Abrir menu principal
Ofensiva de Al-Shaddadi
Guerra Civil Síria
Conflito Rojava - Grupos Islamistas
Intervenção militar na Síria
Southern Al-Hasakah offensive (2015).svg
Data 16 a 24 de fevereiro de 2016
Local Sul da província de Al-Hasakah, Síria
Desfecho Vitória decisiva das Forças Democráticas Sírias
Beligerantes
Flag of Rojava.svg Curdistão Sírio

International Freedom Battalion original banner.svg Batalhão Internacional da Liberdade
Apoiado por:

Seal of Combined Joint Task Force – Operation Inherent Resolve.svg CJTF-OIR
Flag of the Islamic State of Iraq and the Levant2.svg Estado Islâmico do Iraque e do Levante
Comandantes
People's Protection Units Flag.svg Simko Çelê
YPJ Flag.svg Rojda Felat
YPJ Flag.svg Torhildan
Flag of al-Sanadid Forces.svg Alwan al-Shammari
Emblem of Jaysh al-Thuwar.svg Adnan Abu Amjad
Flag of Syria 2011, observed.svg Qehreman
Estado Islâmico do Iraque e do Levante Abu Ali al-Anbari
Estado Islâmico do Iraque e do Levante Adam al-Chechani
Estado Islâmico do Iraque e do Levante Abu Abeer al-Iraqi
Estado Islâmico do Iraque e do Levante Abu Aicha al-Jazrawi
Estado Islâmico do Iraque e do Levante Rima al-Jarish
Unidades
Flag of Syrian Democratic Forces.svg Forças Democráticas Sírias

International Freedom Battalion original banner.svg Batalhão Internacional da Liberdade

Estado Islâmico do Iraque e do Levante Exército do Estado Islâmico do Iraque e do Levante
  • Wilayat Al-Barakah
Forças
Flag of Syrian Democratic Forces.svg 6.000
Estados Unidos Desconhecido
Flag of the Islamic State of Iraq and the Levant2.svg +2.000
Baixas
Flag of Syrian Democratic Forces.svg 26 mortos e 13 feridos Estado Islâmico do Iraque e do Levante +455 militantes mortos

A Ofensiva de Al-Shaddadi (2016), também denominada Operação Raiva de Khabur, foi uma ofensiva militar lançada pelas Forças Democráticas Sírias (FDS) durante a Guerra Civil Síria, em fevereiro de 2016[1]. O principal objectivo desta operação era a captura da cidade estratégica de Al-Shaddadi e a zona sul da província de de al-Hasakah ao Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL). Durante a ofensiva, a coligação liderada pelos Estados Unidos efectuou mais de 86 ataques aéreos em Al-Shaddadi e nas áreas vizinhas, em apoio aos avanços das FDS[2][3].

AntecedentesEditar

 Ver artigo principal: Ofensiva de Al-Hawl (2015)

Em 31 de outubro de 2015, as FDS lançaram uma ofensiva para capturar a cidade de al-Hawl e a zona rural circundante ao EIIL. Em 13 de novembro, as FDS capturaram al-Hawl e o campo de refugiados de al-Hawl, juntamente com as áreas a leste e a sul da cidade, e em 16 de novembro, as FDS capturaram aréas a noroeste de Hawl. Em 22 de novembro, as FDS capturaram a cidade de Kama'il, a base do Regimento 121 e a área em redor. Em 30 de novembro, as FDS haviam capturado a barragem do Sul Hasakah e a vila de Qana, chegando a 25 quilómetros de Al-Shaddadi, tanto do norte quanto do nordeste. Durante a ofensiva de al-Hawl, as FDS capturaram 1.400 quilómetros quadrados de terra[4], incluindo mais de 240 cidades e aldeias. Em 23 de dezembro, as FDS haviam capturado a cidade de Al-Arishah. No mesmo dia, as FDS repeliram um ataque da milícia pró-Assad às suas posições na cidade[5].

