário, difícil de conviver e questionado pelos superiores, quando o matemático era comprovadamente sociável, respeitado em Bletchley Park e parte de um esforço coletivo de criptografia. Há a omissão da contribuição polonesa na decodificação do Enigma, a inserção de personagens que não há provas de que tenham convivido com Turing, e alteração de certos eventos, com a prisão de Turing ocorrendo um ano antes da vida real, tendo um viés de espionagem inexistente e a criação de dois detetives fictícios para a investigação.[23][24]

Referências

  1. a b c «O Jogo da Imitação». Portugal: CineCartaz. Consultado em 5 de abril de 2020 
  2. a b c «O Jogo da Imitação». Brasil: CinePlayers. Consultado em 5 de abril de 2020 
  3. «THE IMITATION GAME (12A)». British Board of Film Classification. 15 de setembro de 2014. Consultado em 6 de novembro de 2014 
  4. a b c «O Jogo da Imitação». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 5 de abril de 2020 
  5. «The Imitation Game - Receita». Box Office Mojo. Consultado em 26 de Julho de 2015 
  6. «O Jogo da Imitação». Portugal: SapoMag. Consultado em 5 de abril de 2020 
  7. «The Imitation Game (2014)». American Film Institute. Consultado em 5 de abril de 2020 
  8. Fleming, Mike (7 de fevereiro de 2014). «Harvey Weinstein Pays Record $7 Million For 'Imitation Game' Movie». Deadline. Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  9. [1]
  10. a b c d e f g h «87.º Oscar - 2015». CinePlayers. Consultado em 5 de abril de 2020 
  11. a b c d e «72.º Globo de Ouro - 2015». CinePlayers. Consultado em 5 de abril de 2020 
  12. Kit, Borys (4 de junho de 2013). «Keira Knightley to Star Opposite Benedict Cumberbatch in 'Imitation Game'». Hollywood Reporter. Consultado em 10 de setembro de 2014 
  13. Puchko, Kristy (17 de junho de 2013). «Matthew Goode Joins Benedict Cumberbatch For Alan Turing Biopic». Cinemablend. Consultado em 10 de setembro de 2014 
  14. Chitwood, Adam (setembro de 2013). «Mark Strong Joins THE IMITATION GAME, Ben Kingsley and Patricia Clarkson Lead LEARNING TO DRIVE». Collider. Consultado em 10 de setembro de 2014 
  15. Kroll, Justin (27 de agosto de 2013). «'Downton Abbey' Actor Allen Leech Joins Cumberbatch in 'Imitation Game'». Variety. Consultado em 10 de setembro de 2014 
  16. Kemp, Stuart (16 de setembro de 2013). «Matthew Goode, Mark Strong and Rory Kinnear Join Cast of 'The Imitation Game'». Hollywood Reporter. Consultado em 10 de setembro de 2014 
  17. Wiseman, Andreas (16 de setembro de 2013). «Benedict Cumberbatch and Keira Knightley begin shoot on The Imitation Game». Screen Daily. Consultado em 10 de setembro de 2014. (pede subscrição (ajuda)) 
  18. Fleming, Mike (4 de dezembro de 2012). «'Headhunters' Helmer Morten Tyldum To Direct 'The Imitation Game'». Deadline. Consultado em 10 de setembro de 2014 
  19. //www.efm-berlinale.de/en/home/homepage.html
  20. [2]
  21. «Cópia arquivada» (PDF). Consultado em 8 de janeiro de 2015. Arquivado do original (PDF) em 25 de dezembro de 2014 
  22. Katz, Emily Tess (8 de janeiro de 2015). «'Imitation Game' Writer Slams 'Fact-Checking' Films As Misunderstanding Of Art». Huffington Post 
  23. Anderson, L.V. (3 de dezembro de 2014). «How Accurate Is The Imitation Game? We've Separated Fact From Fiction.». Slate 
  24. Jogos de imitação Arquivado em 10 de agosto de 2015, no Wayback Machine., Instituto Ciência Hoje

Referências

  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.