Abrir menu principal

Wikipédia β

Olaus Petri
Nome nativo Olaus Petri
Nascimento 6 de janeiro de 1493
Örebro
Morte 19 de abril de 1552 (59 anos)
Sepultamento Catedral de São Nicolau de Estocolmo
Cidadania Suécia
Alma mater Universidade de Uppsala
Ocupação tradutor, juiz, clérigo, teólogo, tradutor, tradutor da Bíblia, historiador
Magnum opus Bíblia de Gustavo Vasa
Luteranismo
Lutherrose.svg
Selo de Lutero
 Luteranismo portal

Olof Persson ou Olof Petersson (nascido em 6 de janeiro de 1493 em Örebro, Suécia, falecido em 19 de abril de 1552, em Estocolmo, Suécia), mais conhecido sob a forma latina de seu nome, Olaus Petri (menos comumente, olavus Petri), foi um clérigo, escritor, e o principal líder da Reforma Protestante na Suécia. Esteve ligado a Lutero, durante os seus estudos na Alemanha, e mais tarde foi um aliado do rei Gustav Vasa, o introdutor do protestantismo luterano na Suécia.[1][2][3]

Seu irmão, Laurentius Petri, se tornou o primeiro arcebispo Evangélico Luterano do país. Ele e Laurentius são comemorados pela Igreja Evangélica Luterana na América, em 19 de abril.

Olaus Petri primeiro estudou na Universidade de Uppsala, em seguida, em Leipzig, e em seguida, terminou a sua educação, com seu mestrado na Universidade de Wittenberg, em 1518. Durante seu tempo na Alemanha, ele conseguiu se relacionar com os personagens principais da Reforma alemã, Philipp Melanchthon e Martinho Lutero.

Ele voltou para a Suécia com seu irmão em 1519. Relata-se como ambos quase morreram quando o barco encalhou perto da ilha de Gotland durante uma tempestade. Eles ficaram em Gotland por um tempo, sendo que Olaus, designou o bispo de Gotland, Mattias Gregersson, como seu secretário e como reitor em 1520.

Olaus acompanhado do bispo de Estocolmo, em 1520, a tumultuada coroação do rei dinamarquês Christian II da Dinamarca, que tomou sobre Estocolmo e segurou-a por um ano até que ele voltou para a Dinamarca. No notório banho de sangue de Estocolmo, em que vários homens da Igreja e os políticos foram executados, Olaus expressou a sua indignação e foi quase executado, mas um alemão que o tinha visto em Wittenberg o salvou, explicando que ele era um alemão.

Quando o rei sueco Gustav Vasa foi coroado em 1523, Olaus foi nomeado secretário da cidade de Estocolmo, onde defendeu vigorosamente a fé protestante luterana, contra o ainda prevalecente catolicismo romano.[4]

Em outubro de 1524 ele e seu irmão foram excomungados pelo cabido da catedral de Uppsala, acusados de heresia. Apesar disso, Olaus Petri continuou a sua atividade em prol do luteranismo, continuando a ter um forte apoio do rei sueco. Em 1525 ele se casou, e teve a missa cantada em sueco, pela primeira vez, uma das ideias de Lutero.

Referências

  1. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Olaus Petri». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 448. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  2. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Reformationen». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 510. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  3. «Olaus Petri». Vad varje svensk bör veta (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB. 2004. p. 74. 654 páginas. ISBN 91-0-010680-1  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  4. «OlausPetri». Norstedts uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 2007-2008. p. 930. 1488 páginas. ISBN 9789113017136 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Olaus Petri