Abrir menu principal

Wikipédia β

Obras Sociais Irmã Dulce

Obras Sociais Irmã Dulce
(OSID)
Fundação 26 de maio de 1959
Tipo Entidade filantrópica
Estado legal Ativa
Propósito Atendimento gratuito a pessoas carentes
Sede Salvador, Bahia
Diretora Maria Rita Lopes Pontes [carece de fontes?]
Fundador(a) Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (Irmã Dulce)
Empregados 4 778 (dez/2012)[1]
Sítio oficial www.irmadulce.org.br
Hospital Santo Antonio

As Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) é uma entidade filantrópica privada, sem fins lucrativos, fundada em 26 de maio de 1959 pela freira brasileira Irmã Dulce.[2]

É composto de 17 núcleos, 16 deles no Largo de Roma, na Cidade Baixa em Salvador, Bahia. No outro núcleo, o OSID mantém o Centro Educacional Santo Antônio (CESA), uma escola em tempo integral, com foco na qualidade do ensino básico. Em abril de 2014, eram cerca de 700 crianças e adolescentes atendidos, vindos de famílias de baixa renda. O CESA oferece cursos de ensino fundamental (1ª a 8ª série), profissionalizante e acesso à arte, educação, inclusão digital, atividades esportivas, assistência odontológica, alimentação, fardamento e material escolar gratuitos. Está localizado em Simões Filho, município da Região Metropolitana de Salvador.[3][4] A OSID também passou a atuar na gestão de centros de saúde do município de Salvador e hospitais construídos pelo governo do estado nas mais diversas cidades.[4][5]

O OSID oferece serviços de saúde, assistência social, educação, ensino e pesquisa médicos, com a missão de "amar e servir aos pobres e necessitados, oferecendo atendimento gratuito na saúde e assistência social, inovando as ações educacionais".[6]

Índice

HistóriaEditar

As obras sociais da Irmã Dulce iniciaram em 1959 , tendo como fundadora a freira baiana. A instituição é fruto da trajetória de amor e serviço e da persistência da religiosa que peregrinou durante mais de uma década em busca de um local para abrigar pobres e doentes recolhidos das ruas de Salvador. As raízes da OSID datam de 1949, quando a Irmã, sem ter para onde ir com 70 doentes, pediu autorização a sua superiora para abrigar os enfermos em um galinheiro situado ao lado do Convento Santo Antônio. O episódio fez surgir a tradição de que o maior hospital da Bahia nasceu a partir de um simples galinheiro.

Atualmente, a entidade filantrópica abriga um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do país, com cerca de 4,5 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), idosos, pessoas com deficiência e com deformidades craniofaciais, pacientes sociais, pessoas em situação de rua, usuários de substâncias psicoativas e crianças e adolescentes em situação de risco social. A organização conta com um perfil de serviços único no país, distribuídos em 21 núcleos que prestam assistência à população de baixa renda nas áreas de Saúde, Assistência Social, Pesquisa Científica, Ensino em Saúde, Educação e na preservação e difusão da história de sua fundadora.[2]

Já no município de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, funciona o 21º núcleo: o Centro Educacional Santo Antônio (CESA). A unidade atende, em parceria com as Secretarias de Educação do Estado e do Município, 734 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, oferecendo educação infantil até o nono ano, além de acesso à arte-educação, inclusão digital, atividades esportivas, assistência odontológica, alimentação, fardamento e material escolar gratuitos. O local conta ainda com uma unidade de sustentabilidade, o Centro de Panificação, responsável pela produção e comercialização de variados tipos de pães, panetones e outros produtos.

Para manter viva esta grande obra, a instituição conta com recursos do Sistema Único de Saúde e de convênios com organismos estatais, além de doações e venda de produtos. Fiel à missão herdada de Irmã Dulce, “Amar e Servir”, a organização ampliou seu alcance e se profissionalizou sem abrir mão de seus valores. Sua gestão é estruturada com base no Planejamento Estratégico e acumula prêmios e certificações como a ISO 9001:2008 (referência nacional para a certificação de sistemas de Gestão da Qualidade), Bem Eficiente, Top Social, Rainha Sofia e Rainha Letizia. 

NúcleosEditar

 
Centro de Convivência Irmã Dulce dos Pobres, situado no Centro Histórico.[7]
  • Ambulatório José Sarney (AJS)
  • Centro de Acolhimento e Tratamento de Alcoolistas (CATA)
  • Centro de Bio-Imagem (CBI)
  • Centro de Fisioterapia
  • Centro de Ensino e Pesquisa Professor Adib Jatene (CEPPAJ)[8]
  • Centro de Pesquisa Clínica (CPEC)
  • Centro de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (Centrinho)
  • Centro de Reabilitação e Prevenção de Deficiências (CRPD)
  • Centro Educacional Santo Antônio (CESA)
  • Centro Geriátrico Júlia Magalhães (CGJM)
  • Centro Médico Social Augusto Lopes Pontes (CMSALP)
  • Clínica da Mulher Dona Dulcinha
  • Hospital da Criança (HC)
  • Hospital Santo Antônio (HSA)[9][10]
  • Laboratório de Análise Taciano Campos (LBTC)
  • Memorial Irmã Dulce (MID)[10]
  • Unidade de Coleta e Transfusão de Sangue (UCT)

Núcleos de gestão externaEditar

São gestões compartilhadas com hospitais municipais e estaduais da rede de saúde pública.

Referências

  1. «Balanço social 2012». OSID. Consultado em 20 de abril de 2014. 
  2. a b «Obras Sociais Irmã Dulce». Secretaria da Saúde do Estado da Bahia. Consultado em 3 de maio de 2014. 
  3. «CESA - Apresentação». CESA - Centro Educacional Santo Antônio. Consultado em 20 de abril de 2014. 
  4. a b «Estrutura». OSID. Consultado em 21 de agosto de 2014. 
  5. «Unidades de Gestão Externas». OSID. Consultado em 21 de agosto de 2014. 
  6. «OSID - Missão, Visão e Valores». OSID - Obras Sociais Irmã Dulce. Consultado em 20 de abril de 2014. 
  7. [1]
  8. «Obras Sociais Irmã Dulce são referência em ensino médico no País». Saúde web. 21 de fevereiro de 2014. Consultado em 3 de maio de 2014. 
  9. «Ficha Estabelecimento de Saúde». DATASUS 
  10. a b «Memorial Irmã Dulce, porta de entrada do turismo religioso em Salvador». Amaivos. Consultado em 21 de agosto de 2014. 

Ligações externasEditar