Abrir menu principal

Observador (jornal)

Observador
Logo observador pequeno.png
Periodicidade A qualquer instante (em linha)
Formato Jornal eletrónico[1]
Sede Lisboa, Portugal Portugal[2]
Fundação 19 de maio de 2014 (4 anos)
Fundador(es) António Carrapatoso, José Manuel Fernandes, Rui Ramos[1]
Presidente António Carrapatoso[3]
Proprietário Observador On Time, S.A.
Director José Manuel Fernandes (publisher)
Orientação política Direita[4]
Idioma Português
Circulação 6 351 540 (dezembro de 2015)[5]
Sítio oficial observador.pt

O Observador é um jornal eletrónico português, cuja primeira edição foi a 19 de maio de 2014.[6] É o único jornal em Portugal que tem uma tendência política definida (de direita)[7], algo incomum na media portuguesa que é isenta politicamente.

Num conceito praticamente único em Portugal, este é um jornal totalmente digital, sem edição em papel.[8]

Nasceu fora dos grupos editoriais em Portugal;[1] António Carrapatoso preside atualmente o conselho de administração, que tem como vogais Duarte Schmidt Lino, José Manuel Fernandes (que é publisher)[9] e Rui Ramos.[10]

Aquando do seu lançamento, propôs-se publicar os temas principais e funcionar sem interrupções - todos os dias da semana e 24 sobre 24 horas.[11]

No primeiro mês, reportou 630 mil visitantes,[12] e em agosto de 2015, registou cerca de seis milhões de visitas e 35 milhões de páginas vistas.[13] Em agosto de 2017, registou doze milhões de visitas e 46 milhões de páginas vistas.[5] Atualmente (agosto de 2017) conta com 40 jornalistas na sua equipa.[3]

Referências

  1. a b c Fernandes, José Manuel (19 de maio de 2014). «Tudo o que precisa de saber sobre o Observador». Observador. Observador On Time, S.A. Cópia arquivada em 13 de outubro de 2015 
  2. «Termos e Condições». Observador. Observador On Time, S.A. Consultado em 22 de abril de 2016. 
  3. a b «Ficha Técnica». Observador. Observador On Time, S.A. Consultado em 22 de abril de 2016. 
  4. Moura, Paulo (15 de junho de 2014). «Os intelectuais de direita estão a sair do armário». Público. Consultado em 24 de agosto de 2016.. (...) e surgiu um novo jornal, totalmente online, com tendência assumidamente de direita, o Observador. 
  5. a b «Ranking netScope de Dezembro de 2015». Visitantes em dezembro de 2015. Marktest. Consultado em 22 de abril de 2016. 
  6. Lopes, Maria (9 de maio de 2014). «Novo jornal online diário Observador lançado dia 19». Público. Cópia arquivada em 13 de outubro de 2015 
  7. Moura, Paulo (15 de junho de 2014). «Os intelectuais de direita estão a sair do armário». Público. Consultado em 24 de agosto de 2016.. (...) e surgiu um novo jornal, totalmente online, com tendência assumidamente de direita, o Observador. 
  8. «Observador chega ao papel». Marketeer. 17 de junho de 2015 
  9. «Observador, o novo jornal diário em Portugal». TVI24. 3 de janeiro de 2014. Cópia arquivada em 13 de outubro de 2015 
  10. Lusa (18 de maio de 2014). «Jornal online Observador arranca segunda-feira». Diário de Notícias. Cópia arquivada em 13 de outubro de 2015 
  11. Lusa (10 de maio de 2014). «Observador "online" a 19 de maio para "informar com rigor e pôr pessoas a pensar"». Diário de Notícias da Madeira. Cópia arquivada em 13 de outubro de 2015 
  12. Varzim, Tiago (23 de junho de 2014). «Observador atinge 4 milhões de 'page views' um mês após lançamento». Espalha-Factos. Cópia arquivada em 13 de outubro de 2015 
  13. «Ranking netScope de Agosto de 2015». Marktest. Consultado em 22 de abril de 2016. 

Ligações externasEditar