Abrir menu principal

Operário Futebol Clube de Presidente Prudente

Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde agosto de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

O Operário Futebol Clube de Presidente Prudente é um clube amador tradicional na cidade de Presidente Prudente e disputa a primeira divisão amadora da cidade.

Operário de Presidente Prudente
Nome Operário Futebol Clube de Presidente Prudente
Fundação 1 de fevereiro de 1973 (46 anos)
Mando de jogo em Estádio Municipal Caetano Peretti
Capacidade (mando) 3 500
Presidente Brasil João Barbosa Ferreira
Treinador Brasil Douglas Marcelino
Material (d)esportivo Brasil
Competição Campeonato Amador Municipal De Presidente Prudente
Website http://operariofutclube.com.br/blog/
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

HistoriaEditar

Um grupo de moradores decidiu se unir e formar a equipe que iria representar o bairro. O nome escolhido se deve a relação com o nome da vila, e por se tratar de pessoas que trabalhavam durante semana e jogavam futebol aos sábados e domingos. [1] A equipe de 1982 não se sagrou campeã, mas ficou marcada na história do clube, pois foi a partir dela que surgiu o espírito que impulsionou a continuidade do time do bairro. O elenco contava com personagens que são considerados símbolos até hoje para o clube. Durante sete anos de 1983 a 1990 a equipe suspendeu as atividades na Vila Operária. Primeiro período na história do time em que não houve futebol no bairro. O motivo apontado foi à falta de comando e desmembramento da equipe em outros times. O ano de 1997 foi o único ativo em um período de 18 anos para o time do Operário. Com uma equipe formada exclusivamente por moradores do bairro, e apenas um convidado, vindo do bairro Ana Jacinta, o time conquistou o título de campeão da primeira divisão. A partir de 1998 a 2008 a suspensão no futebol do bairro durou dez anos. Os diretores de honra do clube afirmam que houve aumento da criminalidade na vila neste período. Em 2009, o Operário voltou a disputar o campeonato amador após 11 anos de paralisação. A equipe retornou disputando a 3ª divisão, mas não conseguiu uma colocação expressiva. O ano é considerado como um marco na transformação do futebol na Vila Operária, já que comandados por Júlio César Cardoso Ferreira e José Carlos Theodoro, o clube passou a ter nova gestão e ganhou status de time campeão. Os integrantes relatam que foi trazida para a equipe uma nova proposta de fazer futebol, que mudou a história do time. Já com a equipe melhor estruturada e fortalecida, o Operário foi vice-campeão da terceira divisão em 2010. No mesmo ano, e podendo fazer uso dos mesmos jogadores que atuaram pela “terceirona”, o time foi convidado a participar do campeonato da primeira divisão e acabou conquistando o título. No ano seguinte em reunião com a Liga Prudentina de Futebol (LPF), o atual campeão poderia se manter disputando a primeira divisão, mas recusou o novo “convite”. Desta forma, o Operário jogou com sua vaga original, a segunda divisão. O time foi eliminado nas semifinais da competição depois de duas partidas frente ao Real Madrid do bairro Humberto Salvador. No jogo de ida, disputado no campo do Rio 400, a partida terminou 1 a 0 para o Real. Já na volta, em embate disputado no Estádio Municipal Caetano Peretti, a derrota do Operário foi por 2 a 1. O ano de 2012 marcou a divisão da equipe em dois times: um que disputou a segunda divisão, e mesmo com a morte do principal dirigente, e se sagrou campeão. O outro disputou a “terceirona”, e chegou ao vice-campeonato. Com o titulo da “segundona”, os representantes da Vila Operária chegaram novamente a primeira divisão no ano de 2013. Desta vez, como uma vaga legítima conquistada dentro de campo. O resultado não poderia ser diferente, o Operário foi campeão. A final da competição foi contra a equipe do Quatro Bairros, disputada em um só jogo no Estádio Municipal Caetano Peretti. O placar foi 2 a 1 com gols de “Biguinha” e Michael. No ano seguinte defendendo o título da competição, a equipe voltou a disputar a final no ano, e em uma partida acirrada, que terminou 2 a 2, a conquista veio após as cobranças dos pênaltis. O jogo foi contra a equipe do Embaixador, do bairro Humberto Salvador, e aconteceu no Estádio Municipal Caetano Peretti.[2]. [3]. [4]

TítulosEditar

Municipais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Municipal de Presidente Prudente Amador Primeira divisão 4 1997, 2010, 2013 e 2014
Municipais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Municipal de Presidente Prudente Amador Segunda divisão 1 2012


Elenco atualEditar

Goleiros
Jogador
  Perukão
  Fernando
Defensores
Jogador Pos.
  Pial Z
  Du Sanvezzo Z
  Jonatas Santos Z
  Neto Z
  Bisteca LD
  Mauricinho LD
  Pretinho LE
  Reluz LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
  Chicão M
  Paulinho M
  Digo M
  Chiquinho M
  Cléverson M
  Vilson M
  Fabinho M
  Igor M
Atacantes
Jogador
  Michael
  Latinha
  Marcinho
  Luizinho
  JowJow
  G9
Comissão técnica
Nome Pos.
  Douglas Marcelino T


Referências

Ligações externasEditar