Abrir menu principal

Mulá Obaidullah Akhund foi ministro da Defesa durante o governo Talibã no Afeganistão e mais tarde tornou-se um comandante insurgente durante a insurgência talibã contra o novo governo afegão e as forças da OTAN e dos Estados Unidos. Ele foi capturado pelas forças de segurança do Paquistão em 2007 e morreu em 2010 de uma doença cardíaca dentro de uma prisão no Paquistão.

TalibãEditar

Mulá Obaidullah nasceu no distrito de Panjwai da província de Candaar, no sul do Afeganistão. [1] Obaidullah Akhund tornou-se o ministro da Defesa do Afeganistão na década de 1990 e o segundo de três dos principais representantes para Mulá Omar, líder espiritual do movimento Talibã. Obaidullah foi visto como o homem "número três" no Talibã. [2] No final de 2001 ou início de 2002, Obaidullah se rendeu às tropas afegãs da Aliança do Norte, mas foi libertado como parte de uma anistia. [3] Foi um dos principais líderes militares em 2003, e foi nomeado para o Conselho Shura dos Mujahideen. [4] Abdul Latif Hakimi, que foi capturado pelo Paquistão em 2005, disse que Obaidullah era uma das duas pessoas com acesso direto a Mulá Omar, e que Obaidullah teria ordenado pessoalmente ataques insurgentes, incluindo o assassinato de um oficial de ajuda externa em março de 2005. [1]

Captura e morteEditar

Obaidullah foi capturado pelas forças de segurança paquistanesa em fevereiro de 2007 em Quetta, Paquistão. [2][5] Ele era o oficial mais graduado do Talibã capturado desde o início da atual guerra no Afeganistão. [6] A prisão coincidiu com a visita do vice-presidente dos Estados Unidos Dick Cheney ao Afeganistão e Paquistão no final de fevereiro de 2007, mas o momento foi relatado por ser uma coincidência ao invés de uma reação à visita de Cheney. [6]

Obaidullah foi libertado em novembro de 2007, em troca da libertação de mais de 200 soldados paquistaneses capturados pelos talibãs. Ele seria preso novamente em fevereiro de 2008 [7] e faleceu no dia 5 de março de 2010 de uma doença cardíaca dentro de uma prisão em Karachi, Paquistão. [8][9]

Referências

  1. a b Gall, Calotta: "Pakistanis catch a top member of Taliban", page 4. International Herald Tribune, 2 de março de 2007
  2. a b 'Taleban leader held' in Pakistan, BBC News, 2 de março de 2007
  3. «Profile: Mullah Obaidullah Akhund». Cooperative Research. Arquivado do original em 28 de junho de 2007 
  4. Reuters, "Taliban names anti-US leadership council", 24 de junho de 2003
  5. Pakistan braces for Taliban backlash after arrest, Reuters, March 3, 2007
  6. a b Report: Pakistan arrests one of Taliban's top three, CNN, 2 de março de 2007
  7. «Pakistan rearrests Mullah Obaidullah». longwarjournal.org 
  8. «Taliban announces death of ex-defense minister in 2010». Fox News. 13 de fevereiro de 2012 
  9. «Taliban announce death of ex-defense minister». Yahoo News. 13 de fevereiro de 2012