Abrir menu principal

Oliveira do Hospital

município e cidade de Portugal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde dezembro de 2009).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Oliveira do Hospital é uma cidade portuguesa do distrito de Coimbra, na província da Beira Alta, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região do Região de Coimbra, com cerca de 7 500 habitantes.[1]

Oliveira do Hospital
Brasão de Oliveira do Hospital Bandeira de Oliveira do Hospital

Igreja Matriz de Oliveira do Hospital 2247.jpg
Igreja Matriz de Oliveira do Hospital
Localização de Oliveira do Hospital
Gentílico Oliveirense
Área 234,52 km²
População 20 855 hab. (2011)
Densidade populacional 88,9  hab./km²
N.º de freguesias 16
Presidente da
câmara municipal
José Carlos Alexandrino (PS)
Fundação do município
(ou foral)
1514
Região (NUTS II) Centro (Região das Beiras)
Sub-região (NUTS III) Região de Coimbra
Distrito Coimbra
Província Beira Alta
Orago Santa Ana
Feriado municipal 7 de Outubro (Chegada da Notícia da Implantação da República)
Código postal 3400 Oliveira do Hospital
Sítio oficial http://www.cm-oliveiradohospital.pt
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

É sede de um município com uma área de 234,52 km²[2] e 20 855 habitantes (2011),[3][4] subdividido em 16 freguesias.[5] O município é limitado a norte pelo município de Nelas, a leste por Seia, a sul por Arganil, a oeste por Tábua e a noroeste por Carregal do Sal.

Índice

HistóriaEditar

A região onde se encontra hoje o concelho de Oliveira do Hospital é habitada desde a pré-história, uma vez que abundam pelo concelho vestígios megalíticos (nomeadamente nas freguesias de Bobadela, Ervedal da Beira e Seixo da Beira).

Na década de 70 de século XX foram descobertas as provas daquilo que se suspeitava há muito: os Romanos também colonizaram a zona, uma vez que se descobriu na freguesia de Bobadela um anfiteatro romano.

Durante as invasões Árabes sabe-se que estes também estiveram no concelho, uma vez que existe uma igreja moçárabe na freguesia de Lourosa.

A Ordem do Hospital de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta, ou apenas Ordem de Malta, como é hoje mais conhecida, teve importantes possessões nos limites deste concelho, tendo aqui várias comendas. Razão pela qual o brasão autárquico ostenta a cruz da Ordem de Malta em chefe[6].

Freguesias do ConcelhoEditar

PopulaçãoEditar

Número de habitantes [7]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
24 137 25 482 26 741 27 324 27 869 26 992 26 030 28 421 29 038 26 287 23 525 23 554 22 584 22 112 20 855

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram.)

Número de habitantes por Grupo Etário [8]
1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
0-14 Anos 9 621 9 588 9 081 9 006 9 407 8 493 7 632 6 295 5 686 4 296 3 529 2 787
15-24 Anos 4 575 4 770 4 293 4 918 4 711 4 750 4 164 3 340 3 762 3 347 2 909 2 185
25-64 Anos 10 604 10 914 11 021 11 037 11 425 11 732 11 319 10 160 10 285 10 676 10 996 10 816
= ou > 65 Anos 1 798 1 935 1 918 2 466 2 538 2 788 3 172 3 535 3 821 4 265 4 678 5 067
> Id. desconh 0 35 92 38 39

(Obs: De 1900 a 1950 os dados referem-se à população "de facto", ou seja, que estava presente no concelho à data em que os censos se realizaram. Daí que se registem algumas diferenças relativamente à designada população residente)

PolíticaEditar

Eleições autárquicasEditar

Data % V % V % V % V % V
PPD/PSD PS CDS-PP AD IND
1976 43,14 3 34,52 3 15,51 1
1979 AD 27,57 2 AD 66,15 5
1982 31,18 2 61,42 5
1985 53,61 5 30,12 2
1989 40,35 3 42,26 3 12,73 1
1993 42,50 3 37,96 3 14,33 1
1997 48,33 4 36,37 3 9,26 -
2001 49,33 4 36,06 3 9,00 -
2005 53,47 4 34,33 3 3,70 -
2009 31,20 2 36,11 3 29,01 2
2013 21,58 1 66,61 6 4,07 -
2017 17,72 1 68,99 6 6,74 -

Eleições legislativasEditar

Data %
PSD PS CDS PCP UDP AD APU/CDU FRS PRD PSN B.E. PAN PàF
1976 36,61 31,51 18,11 1,59 0,65
1979 AD 31,81 AD APU 0,62 56,67 2,83
1980 FRS 0,54 58,79 2,55 29,86
1983 38,53 39,54 12,32 0,64 2,63
1985 39,22 31,42 9,88 0,78 2,52 9,55
1987 61,16 23,97 5,61 CDU 0,32 1,42 1,64
1991 65,48 24,93 3,53 0,88 0,50 0,65
1995 45,73 40,43 8,86 0,42 0,85 0,33
1999 43,27 44,06 7,13 1,64 0,66
2002 51,97 34,15 7,74 1,64 0,88
2005 39,69 44,37 6,28 2,08 2,63
2009 37,02 38,99 9,71 2,43 6,55
2011 47,68 30,70 8,55 2,93 2,69 0,56
2015 PàF 34,37 PàF 3,21 6,17 0,71 47,13

PatrimónioEditar

CulturaEditar

  • Museu Municipal Dr. António Simões Saraiva (Aberto de terça a domingos e feriados, das 10 às 13 e das 14 às 18 horas. Exceto 1 janeiro, sexta-feira santa, domingo de Páscoa, 1 maio, Corpo de Deus, 7 outubro, 1 novembro e 25 dezembro)
  • Centro Interpretativo das Ruinas Romanas de Bobadela (Aberto de terça a domingos e feriados, das 10 às 13 e das 14 às 18 horas. Exceto 1 janeiro, sexta-feira santa, domingo de Páscoa, 1 maio, Corpo de Deus, 7 outubro, 1 novembro e 25 dezembro)
  • Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital (Aberto de segunda a sexta das 9 às 19 horas e aos sábados das 10 às 13 horas).
  • Biblioteca Ludoteca de Lagares da Beira (Aberto de segunda a sexta das 10 às 13 e das 14 às 18 horas).
  • Casa-Museu D. Maria Emília Vasconcelos Cabral

Figuras ilustresEditar

Referências

  1. INE (2013). Anuário Estatístico da Região Centro 2012. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística. p. 32. ISBN 978-989-25-0217-5. ISSN 0872-5055. Consultado em 5 de maio de 2014 
  2. Instituto Geográfico Português (2013). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013». Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013. Direção-Geral do Território. Consultado em 28 de novembro de 2013. Arquivado do original (XLS-ZIP) em 9 de dezembro de 2013 
  3. INE (2012). Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Centro. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística. p. 101. ISBN 978-989-25-0184-0. ISSN 0872-6493. Consultado em 27 de julho de 2013 
  4. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_CENTRO". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27 de julho de 2013 
  5. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  6. PINHO, António Brandão de (2017). A Cruz da Ordem de Malta nos Brasões Autárquicos Portugueses. Lisboa: Chiado Editora. 426 páginas. Consultado em 28 de agosto de 2017 
  7. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  8. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros