Abrir menu principal

One True Thing

filme de 1998 dirigido por Carl Franklin
One True Thing
Podia-te Acontecer (PRT)
Um Amor Verdadeiro (BRA)
Pôster promocional
 Estados Unidos
1998 •  cor •  127 min 
Direção Carl Franklin
Produção Jesse Beaton
Leslie Morgan
Harry J. Ufland
William W. Wilson III
Roteiro Karen Croner
Baseado em One True Thing de Anna Quindlen
Elenco Meryl Streep
Renée Zellweger
William Hurt
Tom Everett Scott
Gênero drama
Música Cliff Eidelman
Cinematografia Declan Quinn
Edição Carole Kravetz
Distribuição Universal Studios
Lançamento Estados Unidos 18 de setembro de 1998
Alemanha 13 de fevereiro de 1999 (Festival de Berlim)
Brasil 30 de abril de 1999
Portugal 16 de dezembro de 1999 (vídeo premiere)
Idioma inglês
Orçamento US$30 milhões[1]
Receita US$26,616,840[2]
Página no IMDb (em inglês)

One True Thing (br: Um Amor Verdadeiro / pt: Podia-te Acontecer) é um filme de drama estadunidense de 1998 dirigido por Carl Franklin. Conta a história de uma mulher que é forçada a colocar sua vida em espera, a fim de cuidar de sua mãe que está morrendo de câncer. Foi adaptado por Karen Croner do romance de Anna Quindlen. Meryl Streep, Renée Zellweger, William Hurt e Tom Everett Scott estão no elenco. Bette Midler canta a música principal, "My One True Friend", sobre os créditos finais. A faixa foi lançada pela primeira vez em 1998 no álbum Bathhouse Betty. Ele foi gravado em Morristown, Nova Jérsei, Maplewood, Nova Jérsei, assim como na Universidade de Princeton.

Foi lançado diretamente em vídeo no Brasil.[3]

SinopseEditar

A história passa entre 1987 e 1988. Ellen Gulden, a personagem principal, vê-se obrigada a deixar seu emprego como jornalista em Nova York para cuidar de sua mãe doente, a dona-de-casa Kate, após o aparecimento de um câncer. Assim, ela conhece os defeitos de seu pai, um célebre romancista e professor universitário que Ellen sempre idolatrara, e o valor de sua mãe, a qual sempre foi desprezada pela filha em razão de sua personalidade afável e romântica.

ElencoEditar

ReceptionEditar

O filme recebeu críticas favoráveis ​​na maior parte dos críticos, site de revisão Rotten Tomatoes avaliou como 89% fresco.[4] O site semelhante Metacritic lhe dá 63 pontos em uma escala de 100, significando "revisões geralmente favoráveis​​".[5] Todd McCarthy de Variety chamou de "sensivelmente escrito, fluidamente dirigido e habilmente ágil".[6] Roger Ebert, revendo o filme para a Chicago Sun-Times, elogiou-o para elevar acima do nível de uma soap opera através de pura habilidade. Ele concedeu o filme três estrelas de quatro.[7]

Mick LaSalle no San Francisco Chronicle, declarou: "Depois de 'One True Thing', os críticos que persistem na ficção de que Streep é uma atriz fria e técnica vão precisar de ter a cabeça examinada. Ela é tão instintiva e natural - tão completamente no momento e operando em voos de inspiração - que ela é capaz de nos dar uma mulher que é ao mesmo tempo descontroladamente idiossincrática e totalmente crível".[8] Crítico de cinema Kenneth Turan do Los Angeles Times observou que o papel de Streep "é um dos menos conscientemente dramáticos e superfície vistosa de sua carreira, mas Streep adiciona um nível de honestidade e da realidade que faz com que [o seu desempenho] um de seus mais comoventes."[9] Entre os poucos comentários negativos, Andrew O'Hehir do Salon.com reclamamou que o filme "realmente não tem enredo", e encontrou o diretor Carl Franklin incapaz de se conectar corretamente com seu elenco.[10]

Streep foi indicada para o Oscar de Melhor Atriz por sua atuação no filme, mas perdeu para Gwyneth Paltrow por seu papel em Shakespeare in Love.[11]

Referências

  1. «One True Thing at IMDb». Consultado em 19 de janeiro de 2014 
  2. «One True Thing at Box Office Mojo». Consultado em 19 de janeiro de 2014 
  3. One True Thing no AdoroCinema
  4. «One True Thing (1998)». Rotten Tomatoes. Consultado em 19 de janeiro de 2014 
  5. «One True Thing reviews at Metacritic.com». Metacritic. Consultado em 19 de janeiro de 2014 
  6. McCarthy, Todd (7 de setembro de 1998). «One True Thing». Variety. Consultado em 19 de janeiro de 2014 
  7. Ebert, Roger (18 de setembro de 1998). «One True Thing». The Chicago Sun Times. Consultado em 19 de janeiro de 2014 
  8. LaSalle, Mick (18 de setembro de 1998). «Home Is a Beautiful `Thing' / Streep shines in drama about ailing mother». San Francisco Chronicle. Consultado em 19 de janeiro de 2014 
  9. Turan, Kenneth (18 de setembro de 1998). «One True Thing». Los Angeles Times 
  10. O'Hehir, Andrew (18 de setembro de 1998). «One Blue Thing». Salon.com. Consultado em 19 de janeiro de 2014 
  11. Waxman, Sharon (21 de março de 1999). «WashingtonPost.com: Academy Awards 1999». The Washington Post. Consultado em 19 de janeiro de 2014 

Ligações externasEditar