Obesidade mórbida

A obesidade mórbida ocorre quando o peso de uma pessoa ultrapassa o valor 40 no índice de massa corporal - (IMC). De acordo com o "National Institutes of Health (NIH)" - Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, um aumento de 20% ou mais acima de seu peso corporal ideal significa que o excesso de peso tornou-se um risco para a saúde.

Circunferências que representam os perfis normal (esq.), com excesso de peso (cent.), e obeso (dir.).

IMCEditar

A fórmula para calcular o Índice de Massa Corporal é: IMC = peso / (altura)².

Tabela do IMC:[1]

Situação Resultado
Muito abaixo do peso Até 16,9
Abaixo do peso 17,0 - 18,4
Peso normal 18,5 - 24,9
Sobrepeso 25,0 - 29,9
Obesidade Grau I 30,0 - 36,9
Obesidade Grau II (severa) 37,0 - 39,9
Obesidade Grau III (mórbida) Acima de 40,0

Os riscos à saúde em pacientes Obesos são:

  • Desenvolver Diabetes Mellitus tipo II;
  • Problemas cardíacos;
  • Dislipidemias;
  • DA [Doença Arterial, cuja mais comum é a Coronariana(DAC)], com risco de desenvolver para IAM (Infarto Agudo do Miocárdio), ou AVE (Acidente Vascular Encefálico) isquêmico;
  • Trombose Venosa com isquemia e necrose principalmente de partes distais do corpo, como pés;
  • Hipertensão Arterial;
  • Problemas Articulares (Joelhos e Coluna Lombar);
  • Depressão.

TratamentosEditar

O ideal é que a obesidade seja combatida preventivamente. Entretanto, após instaurada é necessário que o paciente seja submetido a tratamentos visando o emagrecimento com objetivo de combater os riscos à saúde relacionados com o peso excessivo[2].

Dentre os principais tratamentos existentes atualmente é possível destacar os seguintes[2]:

  • Reeducação alimentar: envolvendo mudança de hábitos para redução da quantidade total de calorias ingeridas diariamente e melhoria da qualidade nutricional das refeições[2].
  • Atividades físicas: compreende na intensificação de atividades físicas para promover maior gasto calórico, alterações no metabolismo e consequente perda de peso[2].
  • Medicações: utilização de medicamentos para supressão do apetite, ajuste do metabolismo e controle de ansiedade[2].
  • Intervenções : consistem na realização de intervenções realizadas diretamente no aparelho digestivo[2]. Algumas formas de cirurgias bariátricas, como a gastroplastia são mais invasivas e de lenta recuperação[3]. Existem também alternativas menos invasivas como endossutura gástrica e a colocação de balão intragástrico[3][4].

Referências

  1. «Cálculo IMC». Consultado em 11 de dezembro de 2009 
  2. a b c d e f «Tratamento da Obesidade». Centro de Obesidade e Diabetes - Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  3. a b «Qual a diferença entre Gastroplastia Endoscópica, Bypass Gástrico e Sleeve Gástrico? E quando são indicadas? | Blog | Doutor Ibraim | Blog | Doutor Ibraim». Consultado em 1 de dezembro de 2020 
  4. «Balão Intragástrico: tudo que você precisa saber sobre o tratamento». www.minhavida.com.br. Consultado em 1 de dezembro de 2020 

Ver tambémEditar

  A Wikipédia tem o portal:

Ligações externasEditar