OfensivaEditar

Em 16 de fevereiro de 2016, as FDS lançaram uma ofensiva para capturar a cidade estratégica de al-Shaddadi e a zona rural circundante, com uma força de cerca de 6.000 combatentes[6]. As forças das FDS atacaram principalmente a partir de dois eixos, das montanhas Abdul al-Aziz e da área de al-Hawl, avançando em direção a Shaddadi a partir do noroeste e do nordeste[7]. Em 18 de fevereiro, as FDS capturaram pelo menos oito aldeias e duas outras áreas[8], incluindo as aldeias de Mashtal e Mishwar, a sudoeste de Al-Hawl[9]. No mesmo dia, as FDS também capturaram os campos de petróleo de Jabisah e Kabibah, ambos ao nordeste de Al-Shaddadi[10][11]. Por esta altura, as forças das FDS capturaram 48 aldeias desde do início da ofensiva. Pelo menos 49 militantes do EIIL foram mortos e outros 12 foram feridos nos confrontos[8]. 38 civis foram mortos por ataques aéreos da coligação liderada pelos EUA[8].

Em 19 de fevereiro de 2016, as FDS cortaram a estrada al-Shaddadi-al-Baaj[12], capturando várias aldeias no processo, incluindo: Dilan, Simalka, Ballouna, Dabshi, Meshal, Mashwar, Khirba, Givara, Umm Tanak, Umm Bouja e Misherfa. No mesmo dia, as FDS alcançaram a entrada nordeste de Al-Shaddadi, e eles também avançaram a menos de 3 quilómetros dos arredores de Al-Shaddadi[13], capturando a cidade de Sabaa[14]. As forças das FDS também capturaram outras 47 aldeias ao redor de Al-Shaddadi e sitiaram completamente a cidade, bem como vários militantes do EI.

Mais tarde a 19 de fevereiro, al-Shaddadi foi capturada pelas FDS[15][16][17], ao mesmo tempo que um ataque da coligação liderada pelos EUA matava diversas figuras proeminentes do Estado Islâmico.

Referências

  1. «Wrath Of Khabur Campaign For Liberating Al-Shadadi Regions | English». www.ypjrojava.org. Consultado em 6 de abril de 2018 
  2. «Inherent Resolve on Twitter». Twitter 
  3. «Inherent Resolve on Twitter». Twitter (em inglês) 
  4. Mohamed, Mecid. «What would Capturing al-Shaddadi from ISIS require?». Atlantic Council (em inglês) 
  5. «"Pro-Assad militias attack positions of western-backed Syrian Democratic Forces in Hasakah".». ARA News. 18 de fevereiro de 2016 
  6. Ignatius, David. «Ignatius: A pivotal moment in a tangled war». The Quad-City Times (em inglês) 
  7. «The Syrian Democratic Forces takeover Shaddadi city in Al-Hasakah after nearly 3 days of starting the offensive | Syrian Observatory For Human Rights». 24 de fevereiro de 2016. Consultado em 6 de abril de 2018 
  8. a b c «Within 72 hours… US-led International coalition's warplanes kill 38 civilians in the countryside of Al-Hasakah | Syrian Observatory For Human Rights». 20 de fevereiro de 2016. Consultado em 6 de abril de 2018 
  9. «kurdish-arab-alliance-expels-isis-jihadis-from-key-villages-in-syrias-hasakah». ARA News. 18 de fevereiro de 2016 
  10. «Sudden retreats don't mean that ISIL is defeated». The National (em inglês) 
  11. «Islamic World Update on Twitter». Twitter 
  12. «kurds-allies-cut-off-main-isis-supply-route-on-syria-iraq-border». ARA News. 21 de fevereiro de 2016 
  13. «Breaking: SDF at the gates of the last ISIS stronghold in Al-Hasakah». AMN - Al-Masdar News | المصدر نيوز (em inglês). 19 de fevereiro de 2016 
  14. «قوات سوريا الديمقراطية تقترب من الشدادي وتسيطر على الـ 47 | المرصد السورى لحقوق الإنسان». 2 de março de 2016. Consultado em 6 de abril de 2018 
  15. «سيطرة "قوات سوريا الديمقراطية" على الشدادي آخر معاقل داعش في المحافظة». أخبار الآن (em árabe) 
  16. «Syria: ISIL stronghold of al-Shadadi 'captured by Kurdish-led forces'». euronews (em inglês). 19 de fevereiro de 2016 
  17. Law, Bill. «The liberation of al-Shaddadi in Syria triggers Mosul offensive». alaraby (em inglês)