Abrir menu principal

Olho da Providência

O Olho da Providência no frontão da Catedral de Salta.

O Olho da Providência é um símbolo exibindo um olho cercado por raios de luz ou em glória, muitas vezes dentro ou em cima de um triângulo ou de uma pirâmide. Costuma ser interpretado como a representação do olho de Deus observando a humanidade.

OrigemEditar

 
Alquímica em entalhe de madeira, mostrando o Olho que Tudo Vê de Deus flutuando no céu.
 
O Olho de , a principal divindade dos egípcios, também chamado de Olho de Hórus.

Na sua forma atual, o símbolo apareceu primeiro no oeste durante o século XVII e XVIII, porém, muitos artigos e pessoas confundem o "Olho que Tudo Vê" com as representações da Mitologia Egípcia, no Olho de Hórus. Em descrições do século XVII, o "Olho da Providência" algumas vezes aparece rodeado de nuvens.

Estados UnidosEditar

Em 1782, o Olho da Providência foi adotado como parte do simbolismo no verso do Grande selo dos Estados Unidos da América. O Olho foi introduzido pelo comitê original do projeto em 1776, e foi desenvolvido de acordo com as sugestões do consultor artístico Pierre Eugene du Simitiere.

No selo, o Olho é cercado pelas palavras Annuit cœptis, querendo dizer "Ele [o Olho da Providência] é favorável aos nossos empreendimentos" (tradução livre). O Olho está posicionado acima de uma pirâmide inacabada com treze passos, representando as treze colônias. A combinação sugerida seria a de que o Olho favorece a prosperidade dos Estados Unidos.

O Grande Selo é usado para endossar documentos oficiais dos Estados Unidos. Como tal, é reproduzido, junto com o Olho da Providência, nas costas de cada nota de 1 dólar.

MaçonariaEditar

 
O Olho da Providência no quadro pietista Os Dois Caminhos.

O Olho que Tudo Vê também aparece como parte da iconografia da Maçonaria. O Olho que Tudo Vê é então um lembrete para os Maçons de que sempre são observados pelo Grande Arquiteto do Universo, ou GADU. Tipicamente o Olho Maçônico da Providência tem um semi-círculo de luz sob o olho — frequentemente com os raios incidindo para baixo. Às vezes, um triângulo é incluído ao Olho, mas isto é visto como uma referência à preferência do Maçom para o número três em numerologia. Outras variações do símbolo também podem ser achadas, com o olho sendo substituído pelas letras ‘G’, representando o Grande Arquiteto.

A primeira referência Maçônica oficial ao Olho está em O Monitoramento Maçônico por Thomas Smith Webb em 1797, alguns anos depois que o Grande Selo foi projetado. O uso Maçônico do Olho em geral não incorpora uma pirâmide, embora o triângulo seja incluído freqüentemente e é interpretado como sendo parte.

Cao DaiEditar

Uma nova seita religiosa no Vietnam chamada Cao Dai, bem como outros tipos de seitas, usam o Olho (especificamente, o olho esquerdo) dentro de um triângulo para representar Deus.

Uso atualEditar

 
O Olho da Providência na nota de um dólar
 
O Olho que Tudo Vê aparece na torre da Catedral de Aachen.
 
Uma versão do olho no frontão da Catedral de Nossa Senhora de Cazã.
  • No Brasil, o olho dentro de um triângulo é também um selo de marketing muito antigo e de propriedade das extintas Indústrias de Fósforos Fiat LUX.

Ver tambémEditar

  A Wikipédia possui o
Portal do Ocultismo
  A Wikipédia possui o
Portal da Maçonaria.
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Olho da Providência

Ligações externasEditar