Abrir menu principal



Amministrazione Militare Italiana di Francia
Administração Militar Italiana na França

Administração militar do Reino da Itália

Flag of France.svg
1940 – 1943 Flag of France.svg
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Localização de França ocupada pelos italianos
França ocupada durante a Segunda Guerra Mundial, mostrando zonas de ocupação alemãs (a zone occupée, a Administração militar na Bélgica e no norte da França, Alsácia-Lorena anexada, as zone interdites) e a


Administração Militar Italiana na França:

  •   zona de ocupação (1940–1942)
  •   zona desmilitarizada (1940–1942)
  • zona de ocupação 1942-1943 em listrado azul / roxo
Continente Europa
Capital Não especificada
Governo administração militar
Período histórico Segunda Guerra Mundial
 • 10 de Junho de 1940 invasão italiana
 • 8 de Setembro de 1943 armistício italiano

França ocupada pelos italianos foi uma área do sudeste da França ocupada pela Itália fascista em duas etapas durante a Segunda Guerra Mundial. A ocupação durou de junho de 1940 até o armistício entre a Itália e forças Aliadas em 8 de setembro de 1943, quando as tropas italianas em solo francês retiraram sob pressão dos alemães.

OcupaçãoEditar

A ocupação italiana inicial do território francês ocorreu em junho de 1940; sendo então expandida em novembro de 1942.

 
Italianos na França ocupada (1942)

A ofensiva alemã contra os Países Baixos e a França começou no dia 10 de maio e em meados de maio foi ao solo francês. No início de junho, os britânicos estavam evacuando da área do norte da França. Em 10 de junho de 1940, a Itália declarou guerra contra os franceses e britânicos. Dez dias depois, o exército italiano invadiu a França. Durante os combates, os italianos perderam 631 homens mortos e 2.631 feridos, com um adicional de 616 desaparecidas. Outros 2.151 homens foram atingidos por queimaduras durante a campanha. As perdas francesas representaram 229 baixas. Em 24 de junho de 1940, após a queda da França, Itália e França assinaram o armistício franco-italiano, dois dias depois do Segundo Armistício de Compiègne entre a França e a Alemanha, chegando a um acordo sobre uma zona de ocupação italiana.

Esta zona inicial de ocupação foi de 832 km² e continha 28.500 habitantes. [1] A maior cidade contida dentro da zona inicial de ocupação italiana foi Menton, oficialmente anexada ao Reino da Itália. [1] A principal cidade dentro da "zona desmilitarizada" de 50 km da antiga fronteira com o Muro Alpino italiano [2] foi Nice.

Em novembro de 1942, em conjunto com a Operação Anton, a ocupação alemã da maioria da França de Vichy, o Exército Real Italiano (Regio Esercito) ampliou sua zona de ocupação. As forças italianas tomaram o controle de Toulon e de toda Provença até o rio Rhône, com a ilha de Córsega (reivindicada pelos irredentistas italianos). Nice e Córsega seriam anexadas à Itália (como tinha acontecido em 1940 com Menton), a fim de cumprir as aspirações dos irredentistas italianos (incluindo grupos locais, como os italianos Nizzardo e os italianos da Córsega).[3] Mas isso não seria concluído por causa da rendição italiana aos Aliados em setembro de 1943, quando os alemães assumiram as zonas de ocupação italianas.

A área do sudeste da França realmente ocupadas pelos italianos foi contestada. Um estudo da história postal da região lançou nova luz sobre a parte da França controlada pelos italianos e os alemães. (Trapnell, 2014). Ao estudar o correio que havia sido censurado pela potência ocupante, este estudo mostrou que os italianos ocuparam a parte oriental até uma "linha" juntando Toulon - Gap - Grenoble - Chambéry - Annecy - Genebra. Os locais ocupados pelos italianos ao oeste desta foram poucos ou transitórios. [4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Militärgeschichtliches Forschungsamt. Germany and the Second World War – Volume 2: Germany's Initial Conquests in Europe, pg. 311
  2. «THE UNDERGROUND FORTIFICATIONS OF THE ALPINE WALL» 
  3. «The Independent». proprietors, 1915, Indiana University 
  4. "The postal history of the two-phased Italian occupation of south-east France 1940-1943" Monograph publ. France & Colonies Philatelic Society (GB)

BibliografiaEditar

  • Ghetti, Walter. Storia della Marina Italiana nella seconda guerra mondiale. (Volume secondo). De Vecchi editore. Roma, 2001
  • Rainero, R. Mussolini e Petain. Storia dei rapporti tra l'Italia e la Francia di Vichy. (10 giugno 1940-8 settembre 1943), Stato Maggiore dell'Esercito-Ufficio Storico, Roma, 1990
  • Rochat, Giorgio. Le guerre italiane 1935–1943. Dall'impero d'Etiopia alla disfatta Einaudi editore. Torino, 2002
  • Schipsi, Domenico. L'occupazione Italiana dei territori metropolitani francesi (1940–1943), Stato Maggiore dell'Esercito-Ufficio Storico, Roma, 2007
  • Sica, Emanuele Mussolini's Army In the French Riviera, the Italian occupation of France, University of Illinois Press, 2016
  • Varley, Karine. 'Between Vichy France and Fascist Italy: Redefining Identity and the Enemy in Corsica during the Second World War', Journal of Contemporary History 47:3 (2012), 505–27.