Abrir menu principal
Observatório Radcliffe
Green Templeton College.jpg
Características
Proprietário
Green Templeton College (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Código IAU
996Visualizar e editar dados no Wikidata
Origem do nome
John Radcliffe (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Tipo
Observatório astronómico (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Construção
Estatuto patrimonial
Edifício listado como Grade I (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Endereço
Coordenadas
Edifício do observatório localizado no centro da cidade de Oxford.

Observatório Radcliffe foi o observatório astronômico da Universidade de Oxford de 1773 até 1934, quando a administração Radcliffe vendeu e construiu um novo observatório em Pretória, África do Sul.[1]

HistóriaEditar

 
Estátua de Atlas no topo do observatório.

O observatório foi fundado e foi batizado com o nome do patrono John Radcliffe.[2] Foi construído sobre a sugestão do astrônomo Thomas Hornsby, que estava ocupando a Cátedra Saviliana de Astronomia, na sequência da sua observação do notável trânsito de Vênus através do disco solar em 1769 a partir de um quarto próximo do Hospital John Radcliffe.

O edifício do observatório começou a ser projetado por Henry Keene em 1772, e foi concluído em 1794 com os projetos de James Wyatt, com base na Torre dos Ventos de Atenas. Encima da coberto de sua torre existe uma estátua de Atlas segurando o globo terrestre construída por John Bacon.

Até 1839, o Cátedra Saviliana de Astronomia foi responsável pelo observatório, nesta data a nomeação de George Henry Sacheverell Johnson, um astrônomo sem experiência de observação causou a criação do novo papel do Observatório Radcliffe.

Devido às condições de visão, tempo, desenvolvimento urbano e poluição luminosa em Oxford, o observatório foi transferido para a África do Sul em 1939. Eventualmente, esse local, em Pretória, também tornou-se insustentável e sua instalação foi combinada com as outras para o Observatório Astronômico Sul-Africano (SAAO) na década de 1970.

O edifício é agora utilizado pela Green Templeton College do Woodstock Road e é uma peça central da faculdade.[2] Os instrumentos originais estão agora no Museu de História da Ciência, Oxford, com exceção do telescópio refrator duplo de 18/24 polegadas, que foi transferido para o Observatório da Universidade de Londres.

Referências

  1. «The Nuffield Institute for Medical Research the Radcliffe Observatory (1047070)» (em inglês). Consultado em 7 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 13 de janeiro de 2015 
  2. a b «The Radcliffe Observatory» (em inglês). Green Templeton College. Consultado em 7 de janeiro de 2015