Abrir menu principal

Olavo Egydio Monteiro de Carvalho

(Redirecionado de Olavo Monteiro de Carvalho)
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o empresário e engenheiro. Para o filósofo, veja Olavo de Carvalho.
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde Maio de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Olavo Egydio Monteiro de Carvalho
Nascimento 24 de fevereiro de 1942 (77 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação Empresário e engenheiro

Olavo Egydio Monteiro de Carvalho (Rio de Janeiro, 24 de fevereiro de 1942) é um engenheiro e empresário brasileiro.

Iniciou sua vida profissional como diretor do Grupo Monteiro Aranha, tendo sido seu presidente de 1978 a 1996 e, desde então, o presidente do conselho de Administração do grupo, uma holding genuinamente nacional, fundada no início do século XX por seu avô, Alberto Monteiro de Carvalho e Silva, e o sócio, Olavo Egídio de Sousa Aranha Júnior. O Grupo monteiro aranha esteve presente em vários e importantes setores da economia brasileira e hoje tem, entre os seus principais ativos, a Owens-Illinois do Brasil e a Klabin, empresas que ajudou a fundar, e a Ultrapar. Olavo Monteiro de Carvalho é membro do conselho de Administração da Klabin e da Ultrapar.

É filho do empresário e engenheiro Alberto Monteiro de Carvalho e da nobre espanhola Maria de Lourdes de Salamanca y Caro, marquesa de Salamanca. Olavo estudou no tradicional Colégio Santo Inácio, no Rio; frequentou o curso de engenharia mecânica na Universidade Técnica de Munique (em alemão: Technische Universität München), em Munique, Baviera, Alemanha; estagiou e trabalhou no próprio coração da indústria automobilística mundial, no poderoso núcleo fabril de Wolfsburg, matriz da Volkswagen; seguiu-se um período de treino e atuação na área financeira, com experiências na sede da empresa multinacional britânica Schroders, em Londres, Inglaterra, Reino Unido, onde renovou os relacionamentos iniciados pelos fundadores da Monteiro Aranha.

Em 24 de junho de 2005 tomou posse da presidência da Associação Comercial do Rio de Janeiro - ACRJ -, sucedendo ao embaixador Marcílio Marques Moreira, ex-ministro da Fazenda do Brasil. Em 2007 foi reeleito por unanimidade de votos. O 58.° presidente da Casa de Mauá, que emprestou à instituição as suas características de empreendedor, retomou e intensificou a interlocução da ACRJ com as entidades de classe, empresários e governos federal, estadual e municipal e calcou sua gestão em projetos que contribuíssem para a melhoria do ambiente de trabalho do Rio de Janeiro.

Olavo Monteiro de Carvalho mantém negócios particulares, como a empresa Geociclo, que desenvolve soluções ambientais por meio da biodegradação acelerada de resíduos orgânicos, gerando fertilizantes organominerais de alto valor agregado. No setor de agronegócios, é criador de gado nelore de elite e de cavalo mangalarga marchador, em sua fazenda Santarém.

Faz parte do conselho do COMUDES - Comitê Municipal de Desenvolvimento - e é presidente do Conselho de Administração da Agência Rio-Negócios, por indicação do atual prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes; foi presidente do Conselho de Empresários do Projeto Rio 2016, que promoveu a elaboração do capítulo do legado de infra-estrutura, que resultou na escolha do Rio de Janeiro como cidade sede das Olimpíadas de 2016.

É sócio do Clube de Regatas Vasco da Gama desde os 3 meses de idade, levado por seu pai, Alberto Monteiro de Carvalho. Atualmente é sócio Grande Benemérito e, por isso, integrante vitalício do Conselho Deliberativo. Olavo foi 1º vice-presidente geral do clube na gestão de Alberto Pires Ribeiro, entre 1980 e 1982. Em 1997, foi candidato derrotado ao mesmo cargo (1º vice-presidente geral) na chapa "Oposição Unida", liderada pelo corretor de valores mobiliários Jorge Salgado. Recentemente, foi eleito Presidente da Assembleia Geral por 2 oportunidades seguidas (triênio 2008-2011, com a chapa "Por Amor ao Vasco"; e triênio 2011-2014, com a chapa "O Sentimento Tem Que Continuar"), participando e apoiando a gestão do presidente, Roberto Dinamite. É, hoje, um dos principais nomes da oposição ao presidente Eurico Miranda, tendo apoiado o candidato segundo colocado Julio Brant, da chapa "Sempre Vasco", no pleito eleitoral de novembro de 2014.

Dedica-se ao trabalho social no Instituto Marquês de Salamanca, fundado por ele em 1997 e batizado em homenagem ao seu tataravô, José de Salamanca y Mayol, marquês de Salamanca. O IMDS apoia cerca de 1.000 crianças, jovens e adultos, direta e indiretamente, no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, e no município de Três Rios, na zona rural do estado do Rio de Janeiro. Seus projetos são focados na educação tradicional e profissionalizante e na saúde de seus beneficiados, familiares e dos demais membros das comunidades.

Olavo é pai da Isabela, Maria, Ana e Júlia e avô de Santiago, Vicente e Karim.

O tataravô de Olavo, o marquês de Salamanca.

Ligações externasEditar