O Noviço Rebelde

filme de 1997 dirigido por Tizuka Yamasaki

O Noviço Rebelde é um filme de comédia brasileiro de 1997 escrito e estrelado por Renato Aragão, sendo o seu primeiro filme após a retomada do cinema brasileiro.[2] Dirigido por Tizuka Yamasaki, é uma paródia do filme estadunidense The Sound of Music (1965), intitulado A Noviça Rebelde no Brasil.[3] O filme fez um imenso sucesso, principalmente entre as crianças, e isso reacendeu a Renato Aragão o desejo de fazer um programa de humor na TV que fosse voltado para o público infantil, e também é o primerio filme de Renato após o fim de Os Trapalhões. No ano seguinte, estreou na TV A Turma do Didi.[4]

O Noviço Rebelde
Capa do DVD do filme
 Brasil
1997 •  cor •  91 min 
Direção Tizuka Yamasaki
Produção Renato Aragão
Roteiro Renato Aragão
Elenco Renato Aragão
Sandy & Júnior
Tony Ramos
Patrícia Pillar
Dedé Santana
Luma de Oliveira
Gênero comédia
Música Renato Aragão
Ricardo Aragão
Mu Carvalho
José Lourenço
Cinematografia Cezar Moraes
Edição Diana Vasconcellos
Companhia(s) produtora(s) Renato Aragão Produções
Distribuição Europa Filmes
Lançamento 25 de dezembro de 1997[1]
Idioma português

EnredoEditar

Em um pequeno vilarejo do Ceará, um temporal destrói a igrejinha local. Porém, com a ajuda de Padre Manuel (Cláudio Corrêa e Castro), o sacristão Didi (Renato Aragão) consegue salvar o confessionário. A certa altura, porém, Didi se vê obrigado a fugir do local, pois um temido fazendeiro da região, o Coronel Pereira (Roberto Guilherme), acha que ele sabe sobre um mapa, que diz a localização de um grande tesouro. Este mapa, escondido dentro de um hinário, foi colocado dentro do confessionário por Teresa (Luma de Oliveira), a bela esposa do coronel, herdeira do tesouro e secretamente apaixonada por Didi.

Com a ajuda do melhor amigo e faxineiro da igreja, Dedé (Dedé Santana), o seminarista consegue fugir para o Rio de Janeiro, onde consegue o emprego de "babá" dos cinco filhos de um empresário viúvo, o Dr. Felipe (Tony Ramos). As crianças, em pouquíssimo tempo, passam a adorá-lo e pedem que ele os ajude a sabotar um almoço em que as mesmas conheceriam Laura (Inês Galvão), namorada do empresário e futura madrasta. Como forma de se redimir, as crianças pedem ao pai que Didi fique. Este sugere a contratação da jovem Maria do Céu (Patrícia Pillar), irmã de Dedé e amiga de Didi (por quem este nutre um amor platônico), para que o ajude. Certo dia, Felipe participa de uma reunião com empresários franceses e Maria se oferece para ajudá-lo, pois ela estudou alguns anos na França e havia voltado ao Ceará para ajudar a família. Logo, patrão e empregada acabam se envolvendo em uma grande paixão, o que vai contra a vontade de Didi.

Durante as férias, Didi, Maria e as crianças vão para o Beach Park no Ceará, onde os dois filhos mais velhos de Felipe, Márcia (Sandy) e Junior (Júnior Lima) decidem participar de um concurso musical, apresentado por Gugu Liberato e pelo cantor Marcelo Augusto, cujo prêmio vai ajudar Didi a realizar o sonho de construir uma nova igreja. Mesmo assim, a dupla fica em segundo lugar, perdendo para os sertanejos José e Durval (Chitãozinho e Xororó). Pouco depois, Felipe reaparece, parabeniza os filhos e pede Maria do Céu em casamento. Desolado, Didi retorna ao vilarejo onde viveu. Lá, reencontra seu velho amigo Dedé onde descobre que o Padre Manuel faleceu de uma enfermidade e pouco depois reencontra Teresa que agora é viúva do Coronel Pereira em que este morreu durante um confronto com a família Carvalho. Teresa revela ao ex-sacristão o mapa do tesouro (que estava esse tempo todo no hinário, dentro do confessionário) e ambos o encontram nas dunas de uma praia da região. Na ocasião, os dois assumem a paixão que sentem um pelo outro.

No dia seguinte, em uma cerimônia inesquecível, ocorre um casamento duplo: Felipe se casa com Maria do Céu e Didi com Teresa. O empresário anuncia a doação de 100 mil reais para a construção da igreja. Didi surpreende a todos ao doar todo o tesouro para a mesma finalidade.

ElencoEditar

Participações especiais

ProduçãoEditar

 
Vista de parte do complexo turístico do Beach Park, um dos locais de filmagens do filme.

O Noviço Rebelde foi realizado com o apoio de Governo do Estado do Ceará, Lei Jereissati, Teleceará, Governo do Estado do Rio de Janeiro e Ministério da Cultura. Foram realizadas gravações no complexo turístico do Beach Park, situado em Aquiraz, Ceará, na praia de Porto das Dunas, a 16 km da capital Fortaleza.[5]. Algumas cenas foram filmadas na Praia das Fontes, situada no município de Beberibe, Ceará.[6] Uma mansão pertencente à empresa Forever Living Products, no bairro de Botafogo, na cidade do Rio de Janeiro, foi usada para representar a mansão do personagem Felipe, interpretado por Tony Ramos.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Didi vira seminarista e babá». Folha de S.Paulo. 13 de dezembro de 1997. Consultado em 13 de maio de 2015 
  2. «O cinema da retomada: depoimentos de 90 cineastas dos anos 90» 
  3. «Enciclopédia do Cinema Brasileiro - Página 546» 
  4. «A Turma do Didi - Memória Globo» 
  5. «Estação Cult - Artigos - Beach Parko». Consultado em 25 de dezembro de 2012. Arquivado do original em 4 de junho de 2012 
  6. «Morro Branco e Praia das Fontes»  [ligação inativa]