Olhos de Água (telenovela)


Olhos de Água é uma telenovela portuguesa. Foi transmitida originalmente pela TVI entre 20 de Fevereiro e 6 de Outubro de 2001, às 22h. É da autoria de Tozé Martinho, Sarah Trigoso e Cristina Aguiar, autores de outros sucessos televisivos tais como Todo o Tempo do Mundo, Vidas de Sal e Roseira Brava (as duas últimas transmitidas pela RTP1), entre outros.[1][2]

Olhos de Água
Olhos d'Água (BR)
Unidas pelo sangue, separadas pelo tempo
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Comédia, Romance, Suspense
Duração 60 minutos
Criador(es) Tozé Martinho
País de origem Portugal Portugal
Idioma original português
Produção
Produtor(es) NBP (atualmente Plural Entertainement)
Elenco Sofia Alves
Ruy de Carvalho
Eunice Muñoz
António Pedro Cerdeira
Pedro Lima
Manuel Cavaco
Tema de abertura "Olhos de Água", Toy
Exibição
Emissora original Portugal TVI
Transmissão original 20 de Fevereiro de 2001 a 6 de Outubro de 2001
Temporadas 207
Cronologia
Jardins Proibidos
Filha do Mar

Foi exibida no Brasil pela Rede Bandeirantes entre 19 de janeiro e 15 de outubro de 2004.[3]

A novela foi reposta várias vezes: no canal RTP África, no ano de 2007; nas madrugadas da TVI, entre 9 de março e 23 de maio de 2012 - num compacto de 73 episódios -, em 2015 e, novamente, em 2018; e na TVI Ficção, entre 16 de outubro de 2012 e 26 de abril de 2013 [4]

SinopseEditar

Leonor Serra e Luísa Negrão (Sofia Alves) foram separadas à nascença. A história começa no ano de 1975, em África, mais concretamente numa fazenda em Vila Pery, Moçambique, quando a casa de um casal, Sebastião e Jacinta Torres, é incendiada. Sebastião e Jacinta tinham ido jantar a uma fazenda próxima, a do Luís, na casa ficaram apenas as duas gémeas, filhas do casal e Tibane (Daniel Martinho), o “mainato”. Tibane consegue salvar Luísa e Leonor, mas durante a confusão perde Leonor apenas conseguindo levar Luísa para Portugal, enquanto Leonor fica à mercê de qualquer mão, é então levada por uma mulher com dificuldades em engravidar, Angelina Serra (Cremilda Gil), também para Portugal. Alguns anos depois, Leonor e Luísa têm destinos completamente diferentes e nem sabem que existem:
Luísa vive na casa dos Negrão, uma família rica, é gerente das empresas e nem sabe que foi adoptada. Tibane trouxe-a para aquela casa e a família decidiu fingir que a mãe de Luísa tinha morrido após a ter. O segredo é guardado pelo seu pai, Henrique Costa Negrão (Sinde Filipe), e pela tia, Natália Costa Negrão (Eunice Muñoz). É uma mulher ambiciosa, inteligente, sensata e perspicaz, que tem uma filha: Margarida Negrão Leal (Mafalda Luís de Castro). É ex-mulher de Duarte Leal (António Pedro Cerdeira), embora o amor que tem por ele prevaleça.
Leonor tem 28 anos, tal como a sua irmã gémea, e vive numa aldeia da Serra da Lousã, com a sua mãe, Angelina. O pai já morreu. O seu ritual diário é cuidar da terra e prevê-se que case com José Maria (Joaquim Nicolau), embora não o ame. Tudo vai mudar, quando Leonor vai à capital, e acaba por se encontrar com a sua irmã gémea, Luísa. Separadas pela distância mental, será que elas vão acabar por se entender?

ElencoEditar


Participação Especial:


Elenco 1974:


Elenco Infantil:


Elenco Adicional:

Banda SonoraEditar

  • Olhos de Água - Toy (Tema da Novela)
  • Estou tão triste - Ana Ritta (Tema de Leonor)
  • Com olhos D'Água - Dany Silva
  • Sem Amor - Ana Ritta e Toy (Tema de Henrique e Natália)
  • Um bairro de Lisboa (Instrumental)
  • Herói das ilusões - Toy (Tema de Ricardo)
  • Sou como sou - Dany Silva
  • Nesse Momento - Toy
  • Memórias de um desgraçado - Dany Silva
  • Lê a minha carta - Toy
  • Olhos de Água - Ana Ritta (Tema de Leonor)

AudiênciasEditar

No seu primeiro episódio (emitido a 20 de fevereiro de 2001), Olhos de Água registou 17,0% de rating e 42,7% de share.[2] O último episódio, no dia 6 de outubro de 2001, Olhos de Água registou 20,7% de rating e 63,4% de share.[5]

Referências

  1. Sofia Rodrigues (20 de Fevereiro de 2003). «Telenovelas e Big Brother, a receita do sucesso». Público. publico.pt. Consultado em 7 de janeiro de 2020 
  2. a b «"OLHOS DE ÁGUA" dá liderança à TVI». Meios & Publicidade. meiosepublicidade.pt. 23 de Fevereiro de 2001. Consultado em 7 de janeiro de 2020 
  3. Cadu Safner (11 de junho de 2018). «Há 14 anos a Band assinava acordo para exibição de novelas portuguesas». Observatorio da Televisão. observatoriodatv.bol.uol.com.br. Consultado em 7 de janeiro de 2020 
  4. «A continuação de "Olhos de Água" 12 anos depois». Holofote. holofote.sapo.pt. 13 de dezembro de 2012. Consultado em 7 de janeiro de 2020 
  5. «Selecção não vence final de Olhos de Água». www.record.pt. Consultado em 23 de outubro de 2021 

Ligações externasEditar