Oclusiva retroflexa surda

A consoante oclusiva retroflexa surda é um tipo de fone consonantal utilizada em algumas línguas. Pode ser aspirada /ʈʰ/ ou não aspirada /ʈ/.[1] Esta consoante é encontrada como fonema principalmente (embora não exclusivamente) em duas áreas: Sul da Ásia e Austrália.[2]

Oclusiva retroflexa surda
ʈ
IPA 105
Codificação
Entidade (decimal) ʈ
Unicode (hex) U+0288
X-SAMPA t`
Kirshenbaum t.

O símbolo que representa este som no Alfabeto Fonético Internacional é ⟨ʈ⟩. Como todas as consoantes retroflexas, o símbolo IPA é formado pela adição de um gancho apontando para a direita que se estende da parte inferior do tee (a letra usada para a consoante alveolar equivalente). Em muitas fontes, o tee minúsculo já tem um gancho apontando para a direita, mas ⟨ʈ⟩ se distingue de ⟨t⟩ por estender o gancho abaixo da linha de base.[2]

CaracterísticasEditar

  • Sua forma de articulação é oclusiva, ou seja, produzida pela obstrução do fluxo de ar no trato vocal.
  • Como a consoante também é oral, sem saída nasal, o fluxo de ar é totalmente bloqueado e a consoante é uma plosiva.[2]
  • Seu local de articulação é retroflexo, o que significa prototipicamente que ele está articulado subapical (com a ponta da língua enrolada para cima), mas de forma mais geral, significa que é pós-alveolar sem ser palatalizado. Ou seja, além da articulação subapical prototípica, o contato da língua pode ser apical (pontiagudo) ou laminal (plano).[2]
  • Sua fonação é surda, o que significa que é produzida sem vibrações das cordas vocais. Em alguns idiomas, as cordas vocais estão ativamente separadas, por isso é sempre sem voz; em outras, as cordas são frouxas, de modo que pode assumir a abertura de sons adjacentes.[2]
  • É uma consoante oral, o que significa que o ar só pode escapar pela boca.[2]
  • É uma consoante central, o que significa que é produzida direcionando o fluxo de ar ao longo do centro da língua, em vez de para os lados.[2]
  • O mecanismo da corrente de ar é pulmonar, o que significa que é articulado empurrando o ar apenas com os pulmões e o diafragma, como na maioria dos sons.[2]

OcorrênciaEditar

Língua Palavra AFI Tradução Notas
Bengali[3] টাকা [ʈaka] Taka Apical pós-alveolar;[3] contrasta com formas aspiradas e não-aspiradas.
Brahui سىٹ [asiʈ] Um
Inglês Dialetos indianos time [ʈaɪm] Tempo Corresponde a alveolar /t/ em outros dialetos.
Guzerate[4] [ʈə] Nome da letra Subapical;[4] contrasta com formas aspiradas e não-aspiradas.
Hindustâni[5][6] Hindi टोपी [ʈoːpiː] Chapeu Apical pós-alveolar; contrasta com formas aspiradas e não-aspiradas.[6]
Urdu ٹوپی
Hmong raus [ʈàu] Imerso no líquido Contrasta com forma aspirada (escrito ⟨rh⟩).
Iwaidja yirrwartbart [jiɺwɑʈbɑʈ] Taipan
Javanês bathang [baʈaŋ] Cadaver
Canada ತಟ್ಟು [t̪ʌʈːu] Tocar Contrasta com formas aspiradas e não-aspiradas.
Lo-Toga Dialeto Lo[7] dege [ʈəɣə] Nós Laminal retroflexa.
Marata[4] बटाटा [bəʈaːʈaː] Batata Subapical;[4] contrasta com formas aspiradas e não-aspiradas.
Mutsun TiTkuSte [ʈiʈkuʃtɛ] Rasgada
Nepali टोली [ʈoli] Time Apical pós-alveolar; contrasta com formas aspiradas e não-aspiradas.
Norueguês kort [kɔʈː] Cartão
Nunggubuyu[8] rdagowa [ʈakowa] Camarão
Oriá ଗର/ṭagara [ʈɔgɔrɔ] Crepe jasmim Apical pós-alveolar; contrasta com formas aspiradas e não-aspiradas.
Pachto ټول [ʈol] Tudo
Punjabi Gurmukhi ਟੋਪੀ [ʈoːpi] Chapéu
Shahmukhi ٹوپی
Siciliano latru [ˈlaʈɽu] Ladrão
Gaélico escocês Alguns dialetos das ilhas hébridas[9] árd [aːʈ] Alto Corresponde a sequência /rˠt/ em outros dialetos.
Sueco[10] karta [ˈkʰɑːʈa] Mapa
Sylheti ꠐꠦꠇꠣ [ʈexa] Taka
Tamil[4][11] எட்டு [eʈːɯ] Oito Subapical.[4]
Telugo కొట్టు [koʈːu] Batida Contrasta com formas aspiradas e não-aspiradas.
Torwali[12] ٹىىےل [ʈijɛl̥] Palavras Contrasta com formas aspiradas e não-aspiradas.
Vietnamita Dialetos do sul[13] bạn tr [ɓa˧˨ʔɳˀ ʈa˧˩˧] Você paga Pode ser africada.
Welayta [ʈaza] Orvalho

ReferênciasEditar

  1. Munshi 2018, p. XIII.
  2. a b c d e f g h Maddieson; Ladefoged, Ian; Peter (1996). The Sounds of World's Languages. [S.l.: s.n.] 
  3. a b Mazumdar (2000):57
  4. a b c d e f Khatiwada (2009):374
  5. Ladefoged (2005):141
  6. a b Tiwari (2004):?
  7. François (2016:) 35, 41); entry dege in François’ Lo-Toga online dictionary.
  8. Ladefoged (2005):158
  9. Bauer, Michael. Blas na Gàidhlig: The Practical Guide to Gaelic Pronunciation. Glasgow: Akerbeltz, 2011.
  10. Eliasson (1986):278–279
  11. Keane (2004):111
  12. Lunsford (2001):11–16
  13. Thompson (1959):458–461

BibliografiaEditar

  • Munshi, Sadaf. Srinagar Burushaski: A Grammatical Description. Leida e Nova Iorque: Brill