Abrir menu principal
Vídeo do bombardeamento de Hamburgo.

O bombardeio aliado de Hamburgo durante a Segunda Guerra Mundial incluiu vários ataques contra civis. Como um grande porto e centro industrial, os estaleiros de Hamburgo, os U-boat e as refinarias de petróleo da região foram atacados durante toda a guerra.[1]

O ataque, durante a última semana de julho de 1943, durante a Operação Gomorra, criou um dos maiores bombardeamentos provocados pela Força Aérea Real e pela Força Aérea do Exército dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial,[2] matando 42,6 mil civis e ferindo outras 37 mil pessoas em Hamburgo, destruindo praticamente toda a cidade.[3]

Antes do desenvolvimento da operação em Hamburgo, não havia chuva por algum tempo e tudo estava muito seco.[3] O clima excepcionalmente quente e as boas condições climáticas significaram que o bombardeio estava altamente concentrado em torno dos alvos pretendidos e também criou um vórtice e uma onda ascendente de ar super aquecido que criou um furacão de fogo de 460 metros de altura.

Referências

  1. Levine 1992, p. 149.
  2. Dyson 2006.
  3. a b Frankland & Webster 1961, pp. 260–261.

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre a Alemanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.